Professores em protesto vão recolher postais (e poderão parar na caixa de correio de Costa)

José Sena Goulão / Lusa

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) inicia nova ação para reivindicar a contagem integral do tempo de serviço congelado. A ideia é recolher postais de apoio aos professores para ser enviados ao primeiro-ministro.

A Fenprof vai estar esta segunda-feira nas ruas e junto às escolas das capitais de distrito das regiões Centro, Lisboa e Vale do Tejo e Sul. Na terça-feira, é a vez das capitais de distrito da região Norte.

O objetivo da ação é trazer apoio popular para a luta dos professores pela contagem integral dos nove anos, quatro meses e dois dias de tempo de serviço congelados, estando há praticamente um ano num braço-de-ferro com o Governo sobre a matéria.

Mário Nogueira, secretário-geral da Fenprof, explicou que o objetivo é que “fique claro que as pessoas não estão contra a luta dos professores e a consideram justa”. A asociação vai pedir ainda a cada professor que traga para a luta um ‘não-professor’.

O envio, ou não, dos postais ao primeiro-ministro fica dependente do que ficar decidido na versão final do Orçamento do Estado para 2019, que vai ser votada a 29 de novembro.

A Fenprof exige que o orçamento do próximo ano contabilize uma verba que, pelo menos, dê início à recuperação do tempo congelado, nos termos em que os sindicatos reivindicam, ou seja, os nove anos, quatro meses e dois dias.

Os sindicatos de professores rejeitam a proposta avançada unilateralmente pelo Governo de contar apenas dois anos, nove meses e 18 dias, que apenas acontecerá para cada professor no momento da sua próxima progressão de escalão.

Os professores depositam as suas esperanças no parlamento, esperando que os grupos parlamentares acolham a proposta dos sindicatos de adotar a solução encontrada na região autónoma da Madeira, que prevê a recuperação de todo o tempo, de forma faseada, até 2025, ao ritmo de cerca de um ano e meio de serviço por cada ano civil.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …

"Dos 4 mil euros que ganho, 3 mil vão para os frades". O padre Vítor Melícias recusa que Tomás Correia ainda controle o Montepio

O padre Vítor Melícias, presidente da Assembleia Geral do Montepio, diz que Tomás Correia "faz falta, mas fez muito bem" em abandonar a liderança da mutualista Montepio. "Dizer que Tomás Correia continua a controlar através …

Amesterdão prepara-se para comprar dívidas dos seus jovens

A partir de fevereiro, a capital dos Países Baixos vai comprar dívidas dos seus jovens para ajudá-los a recomeçar e a construir um futuro. Numa nota publicada esta semana na página oficial do Governo local …