Presidente sul-coreana destituída por “traição à pátria”. Protestos causam dois mortos

Republic of Korea / Flickr

A presidente da Coreia do Sul,  Park Geun-hye

A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye

Duas pessoas morreram esta sexta-feira, na sequência de manifestações na Coreia do Sul, horas depois da destituição pelo Tribunal Constitucional da Presidente sul-coreana, Park Geun-hye, informou a agência Associated Press.

Um responsável de um hospital disse que um homem de cerca de 70 anos morreu na sequência de ferimentos na cabeça, depois de cair de cima de um autocarro da polícia em frente ao Tribunal Constitucional, após a decisão, tomada por unanimidade, relativamente ao impeachment da chefe de estado da Coreia do Sul.

A mesma fonte afirmou que o homem, que se estima ser apoiante de Park, estava a sangrar bastante quando chegou ao hospital e que morreu ao início da tarde (madrugada em Lisboa).

A polícia sul-coreana informou que uma segunda pessoa que estava a protestar contra a destituição de Park morreu, mas sem facultar mais detalhes.

Milhares de apoiantes de Park reagiram mal ao veredito, gritando e atingindo os agentes da polícia com paus de bandeiras e foram para cima dos autocarros da polícia usados para criar um perímetro de segurança para proteger o tribunal.

A destituição de Park Geun-hye já tinha sido aprovada em dezembro no parlamento, mas para ser definitiva tinha de ser ratificada pelo tribunal.

Os oito juízes do Tribunal Constitucional decidiram por unanimidade afastar Park da presidência pelo que classificam de “atos que violam a Constituição e as leis” e que “traíram a confiança do povo“, o que não pode ser tolerado a bem da proteção da Constituição”, disse o juíz-chefe Lee Jung-mi no veredito, citado pelo Telegraph.

A presidente sul-coreana é suspeita num caso de corrupção e tráfico de influências. O Ministério Público considera que Park Geun-hye teve um papel “considerável” no caso e acusou formalmente a amiga Choi Soon-sil e dois antigos assessores, indicando que Park cooperou com os acusados, que são suspeitos de terem pressionado mais de 50 empresas do país a doar 65,7 milhões de dólares (62 milhões de euros) a duas fundações.

O escândalo “Choi Soon-sil Gate” reduziu a taxa de aprovação da Presidente a 5%, o valor mais baixo alguma vez alcançado por um chefe de Estado na Coreia do Sul desde que o país alcançou a democracia no final da década de 1980.

Coreia do Sul em alerta face à Coreia do Norte

O Ministério de Defesa e o Estado-maior Conjunto da Coreia do Sul ordenaram aos militares no ativo que elevem o seu nível de alerta face a possíveis “provocações” de Pyongyang, após a destituição da Presidente sul-coreana.

Numa videoconferência com os comandantes militares, o ministro da Defesa, Han Min Koo, disse que a Coreia do Norte pode fazer provocações “estratégicas ou operacionais” a qualquer momento.

Na segunda-feira, Pyongyang lançou quatro mísseis de médio alcance para o Mar do Japão, em resposta às manobras anuais conjuntas que estão a ser realizadas em território sul-coreano pelas tropas de Seul e Washington.

A imprensa da Coreia do Norte, que seguiu de perto o escândalo de corrupção que abalou o país vizinho, informaram da destituição da Presidente sul-coreana num breve despacho sobre a decisão do tribunal em Seul, antecipando que Park vai agora ser investigada como uma “criminosa comum“.

O partido da Presidente sul-coreano Park Geun-hye disse, entretanto, que “aceita humildemente” a decisão do Tribunal Constitucional de retirar Park do cargo de chefe de Estado e que se sente responsável pela sua queda.

Park Geun-hye, de 64 anos, tornou-se na primeira mulher a assumir a presidência na Coreia do Sul, a 25 de fevereiro de 2013.

Solteira e sem filhos, Park Geun-hye, filha do falecido ditador Park Chung-hee, dedicou grande parte da sua vida à política, desde que em 1974, com apenas 22 anos, assumiu o papel de primeira-dama depois de um terrorista norte-coreano ter assassinado a sua mãe, Yuk Young-soo.

Com a destituição ratificada esta sexta-feira pelo tribunal, Park perde a imunidade e a Coreia do Sul tem que realizar eleições presidenciais no prazo inferior a 60 dias.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19. Perda de olfato e paladar pode durar até cinco meses

A perda dos sentidos do olfato e do paladar pode durar até cinco meses depois da infeção por covid-19, segundo um estudo preliminar dado a conhecer esta terça-feira, sendo os resultados definitivos apresentados em abril, …

Na Florida, duas mulheres disfarçaram-se de idosas para serem vacinadas contra a covid-19

Na Florida, duas mulheres disfarçaram-se de idosas para conseguirem receber a segunda dose da vacina contra a covid-19, mas foram "apanhadas". De acordo com a CBS News, duas mulheres foram "apanhadas" a tentar obter as segundas …

O Rei Leão. Teoria que nasceu no TikTok sugere que Mufasa foi vítima de canibalismo

Christian Jones, um fã do filme de animação O Rei Leão, partilhou no TikTok uma teoria intrigante sobre a história da Disney. No filme O Rei Leão, o leão patriarca Mufasa é assassinado e substituído pelo seu …

Gérard Depardieu indiciado por violação e agressão sexual

Gérard Depardieu foi acusado de "violação" e "agressão sexual" de uma jovem atriz e bailarina em Paris, atos que terão ocorrido nos dias 7 e 13 de agosto de 2018. O ator francês Gérard Depardieu foi …

Uma experiência artística imersiva. Abriu em Las Vegas um supermercado psicadélico

A mercearia mais excecional dos Estados Unidos já abriu. O Omega Mart baseia-se numa experiência artística imersiva, criada pela empresa de artes e entretenimento Meow Wolf, e está agora oficialmente aberto no complexo de artes …

A imensa erupção do Etna surpreendeu até quem estuda vulcões

Há mais de uma semana que o vulcão Etna tem vindo a expelir lava, cinzas e rochas vulcânicas. Aquele que é considerado o vulcão mais ativo da Europa foi o protagonista dos últimos dias na …

Fotógrafo descobre raro pinguim amarelo na Geórgia do Sul

O pinguim amarelo foi fotografado na Geórgia do Sul, em dezembro de 2019, e as fotografias do animal estão agora a correr o mundo. Especialistas estão divididos sobre a causa desta condição rara. Este raro pinguim …

Portugal em destaque na Reuters. "Enfermeiros querem salários, não aplausos"

"Exaustos na luta contra a covid-19, enfermeiros portugueses querem salário, não aplausos." Este é o título da peça da Reuters, publicada esta quarta-feira. Correspondentes da agência Reuters traçaram o cenário vivido atualmente pelos enfermeiros portugueses, que …

Chegou o Mate X2. O novo dobrável da Huawei muda a forma de guardar o ecrã

O novo smartphone da Huawei é dobrável. Porém, o X2 conta com mudanças na forma de dobrar e está equipado com uma nova dobradiça com design multidimensional. O equipamento vai chegar ao mercado chinês a …

"Dare mighty things." Detetives da Internet acreditam ter desvendado a mensagem secreta do paraquedas da Perseverance

A Internet, disfarçada de detetive, encontrou uma mensagem secreta no paraquedas que ajudou a Perseverance a pousar em Marte. Sem lupa nem gabardina: o mundo está concentrado na jornada do rover da NASA e os detetives …