Professores pedem a Marcelo melhores condições de testagem à covid-19 nas escolas

Manuel de Almeida / Lusa

A Associação Sindical de Professores Licenciados enviou uma carta ao Presidente da República a pedir maior abrangência da testagem dos que contactaram com alunos infetados.

A Associação Sindical de Professores Licenciados (ASPL) pediu ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que intervenha junto do Governo para que sejam melhorados aspetos fundamentais relativamente à testagem e isolamento de casos suspeitos e positivos de covid-19 nas escolas.

Numa carta aberta enviada no domingo ao Presidente, a ASPL diz estar preocupada com algumas situações que se vivem nas escolas e pede a Marcelo a sua intervenção junto do Governo por forma a melhorar aspetos fundamentais na estratégia de prevenção e mitigação da pandemia da covid-19. A ASPL refere-se à testagem e isolamento profilático dos casos suspeitos e dos positivos, para além do distanciamento físico.

“Relativamente à testagem e ao isolamento profilático, não se compreende como apenas são testados os alunos que estão sentados mais próximos (ao lado, e imediatamente à frente e atrás do(a)s aluno(a)s que testaram positivo ou são claramente suspeitos de estarem infetados)”, sublinha.

A Associação considera que seria mais avisado que, pelo menos, os contactos mais próximos, como sejam os restantes alunos das respetivas turmas e os seus professores, assim como os assistentes operacionais que com eles convivem, fossem para isolamento profilático e fossem testados.

“Lamentavelmente, não é o que acontece em muitas situações, continuando alunos, professores e assistentes operacionais, a frequentar a escola, como se nada tivesse acontecido!”, frisa. Por isso, a ASPL entende que “está na hora do Governo fazer a parte que lhe compete, caso contrário este esforço hercúleo” de todos “será posto em causa”.

“E se há lugar onde a identificação dos contactos é mais fácil e célere fazer é a escola, dado os alunos estarem organizados por turma e terem espaços atribuídos, estando sob a responsabilidade dos seus professores e/ou assistentes operacionais!”, é referido na carta.

No entendimento dos professores e educadores, “não é suficiente afirmar que ‘o regresso às escolas decorreu de forma impecável’ e que ‘os casos existentes são residuais’, quando não existe informação oficial sobre o número de casos já identificados”.

“Nem vimos nas escolas as autoridades de saúde a atuarem com critérios claros e objetivos que permita a toda a comunidade escolar continuar a trabalhar em segurança, tendo confiança que esses mesmos procedimentos acautelam, tanto quanto é possível, a sua saúde e a saúde dos seus alunos”, é sublinhado.

A associação diz ainda ter enviado em julho passado e ao longo do mês de setembro ao Ministério da Educação os contributos da ASPL e alertas para uma série de situações e omissões que foram constatando, mas sem sucesso, tendo por isso remetido mais recentemente informação à ministra da Saúde, Marta Temido, e ao primeiro-ministro, também sem resposta.

Na carta, a ASPL mostra-se disponível para em cooperação com o Governo para melhorar a situação nas escolas.

No sábado, após o Conselho de Ministro extraordinário para analisar medidas para conter a propagação do vírus, o primeiro-ministro disse que são residuais – tendo em conta a população escolar – o número de casos de covid-19 detetados de alunos ou docentes ou não docentes infetados nas escolas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …