“Coronavírus está a crescer”. Primeira-ministra rejeita abrir fronteiras da Nova Zelândia

appaloosa / Flickr

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, tem recebido pedidos dos seus opositores políticos para reabrir as fronteiras do país, algo que tem rejeitado, classificando a sugestão como “francamente perigosa”.

Como noticiou na terça-feira o Independent, com a introdução antecipada de medidas de contenção, a Nova Zelândia conseguiu manter o número de casos de coronavírus muito baixo: há atualmente apenas 22 casos confirmados e uma hospitalização. O resultado foi um retorno à normalidade em grande parte do país.

No entanto, as viagens para fora do país permanecem restritas depois que o controle no país foi ameaçado por dois neozelandeses que retornaram ao país, vindos do Reino Unido, onde visitaram um familiar infetado. Na época, nenhum deles foi testado.

Numa entrevista coletiva, a primeira-ministra indicou: “Vi hoje e durante a semana passada pedidos para as nossas fronteiras serem abertas ao mundo, um mundo em que o vírus está a aumentar, não a abrandar, e que está longe do auge em alguns países, [um mundo] no qual os casos ultrapassam os 10 milhões e as mortes meio milhão, em que os países estão a voltar ao confinamento”.

Referindo-se aos esforços internacionais para reabrir as fronteiras – incluindo a União Europeia (UE) -, Ardern alertou que a Nova Zelândia terá que esperar para seguir o exemplo. Enquanto isso, “desfrutamos do desporto de fim de semana, vamos a restaurantes e bares, os nossos locais de trabalho estão abertos e podemo-nos reunir com o número [de pessoas] que quisermos”, apontou.

A líder do Partido Trabalhista acrescentou que tem estado a debater estabelecimento de acordos de viagem com a Austrália, estado por estado, dependendo da extensão das suas medidas de contenção e os regimes de testes.

“Enquanto a UE procura abrir as suas portas para vários países, incluindo o nosso, lembro que os neozelandeses que retornaram de viagens no estrangeiro fizeram parte da propagação do vírus na Nova Zelândia”, disse. “No futuro, abriremos as fronteiras, mas sugerir que agora é o momento, com o vírus a piorar, é francamente perigoso”.

Os comentários da primeira-ministra após as críticas do seu principal rival político, o líder do partido nacional da Nova Zelândia Todd Muller.

“Uma estratégia que diz que permaneceremos completamente fechados a todos durante os próximos 12 a 18 meses é simplesmente insustentável”, afirmou Muller na segunda-feira. “Não reconheceremos este país em termos de impacto económico se essa for a nossa realidade daqui a 12 a 18 meses”, acrescentou.

Contudo, grande parte do país defende a cautela apresentada pela primeira-ministra. Uma pesquisa recente realizada pela Stickybeak mostrou que, enquanto 24% das pessoas pensam que os acordos de viagem recíprocos devem ser estabelecidos com as ilhas do Pacífico, e 29% acham que o mesmo deve acontecer com a Austrália, quase 47% disseram que essas viagens não deveriam ser consideradas no momento.

As diferenças de opinião entre Muller e Ardern ocorre a menos de 100 dias da próxima eleição geral. Muller conseguiu obter leves subidas nas intenções de voto depois de assumir a liderança do partido, há menos de dois meses. No entanto, a pesquisa mais recente prevê um segundo mandato para Ardern.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Concordo. De facto, a economia acaba por funcionar igualmente com o dinheiro turístico a ser investido internamente pelos cidadãos, ao mesmo tempo que podem circular em liberdade e sem preocupações extra com o covid-19, manter empregos, e manter o sistema de saúde em cargas naturais.

RESPONDER

FC Porto 1-0 Guimarães | Dragão já vê Sporting no horizonte

O Porto venceu no fecho da 28ª jornada da Liga NOS pela margem mínima, na recepção ao Vitória SC, e conseguiu o principal objectivo, que passava por somar os três pontos e reduzir para quatro …

Italiano faltou ao trabalho durante 15 anos, mas ganhou quase 600 mil euros

Um funcionário de um hospital no sul de Itália recebeu o salário durante 15 anos, apesar de nunca ter aparecido para trabalhar. De acordo com a polícia italiana, citada pela cadeia televisiva CNN, Salvatore Scumace está …

Google ficou sem o domínio na Argentina (e Nicolás achou que ia ser o novo dono)

Na última quarta-feira, um jovem argentino achou que ia ficar rico à custa da distração da Google no seu país. Acabou por não acontecer e tudo ficou resolvido. "Que pague a dívida externa", "que compre vacinas", …

Lola, a robô humanóide, dá "passos de bebé" (e equilibra-se com as mãos)

Uma equipa de cientistas está a ensinar a robô humanóide Lola a dar "passos de bebé", equilibrando-se com as suas mãos em vários pontos de contacto. Há muito tempo que os investigadores estudam a locomoção de …

Presidente da República veta decreto sobre inseminação post mortem

O Presidente da República vetou, esta quinta-feira, o decreto do Parlamento sobre inseminação post mortem, considerando que suscita dúvidas no plano do direito sucessório e questionando a sua aplicação retroativa. Na mensagem dirigida à Assembleia da …

Primeiro-ministro francês está a receber centenas de peças de lingerie no correio

O primeiro-ministro francês tem estado a receber roupa interior feminina na sua caixa de correio. Foi a forma encontrada pelas lojas de lingerie para protestarem contra as restrições da pandemia que as obrigam a estar …

Inteligência artificial "identifica" autores dos Manuscritos do Mar Morto

Investigadores da Universidade de Groningen, nos Países Baixos, recorreram à inteligência artificial para concluir que os Manuscritos do Mar Morto foram redigidos por vários escribas, o que abre uma "nova janela" para o estudo do …

Inteligência Artificial vai ajudar a identificar fontes de poluição no Bangladesh

A produção de tijolos é uma fonte de poluição que ameaça a saúde da população e do planeta, mas regular esta indústria pode ser uma tarefa difícil para as autoridades. Para resolver o problema, uma …

Portimonense 1-5 Benfica | "Águia" arrasa em solo algarvio

O Benfica regressou aos triunfos depois de ter vencido o Portimonense por 5-1, numa partida relativa à 28.ª jornada da Liga NOS, após o desaire registado na recepção ao Gil Vicente.  Porém, não foi um duelo …

Vigaristas burlaram mulher de 90 anos em 32 milhões de dólares

Uma mulher de Hong Kong, de 90 anos, foi defraudada em 32 milhões de dólares por burlões que se fizeram passar por agentes policiais chineses, via chamada telefónica. A Agence France-Presse (AFP) escreve que um jovem …