Presidente da República tem de levar a sério os princípios do trabalho na Constituição, diz João Ferreira

theleft_eu / Flickr

O candidato presidencial apoiado pelo Partido Comunista Português (PCP), João Ferreira

O Presidente da República deve levar a sério o juramento sobre a Constituição, tendo de ter “outra atenção, uma outra sensibilidade e uma outra intervenção” em várias questões, referiu, esta terça-feira, o candidato presidencial João Ferreira.

Esta terça-feira, em Setúbal, o candidato presidencial apoiado pelo PCP, João Ferreira, defendeu que o Presidente da República tem de levar a sério o juramento que faz sobre os princípios inscritos na Constituição, de valorização dos trabalhadores e do trabalho.

“Aquele que jura defender, cumprir e fazer cumprir a Constituição, tem, do meu ponto de vista, de ter uma outra atenção, uma outra sensibilidade e uma outra intervenção em torno destas questões, tem de levar a sério o juramento que faz e contribuir de facto para que aquilo que são princípios inscritos na Constituição, de valorização dos trabalhadores e valorização do trabalho, sejam uma realidade efetiva, vivida, na vida de todos”, disse.

O candidato presidencial, que falava à Lusa no final de uma ação de pré-campanha em que contactou com trabalhadores dos estaleiros da Lisnave e visitou o Convento de Jesus e o Museu do Trabalho, fez esta afirmação após uma reunião informal com dirigentes sindicais, que lhe entregaram um documento sobre os problemas laborais e sociais no distrito.

“Nós temos uma Constituição que defende o direito ao trabalho, o direito ao trabalho com direitos, o direito dos trabalhadores à estabilidade, o direito a poderem compatibilizar a vida profissional com a vida familiar, o direito a uma valorização dos seus salários. Tudo isto são princípios inscritos nas páginas da Constituição, mas não são uma realidade vivida por estes trabalhadores no seu dia-a-dia”, lembrou João Ferreira.

Segundo o candidato do PCP, o documento que lhe foi entregue pela União de Sindicatos de Setúbal (USS) retrata a situação social do distrito, “muito marcada pelos impactos económicos e sociais da pandemia”, e apresenta uma “descrição de várias situações de despedimentos, de trabalho precário, inclusivamente no setor da saúde”.

“Esteve aqui uma representante do Sindicato dos Enfermeiros que deu conta, precisamente, desta dimensão que atinge, aqui no distrito, a precariedade, numa área tão sensível quanto é a da saúde. E mesmo com o reforço [do Serviço Nacional de Saúde], que foi garantido já durante a pandemia, os trabalhadores, neste caso muitos enfermeiros, estão na iminência de não continuar, não vão continuar para o ano que vem”, contou.

“Depois há todas as situações relacionadas com empresas que receberam apoios e que, não obstante, despediram trabalhadores, algumas recorrendo ao lay-off, mas não deixando de distribuir dividendos aos seus acionistas”, sublinhou.

Para João Ferreira, o documento da USS vem confirmar aquilo que já se sabia, que os apoios que foram mobilizados para fazer face aos impactos económicos e sociais da pandemia, “acabaram por aproveitar a grandes empresas, nuns casos a grandes grupos económicos, e não tanto para defender os rendimentos das famílias, os rendimentos dos trabalhadores”, que considerou serem “essenciais para sustentar o próprio mercado interno”.

As eleições presidenciais realizam-se a 24 de janeiro.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Diz o comuna por interesse, que até é contra a união europeia, mas aceita de bom grado o tachinho de eurodeputado. Se são contra, recusem o lugar, o ordenado e regalias, deixem-no vazio como manifesto. Hipócritas.

    • havíamos de ter era mais deputados europeus como este; este não anda lá a servir café à Ursula. Este defende mesmo os interesses de Portugal

RESPONDER

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …

Cheias atingem campos no Bangladesh. Pelo menos seis refugiados Rohingya mortos

Pelo menos seis refugiados Rohingya morreram após as cheias inundarem os campos de refugiados em Bangladesh nos últimos dias, destruindo os abrigos de bambu e plástico e deixando pelo menos 5.000 desabrigados, informou o Alto-comissariado …

Defesa de Salgado alega diagnóstico preliminar de Alzheimer do ex-banqueiro

A defesa do antigo presidente do BES, que está a ser julgado por três crimes de abuso de confiança no âmbito da Operação Marquês, pediu ao tribunal uma perícia médica devido ao seu diagnóstico preliminar …

Três norte-americanos emitem carbono suficiente para matar uma pessoa, revela estudo

O estilo de vida de três norte-americanos leva a uma emissão de carbono suficiente para matar uma pessoa, revelou um novo artigo, concluindo ainda que as emissões de uma única usina a carvão podem causar …

Terceira dose da vacina da Pfizer aumenta "fortemente" a proteção contra a variante Delta

Farmacêutica norte-americana pretende submeter um novo pedido de autorização de emergência para a administração da terceira dose ao regulador, depois de já ter visto um pedido anterior ser recusado por falta de evidências científicas. Depois de …