“A profissionalização é fundamental”. Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Rodrigo Antunes / Lusa

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais.

Como noticiou o Expresso na terça-feira, o bombeiro Carlos Carvalho, de 40 anos, voluntário de Cuba, no Baixo Alentejo, foi apanhado a 13 de julho num incêndio em Castro Verde, no qual mais quatro colegas ficaram feridos. Ficou com queimaduras em mais de 90% do corpo, acabando por morrer.

Este ano já morreram outros três bombeiros, todos voluntários: um no combate ao fogo, um num acidente de automóvel durante as operações e outro que se sentiu mal durante um fogo. Já nos fogos de 2017 em Pedrógão e na região centro morreram dois bombeiros.

“É difícil responder sem os resultados dos inquéritos que já foram abertos pelas autoridades”, disse o presidente da Associação Portuguesa de Bombeiros Voluntários, João Marques. “Às vezes é simplesmente azar, outras vezes excesso de confiança ou má preparação. Não quero estar a avançar com uma explicação sem saber em concreto o que aconteceu”, acrescentou.

João Marques indicou que “os números são, de facto, surpreendentes” e que não têm uma explicação óbvia. “Espero que fiquem por aqui. Para nós o desejável é que não morresse um único bombeiro. Estamos obviamente preocupados e já enviámos um ofício à secretária de Estado, juntamente com os bombeiros profissionais, para discutirmos o tema, mas ainda não tivemos resposta”.

“A profissionalização é fundamental”, admitiu João Marques. “Apesar de eu ser presidente de uma associação que representa os bombeiros voluntários, defendo que os profissionais têm de ser a primeira resposta no combate aos incêndios ou em outras emergências. As situações mais difíceis exigem mais treino, e um voluntário que tem outra profissão não tem a disponibilidade e o treino de um profissional”.

“A excelência atinge-se com mais treino e mais formação. O contrário é que seria de estranhar”, concluiu João Marques.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. E a profissionalização cria algum escudo protector aos bombeiros? Já fizeram contas, com a profissionalização quantos bombeiros são precisos? Sempre houve e continuará a haver grandes incêndios, e não é com a profissionalização que deixam de haver. Alterem o dispositivo de combate, onde seja o bombeiro que vai ao encontro do fogo, e não, o bombeiro ficar na estrada à espera que o fogo aí chegue.

  2. E porque não acabar com os incendiários?. Aumentar as penas para 25 anos de prisão efectiva?.
    Aposto que se acabarem com os incendiários, não haverá mais mortes.
    Experimentem.

  3. E a prevenção musculada onde está, os incendiários quem os, ataca a sério, por que razão as nossas tropas não fazem vigia por todo o país durante os meses críticos, por que razão não se organiza a floresta de uma vez por todas, por que razão continuamos a viver de promessas e mentiras, por que razão, governos e Assembleia da República não atuam em conformidade com a gravidade da situação? CHEGA!

RESPONDER

Aposta na Saúde, habitação digna e duas pontes para Espanha. Plano de Recuperação é para "oportunidades únicas"

O Plano de Recuperação e Resiliência, que o Governo vai entregar a Bruxelas no próximo mês, serve para "oportunidades únicas". A versão final do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) poderá ser entregue à Comissão Europeia …

Um dos maiores predadores do Cretáceo era um "monstro" do rio

A descoberta de um enorme conjunto de registros dentários mostra que um dos maiores predadores do Cretáceo era habitante do rio - e não um caçador terrestre. Uma equipa de investigadores da Universidade de Portsmouth, no Reino …

Benfica oficializa venda de Rúben Dias e compra de Otamendi

O Benfica comunicou, este domingo, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a transferência do defesa-central para o Manchester City. Em comunicado, o Benfica informou "ter chegado a acordo com o Manchester City para a …

Marcelo responde ao embaixador dos EUA. "Quem decide são os representantes escolhidos pelos portugueses"

O Presidente da República respondeu, este domingo, ao embaixador dos Estados Unidos em Lisboa, afirmando que, "em Portugal, quem decide acerca dos seus destinos são os representantes escolhidos pelos portugueses". A agência Lusa questionou Marcelo Rebelo …

Bloco desconhece "avanços" no novo apoio social (e sugere que Rio seja dispensado das negociações)

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) disse este domingo que o Governo ainda não se comprometeu com a criação do novo apoio social proposto pelos bloquistas, no âmbito das negociações do Orçamento do Estado …

O tempo pode parecer mais lento do que realmente é. A culpa é dos neurónios cansados

Quando os neurónios do nosso cérebro começam a ficar muito cansados, diminuem a atividade e, como consequência, percebemos o tempo de forma distorcida. O cansaço de um grupo de neurónios especialmente sensíveis à noção de tempo …

Investigação do New York Times revela que Trump não pagou impostos em 10 dos últimos 15 anos

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pagou apenas 750 dólares (645 euros) em impostos federais em 2016, ano em que foi eleito, e outro tanto em 2017, segundo uma investigação divulgada este domingo pelo …

Arménia e Azerbaijão "à beira de uma guerra". Confrontos fazem pelo menos 39 mortos

Os combates deste domingo entre o Azerbaijão e as forças separatistas apoiadas pela Arménia, em Nagorno-Karabakh, fizeram pelo menos 39 mortos, incluindo sete civis, de acordo com informações de ambas as partes. Pelo menos mais 15 …

Paulo Bento substitui Santana Lopes à frente da Aliança

O antigo vereador da câmara de Torres Vedras Paulo Bento substitui este domingo Pedro Santana Lopes como presidente do partido Aliança após a eleição no congresso que terminou naquela cidade do distrito de Lisboa. Paulo Bento, …

Modelo matemático de Alan Turing explica os misteriosos "círculos de fada" da Namíbia

Os impressionantes padrões de vegetação dos "círculos de fada" australianos surgem de acordo com a teoria de 1952 enunciada pelo célebre matemático britânico Alan Turing. Em 1952, quando o matemático britânico Alan Turing publicou o seu …