O Presidente dos Estados Unidos vai atacar o Irão e começar uma guerra para ser reeleito (disse Trump)

Michael Reynolds / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Vários tweets de Donald Trump, no qual o Presidente norte-americano acusava o seu antecessor Barack Obama de desencadear uma guerra com o Irão para conseguir ser reeleito, foram agora recuperados depois do ataque ordenado pelos Estados Unidos para matar o general da elite do Irão Qassem Soleimani.

Na passada quinta-feira, Trump ordenou a morte do comandante da força de elite iraniana Al-Quds. “Por ordem do Presidente, as forças armadas dos Estados Unidos tomaram medidas defensivas decisivas para proteger o pessoal norte-americano no estrangeiro, matando Qassem Soleimani”, disse o Departamento de Defesa norte-americano.

O ataque aéreo, que matou mais sete pessoas incluindo o “número dois” da coligação de grupos paramilitares pró-iranianos no Iraque, Abu Mehdi al-Muhandis, levou vários utilizadores a recuperarem antigas publicações de Trump, datadas de 2011 e 2013.

No Twitter, Trump insinuou pelo menos 14 vezes que Barack Obama atacaria o Irão e iniciaria uma guerra para conseguir ser reeleito Presidente dos Estados Unidos.

“O nosso Presidente vai começar uma guerra com o Irão porque não tem absolutamente nenhuma capacidade de negociar. É fraco e ineficaz. Portanto, a única forma de que conseguiu encontrar para ser eleito (…) é começar uma guerra com o Irão”, disse Donald Trump em 16 de novembro de 2016, citado pelo portal Business Insider.

“Para ser eleito, Barack Obama vai começar uma guerra com o Irão”, voltou a escrever, pouco dias depois, a 29 de novembro de 2011. “Obama vai atacar o Irão para ser reeleito”, 17 de janeiro de 2012. “Agora que os números do Barack Obama não estão bem, esperem até fazer um ataque contra a Líbia ou o Irão. Está desesperado”, 9 de outubro de 2012.

Barack Obama acabou por ser reeleito Presidente dos Estados Unidos em novembro de 2012 para o segundo e último mandato, sendo empossado em janeiro de 2013.

Após a reeleição, as previsões e insinuações de Donald Trump continuaram no Twitter.

“Prevejo que o Presidente Obama vai, em algum momento, atacar o Irão para salvar a própria pele”, 16 de setembro de 2013. “Lembrem-se do que eu disse: um dia o Obama vai atacar o Irão para mostrar quão duro é”, voltou a insistir, a 25 de setembro de 2013.

Apesar de ter vaticinado que Obama atacaria o Irão, foi agora o próprio Trump a ordenar um ataque a um general iraniano pouco antes da realização de presidenciais nos Estados Unidos, cujo escrutínio está marcado para 3 de novembro de 2020.

Em comunicado, citado pela agência Lusa, o Pentágono alegou que levou a cabo o ataque porque Soleimani estava “ativamente a desenvolver planos para atacar diplomatas e membros de serviço norte-americanos no Iraque e em toda a região”.

Por sua vez, o Irão, pela voz do seu líder supremo, prometeu vingar a morte do seu general. “O martírio é a recompensa pelo trabalho incansável durante todos estes anos. Se Deus quiser, o seu trabalho e o seu caminho não vão acabar aqui. Uma vingança implacável aguarda os criminosos que encheram as mãos com o seu sangue e o sangue de outros mártires”, afirmou Ali Khamenei, citado pela a agência France-Presse.

SA, ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Tão previsível.
    À beira de um processo de destituição e em ano de eleições, Trump quer espalhar o medo e exaltar a supremacia americana para se manter no poder; nem que para isso tenha de matar centenas de milhares de inocentes e pôr em causa a estabilidade mundial. É um fanático, um terrorista típico.
    Mais uma vez os EUA usam argumentos fingidos para levar a cabo os seus intentos políticos e pessoais do seu presidente. Já vimos este filme com George W. Bush. Vamos ver se desta vez a Europa é mais esperta.

  2. o que os governantes nao fazem para serem reeleitos
    uns dao aumento de ordenados, baixam o valor dos passes sociais, etc
    este abre uma guerra com os paises islamicos
    depois admiram-se se tiverem um segundo 11 de setembro.
    ja vimos que com estas ideias, quem vai sofrer (o povo). espero que o povo americano nao seja penalizado por ideias estupidas dos governantes.

  3. “O martírio é a recompensa pelo trabalho incansável” então se é assim, deviam agradecer em vez de ameaçar atacar!
    Os EUA fizeram-lhe uma vontade, agora é mártir!
    o Trampas já nós sabemos o que é… um monte de esterco!

  4. Basta ver o dia a dia dos gringos em que se matam uns aos outros com a paranoia das armas, o Trump é muito perigoso, o mundo vai sofrer com o gajo, e nós europeus comemos por tabela.

  5. querem saber sem ser politicamente correto,: que se fodam esses Faquires que tou farto deles desde que nasci e tenho 52 é só religião e guerra por tudo e por nada, arrebentem com eles Americanos, camón gringos hui uuu.

RESPONDER

Governo dedica 20 milhões do Orçamento ao combate à violência doméstica

O orçamento total para combater a violência doméstica em 2020 é de 20,3 milhões de euros, adiantou na quinta-feira a ministra de Estado e da Presidência no Parlamento, Mariana Vieira da Silva, sublinhando o reforço orçamental …

Chega quer câmaras nas fardas e nos carros-patrulha

O Chega, liderado por André Ventura, apresentou um projeto de resolução a defender que os agentes das forças de segurança nacionais devem poder utilizar câmaras, que seriam introduzidas nas fardas e nos carros-patrulha. O partido liderado …

"Não tenho o apoio de Assunção Cristas", diz João Almeida

O candidato à liderança do CDS-PP defende que o partido deve, no imediato, fortalecer-se e depois participar numa "plataforma à direita" de alternativa ao PS, com o PSD, mas sem o Chega. "A alternativa à governação …

Campanha internacional quer salvar leões subnutridos em parque no Sudão

Várias fotografias de leões subnutridos no zoo de Al-Qureshi, no Sudão, atraíram a atenção de milhares de pessoas, que tentam agora salvar os animais. O fotógrafo Ashraf Shazly encontrou cinco leões malnutridos, enjaulados e sem …

Joacine Katar Moreira defende mais direitos para deputados não inscritos em partidos

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, defendeu nesta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos, durante uma reunião do grupo de trabalho para racionalizar os votos objecto de …

Nova universidade internacional de Soros pretende combater populismo e alterações climáticas

O filantropo multimilionário George Soros vai investir mil milhões de dólares (cerca de 904 milhões de euros) numa universidade internacional que terá como foco a oposição a governos autoritários e às alterações climáticas. Segundo avançou o …

"O índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual a nós", diz Bolsonaro

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse, durante um vídeo em direto em que comentava a criação do Conselho da Amazónia, que "o índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual …

Jorge Brito Pereira deixa de ser advogado de Isabel dos Santos

O advogado anunciou, esta sexta-feira, que saiu da sociedade de advogados Uría Menéndez Proença de Carvalho, suspendeu a atividade profissional e, como consequência, vai cessar "o patrocínio jurídico" à empresária angolana. "Face às informações publicadas nos …

621 milhões de euros. Ministra reconhece que redução do défice no SNS ficou aquém

A ministra da Saúde reconheceu, esta sexta-feira, que a redução do défice do SNS em 2019 para 621 milhões ficou aquém do que estava previsto, sublinhando o aumento dos custos com pessoal. A ministra da Saúde, …

Governo prevê descontos nas portagens no interior

A ministra da Coesão Territorial disse esta sexta-feira que o novo modelo de desconto das portagens para o interior do país prevê descontos para quem vive, para quem trabalha e para quem visita no …