/

Professores de Madrid terão de fazer testes, após terem dado positivo em serológicos

Manuel de Almeida / Lusa

Entre 2.000 e 2.500 professores da região de Madrid estão a realizar testes de diagnóstico para a covid-19, depois de terem testado positivo nos testes serológicos.

Segundo o Expresso, desde este sábado, entre 2.000 e 2.500 professores da região de Madrid, em Espanha, estão a realizar testes de diagnóstico para a presença do novo coronavírus porque deram positivo nos testes sorológicos feitos a mais de 66 mil profissionais antes de o novo ano letivo começar.

Apesar de encontrarem anticorpos, os testes serológicos não deslindam se o vírus estará ainda ativo no organismo, pelo que, para os casos em que o resultado é positivo, o executivo de Madrid aconselha a fazer um teste de diagnóstico (PCR).

O semanário adianta que, até agora, mais de 66 mil professores realizaram provas, dos 72 mil convocados, mas os testes são também para pessoal não docente, auxiliares e administrativos da comunidade educativa. No total, são cerca de 100 mil pessoas.

O porta-voz para a Educação do governo regional de Madrid, Enrique Ossorio, já assegurou que todos os profissionais que dêem positivo para a covid-19 serão substituídos por interinos.

Os interinos são 10.610 professores que o governo regional tem previsto contratar para reforçar as aulas.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.