Sob ameaças de prisão, Juan Guaidó regressa hoje à Venezuela

Miguel Gutierrez / EPA

Juan Guaidó convocou concentrações em toda a Venezuela para segunda-feira e anunciou o seu regresso ao país, depois de ter visitado países latino-americanos, desvalorizando uma ordem judicial que o proibia de sair do território nacional.

“Anuncio o meu regresso ao país. Convoco o povo venezuelano a concentrar-se, em todo o país, amanhã às 11h00 [15h00, em Lisboa]”, escreveu Guaidó na sua conta do Twitter, sem dar detalhes sobre o seu regresso.

O presidente do Parlamento venezuelano, reconhecido por mais de 50 países como presidente interino, anunciou numa outra mensagem que fará um balanço da sua viagem e anunciará as “próximas ações” às 20h30 (00h30, em Lisboa), através das redes sociais.

Guaidó partiu este domingo de Salinas, no Equador, onde, no sábado, se reuniu com o presidente Lenín Moreno, bem como com migrantes e refugiados venezuelanos.

O regresso de Guaidó, que numa semana também visitou a Colômbia, o Brasil, o Paraguai e a Argentina, representa um desafio para o presidente Nicolás Maduro, que deve decidir se vai prendê-lo e provocar uma forte reação internacional, ou deixá-lo entrar no país, colocando em causa a autoridade do poder judicial.

“O desafio chegou longe demais. Se entrar e o prenderem, vão gerar fortes reações internas e internacionais. Maduro está em risco permanente“, assegurou à agência noticiosa France-Press o analista político Luís Salamanca.

Ainda não está claro a partir de que país que Guaidó entrará na Venezuela: se o fará pelo aeroporto internacional Simón Bolívar, ou furtivamente como quando saiu, segundo ele, ajudado por militares venezuelanos na fronteira com a Colômbia.

Guaidó saiu da Venezuela a 22 de fevereiro para assistir a um concerto na fronteiriça cidade colombiana de Cúcuta de apoio à sua oposição a Maduro e para defender a entrada de ajuda humanitária, tendo depois começado a sua viagem pela região.

O Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) e a Procuradoria-Geral, aliados do Governo, abriram investigações contra Guaidó por “usurpação” de funções e ditaram, além do impedimento de saída, o congelamento dos seus bens.

A crise política na Venezuela agravou-se a 23 de janeiro, quando o líder da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, se auto-proclamou Presidente da República interino e declarou que assumia os poderes executivos de Nicolás Maduro.

Maduro, 56 anos, no poder desde 2013, denunciou a iniciativa do presidente do parlamento como uma tentativa de golpe de Estado liderada pelos Estados Unidos.

Guaidó, 35 anos, contou de imediato com o apoio dos Estados Unidos e prometeu formar um Governo de transição e organizar eleições livres. A maioria dos países da União Europeia, entre os quais Portugal, reconheceu Guaidó como Presidente interino encarregado de organizar eleições livres e transparentes.

No último fim de semana, agravou-se a situação junto à fronteira com a Colômbia e com o Brasil, onde se registaram confrontos, que provocaram pelo menos quatro mortos, com as autoridades venezuelanas a impedirem a entrada de ajuda humanitária no país. Na Venezuela vivem cerca de 300 mil portugueses ou lusodescendentes.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O que acontecer a Guaidó será da sua exclusiva responsabilidade. Se ele entende que está em posição de desafiar as autoridades do seu país isso faz parte de um processo de luta. Quem luta deve esperar tudo, pois diz o diatdo, “quem vai à guerra dá e leva”.

RESPONDER

Encontrada uma câmara oculta atrás do túmulo de Tutankhamon que pode esconder Nefertiti

Uma equipa de arqueólogos encontraram potenciais evidências de câmaras ocultas por trás das paredes do famoso túmulo de Tutankhamon, no Vale dos Reis, no Egito, que alguns dizem esconder a rainha Nefertiti. Os investigadores, liderados por Mamdouh …

Chega e Bloco são os que mais sobem (e o PS não pára de cair)

O Partido Socialista (PS) continua a cair cair nas intenções de voto dos eleitores, quatro meses depois das eleições legislativas. Já o Bloco de Esquerda e Chega estão cada vez mais fortes. De acordo com a …

Contribuintes têm até hoje para validar agregado familiar

Os contribuintes têm até esta sexta-feira para validarem a composição do seu agregado familiar. Apesar de o prazo ter terminado no dia 15, serão considerados pela Autoridade Tributária os dados comunicados durante o dia de …

Morreu aos 61 anos João Ataíde, deputado do PS

João Ataíde, juiz e atual deputado do Partido Socialista (PS) morreu esta sexa-feira em casa, em Coimbra, por volta das 7h. O deputado tinha 61 anos e esteve no debate sobre a eutanásia no Parlamento, …

Pela primeira vez, os cientistas tornaram transparentes órgãos humanos

Normalmente, para obter uma resposta clara sobre o que passa dentro dos nossos órgãos, são necessários cortes profundos. Porém, agora, os cientistas conseguiram tornar órgãos humanos transparentes, para conseguir espreitar para dentro deles sem o …

Primeiro-ministro da Irlanda renuncia (mas aguarda novo governo)

O primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, anunciou na noite desta quinta-feira a sua renúncia, mas continuará no cargo até a formação de um novo governo, após os resultados das recentes eleições legislativas. "Leo Varadkar apresentou esta …

Conselho da Europa contra extradição de Assange para os Estados Unidos

A extradição de Julian Assange para os Estados Unidos, onde é acusado de espionagem, terá um “efeito paralisador na liberdade de imprensa”, alertou esta quinta-feira a comissária para os direitos humanos do Conselho da Europa, …

O vulcão "Garganta de Fogo" do Equador pode entrar em colapso

O vulcão Tungurahua do Equador, um dos mais ativos e perigosos da América do Sul, está a mostrar sinais precoces de um potencial colapso parcial. A atividade recente do vulcão levou a uma rápida e significativa …

Astrónomos detetaram oxigénio fora da Via Láctea pela primeira vez

Os astrónomos detetaram oxigénio numa galáxia a mais de 500 milhões de anos-luz da Via Láctea. Esta é terceira deteção deste género fora do Sistema Solar - e a primeira fora da nossa galáxia. O oxigénio …

Robô transpira para regular a própria temperatura

As peles robóticas acabam de ficar ainda mais parecidas com as peles humanas: agora, conseguem regular a sua própria temperatura. Para a grande maioria dos robôs, funcionar durante longos períodos de tempo sem correr o risco …