Produção total de petróleo da Arábia Saudita retomada até final do mês

statephotos / Flickr

O rei saudita Salman bin Abdulaziz Al Saud

Até ao final do mês, a capacidade de produção diária do país será de 11 milhões de barris, quando antes do ataque a cifra se situava em 9,6 milhões, informou Abdulaziz bin Salman.

O ministro da Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz bin Salman, disse esta quarta-feira em conferência de imprensa que a produção total de petróleo no país será retomada até ao final de setembro. O ministro saudita adiantou também que 50% da produção de petróleo cortada devido a um ataque ao maior campo petrolífero do país, no sábado, já foi restabelecida.

O ministro adiantou também que, até ao final do mês, a capacidade de produção diária do país será de 11 milhões de barris, quando antes do ataque a cifra se situava em 9,6 milhões. Abdulaziz bin Salman manifestou também a vontade de que a produção chegue aos 12 milhões de barris por dia até novembro.

O ministro afirmou ainda que a Aramco, empresa afetada, conseguiu “controlar os danos” e compensar a diminuição de produção nas estruturas afetadas através de aumentos de produção noutros campos petrolíferos. “As exportações do reino não vão diminuir”, assegurou o ministro Abdulaziz bin Salman, também membro da família real saudita.

Na mesma conferência de imprensa, o presidente executivo da Aramco, Amin al Nasser, disse também que o campo de Abqaiq, afetado pelos ataques, continuou a produzir diariamente dois milhões de barris de crude.

Yassir al-Roumayyan, outro responsável da Aramco, referiu ainda que os planos de entrada da empresa em bolsa se irão manter.

O ataque de sábado ao maior campo petrolífero do mundo, na Arábia Saudita, reivindicado pelos rebeldes Huthis do Iémen, atingiu a produção de 5,7 milhões de barris de petróleo por dia no país, o equivalente a 5% da produção diária mundial.

Preço do barril de Brent desce 6,33% para 64,65 dólares

O preço do barril de petróleo Brent para entrega em novembro encerrou no mercado de futuros de Londres a baixar 6,33%, para 64,65 dólares, após ter subido 14,59%, devido aos ataques às instalações de uma petrolífera saudita.

O crude do mar do Norte, de referência na Europa, concluiu a sessão no International Exchange Futures a cotar 4,37 dólares abaixo dos 69,02 dólares com que fechou as transações na segunda-feira.

O preço do barril de petróleo Brent recuou depois de a Arábia Saudita anunciar que recuperou mais da metade da produção afetada por dois ataques de drone’, que ocorreram no sábado.

Na segunda-feira, o preço do Brent tinha subido 14,59%, para 69,02 dólares, após os ataques reivindicados pelos rebeldes Houthis do Iémen contra instalações de uma petrolífera saudita.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 1 - 4 Lask | “Leão” goleado diz adeus sem glória

O Sporting despediu-se das competições europeias sem glória. No “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa, os “leões” foram goleados por 4-1 recepção da noite desta quinta-feira ao LASK Linz. Trauner, Raguz, …

JAXA e GITAI fazem a primeira demonstração mundial de robótica espacial do setor privado

A startup de robótica espacial GITAI e a Japan Aerospace Exploration Agency (JAXA) estão a unir esforços para produzir a primeira demonstração de robótica no Espaço por uma empresa privada. O acordo assinado pela GITAI e …

Resort da Tailândia processa norte-americano por causa de avaliação negativa no Tripadvisor. Arrisca dois anos de prisão

Um resort de uma ilha da Tailândia processou um norte-americano por causa de uma análise negativa no Tripadvisor. Se for considerado culpado, o homem pode ser condenado a até dois anos de prisão. Wesley Barnes …

Em 2020, o Ártico teve a segunda menor extensão de gelo já registada

A 15 de setembro de 2020, o gelo do mar Ártico atingiu a sua extensão mínima anual, a segunda menor já registada. A região do Ártico em geral está a aquecer três vezes mais depressa …

Assassinato em série por resolver. Vacas podem estar a pisar coalas até à morte

Afinal, as vacas podem não ser herbívoros inofensivos. Um novo estudo revela que estes animais podem estar a pisar - e a matar - coalas em toda a Austrália. Os coalas enfrentam muitas ameaças, mas raramente …

Em apenas dois dias, duas mulheres "dalit" morreram vítimas de violação na Índia

De acordo com a polícia local, uma segunda mulher dalit morreu na Índia após ter sido violada por dois homens. Outro caso semelhante aconteceu esta semana, depois de uma jovem de 19 anos, do mesmo …

A Casa Branca contratou para a NOAA cientistas que defendem que as mudanças climáticas "são uma mentira"

Funcionários do governo norte-americano terão abordado cientistas com historial de críticas regulares sobre as mudanças climáticas causadas pelo homem, aos quais foram propostos cargos de gestão na NOAA. Segundo especialistas citados pela E&E News, esta …

United quase pede para Dalot sair

Adeptos pensavam que o português nunca mais ia jogar pela equipa principal do Manchester United. Jogou na Taça da Liga e não convenceu. O Manchester United seguiu para os quartos-de-final para a Taça da Liga inglesa, …

Testemunhas revelam que agentes de inteligência dos EUA consideraram sequestrar (e envenenar) Assange

Testemunhas anónimas revelaram em tribunal que planos para envenenar ou sequestrar Julian Assange da embaixada do Equador foram discutidos entre fontes da inteligência dos Estados Unidos e uma empresa de segurança privada que espiou o …

"Assassino do Twitter" assume ter matado 8 mulheres que partilharam pensamentos suicidas

O caso está a chocar o Japão. Perante o Tribunal de Tóquio, Takahiro Shiraishi declarou-se culpado, após ter assassinado e esquartejado oito mulheres e um homem em 2017. O assassino conheceu as vítimas através da rede …