“Coronavírus está a crescer”. Primeira-ministra rejeita abrir fronteiras da Nova Zelândia

appaloosa / Flickr

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, tem recebido pedidos dos seus opositores políticos para reabrir as fronteiras do país, algo que tem rejeitado, classificando a sugestão como “francamente perigosa”.

Como noticiou na terça-feira o Independent, com a introdução antecipada de medidas de contenção, a Nova Zelândia conseguiu manter o número de casos de coronavírus muito baixo: há atualmente apenas 22 casos confirmados e uma hospitalização. O resultado foi um retorno à normalidade em grande parte do país.

No entanto, as viagens para fora do país permanecem restritas depois que o controle no país foi ameaçado por dois neozelandeses que retornaram ao país, vindos do Reino Unido, onde visitaram um familiar infetado. Na época, nenhum deles foi testado.

Numa entrevista coletiva, a primeira-ministra indicou: “Vi hoje e durante a semana passada pedidos para as nossas fronteiras serem abertas ao mundo, um mundo em que o vírus está a aumentar, não a abrandar, e que está longe do auge em alguns países, [um mundo] no qual os casos ultrapassam os 10 milhões e as mortes meio milhão, em que os países estão a voltar ao confinamento”.

Referindo-se aos esforços internacionais para reabrir as fronteiras – incluindo a União Europeia (UE) -, Ardern alertou que a Nova Zelândia terá que esperar para seguir o exemplo. Enquanto isso, “desfrutamos do desporto de fim de semana, vamos a restaurantes e bares, os nossos locais de trabalho estão abertos e podemo-nos reunir com o número [de pessoas] que quisermos”, apontou.

A líder do Partido Trabalhista acrescentou que tem estado a debater estabelecimento de acordos de viagem com a Austrália, estado por estado, dependendo da extensão das suas medidas de contenção e os regimes de testes.

“Enquanto a UE procura abrir as suas portas para vários países, incluindo o nosso, lembro que os neozelandeses que retornaram de viagens no estrangeiro fizeram parte da propagação do vírus na Nova Zelândia”, disse. “No futuro, abriremos as fronteiras, mas sugerir que agora é o momento, com o vírus a piorar, é francamente perigoso”.

Os comentários da primeira-ministra após as críticas do seu principal rival político, o líder do partido nacional da Nova Zelândia Todd Muller.

“Uma estratégia que diz que permaneceremos completamente fechados a todos durante os próximos 12 a 18 meses é simplesmente insustentável”, afirmou Muller na segunda-feira. “Não reconheceremos este país em termos de impacto económico se essa for a nossa realidade daqui a 12 a 18 meses”, acrescentou.

Contudo, grande parte do país defende a cautela apresentada pela primeira-ministra. Uma pesquisa recente realizada pela Stickybeak mostrou que, enquanto 24% das pessoas pensam que os acordos de viagem recíprocos devem ser estabelecidos com as ilhas do Pacífico, e 29% acham que o mesmo deve acontecer com a Austrália, quase 47% disseram que essas viagens não deveriam ser consideradas no momento.

As diferenças de opinião entre Muller e Ardern ocorre a menos de 100 dias da próxima eleição geral. Muller conseguiu obter leves subidas nas intenções de voto depois de assumir a liderança do partido, há menos de dois meses. No entanto, a pesquisa mais recente prevê um segundo mandato para Ardern.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Concordo. De facto, a economia acaba por funcionar igualmente com o dinheiro turístico a ser investido internamente pelos cidadãos, ao mesmo tempo que podem circular em liberdade e sem preocupações extra com o covid-19, manter empregos, e manter o sistema de saúde em cargas naturais.

RESPONDER

Quem bebe café tem melhor controlo motor e maior nível de atenção, diz estudo

Um investigador da Universidade do Minho (UMinho) concluiu que consumidores de café têm melhor controlo motor, maiores níveis de atenção e alerta e que a cafeína tem "benefícios na aprendizagem e na memória", divulgou esta …

Pas de Deux cósmico. NASA mostra dois buracos negros a distorcer a luz à sua volta

A NASA publicou um vídeo em que mostra um par de buracos negros com milhões de vezes a massa do Sol que executam um pas de deux hipnótico. A visualização da NASA mostra como os buracos …

Inteligência Artificial recriou a voz de Einstein (e é possível fazer-lhe perguntas)

Graças à Inteligência Artificial, os fãs do Nobel da Física Albert Einstein podem agora "falar" com o físico alemão online. Segundo o site IFLScience, a ideia partiu das empresas Aflorithmic e UneeQ, sediadas no Reino Unido …

O SUV BZ4X lança o mote para a nova sub marca de elétricos da Toyota

A Toyota apresentou o primeiro modelo 100% elétrico da BZ, acrónimo de Beyond Zero (além do zero), sub marca da fabricante nipónica dedicada exclusivamente aos elétricos. O SUV BZ4X será o primeiro de uma ofensiva …

A "tele-escola" em 2006: Gisela conta como era

20 de abril de 2020: o regresso da escola à RTP, agora com a designação Estudo Em Casa. Um ano depois desse momento, cruzámo-nos com uma jovem que nasceu em 1994 e que ainda estudou …

O famoso consumo de chá de Jane Austen liga a escritora ao comércio de escravos

O consumo de chá de Jane Austen vai ser submetido a "interrogatório histórico" sobre as suas ligações à escravatura, de acordo com o diretor de um museu dedicado à autora inglesa. A casa da escritora na …

Júri declara ex-polícia Derek Chauvin culpado da morte de George Floyd

Os jurados do julgamento do ex-agente da polícia acusado do homicídio do afro-americano George Floyd chegaram a acordo sobre o veredito esta terça-feira. Derek Chauvin foi considerado culpado. A decisão dos jurados, reunidos desde segunda-feira num …

Lago "assassino" matou cerca de 1.800 pessoas em apenas alguns minutos (e a história pode repetir-se)

A noite de 21 de agosto de 1986 parecia ser igual a outra qualquer. Até que, por volta das 21h30, ouviu-se um barulho muito estranho no Lago Nyos, no noroeste dos Camarões. E em minutos, …

Nigéria. Youtube fecha canal de pastor que pretende "curar a homossexualidade"

O pastor nigeriano TB Joshua apelou aos seus seguidores a "rezarem pelo YouTube" e a não responderem através do ódio ao encerramento do seu canal naquela plataforma, onde colocou vídeos em que afirmava "curar a …

Esquemas de Wall Street alimentaram a crise de 2008. Está a voltar a acontecer o mesmo

Bancos têm erroneamente relatado dados de rendimento inflacionados que comprometem a integridade dos valores imobiliários resultantes. Foi há mais de 12 anos que foi anunciada a falência do Lehman Brothers, o quarto maior banco de investimento …