Presidente da Câmara do Funchal arguido no caso da queda de árvore

Homem de Gouveia / Lusa

Além do presidente da Câmara do Funchal, também foram constituídos arguidos a vereadora do Ambiente e um outro funcionário da autarquia.

O presidente da Câmara do Funchal, Paulo Cafôfo, a vereadora do Ambiente, Idalina Perestrelo, e um funcionário da autarquia foram constituídos arguidos no âmbito do inquérito à queda de uma árvore na freguesia do Monte, avança o Expresso.

A tragédia aconteceu a 15 de agosto do ano passado, antes de uma procissão em honra de Nossa Senhora do Monte, padroeira da ilha da Madeira. A queda do carvalho centenário matou 13 pessoas e feriu outras 49.

De acordo com o semanário, o inquérito esteve envolto em polémica desde o início. Numa primeira fase, o Ministério Público autorizou uma peritagem da autarquia ao local, mas ao fim de três dias vedou o acesso e foi nessa altura que entrou em ação a PJ.

Desde o dia da tragédia que se fala em possíveis responsabilidades públicas uma vez que, dias antes do início dos festejos, a Junta de Freguesia do Monte solicitou através de um ofício uma vistoria ao Largo da Fonte por causa da queda de ramos de plátanos. Segundo o Expresso, a resposta da Câmara foi de que seria feita quando fosse oportuno.

Na altura, Paulo Cafôfo, garantiu que a árvore “nunca esteve sinalizada como estando em perigo de queda e nunca deu entrada nos serviços camarários qualquer queixa com vista à sua limpeza ou abate”.

O autarca afirmou ainda que o carvalho “não estava amarrado a qualquer cabo” e que estava num terreno privado, mostrando documentos dos anos 50 do século passado que davam os terrenos como propriedade da paróquia. Um facto que levantou nova polémica, com a Diocese a alegar que não tinha registo do terreno como sendo seu, recorda o jornal.

O presidente da Câmara já confirmou que é arguido e garantiu que está de “consciência tranquila”. “Confirmo a minha constituição como arguido no decurso do inquérito mandado instaurar na sequência da queda de uma árvore ocorrida no dia 15 de agosto de 2017, na freguesia do Monte”, afirma Paulo Cafôfo, em comunicado.

“Nestas circunstâncias, comuns em processos desta natureza, colaborei sempre com a investigação, prestei todos os esclarecimentos e forneci ao processo todos os elementos para que se possa efetivamente apurar a eventual existência de responsabilidades“.

O autarca, reeleito nas eleições autárquicas de 1 de outubro, diz que continuará “absolutamente disponível para cooperar e colaborar com a investigação”.

Estou de consciência tranquila em relação à minha atuação e ao meu dever para com a segurança dos funchalenses. O meu primeiro pensamento estará sempre com as vítimas deste acontecimento que ficará para sempre na minha memória”, declara.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Facebook promete investir 90 milhões para apoiar o jornalismo

A rede social Facebook prometeu esta segunda-feira investir 100 milhões de dólares (90 milhões de euros) na indústria do jornalismo. “O setor das notícias está a trabalhar sob condições extraordinárias para manter as pessoas informadas durante …

Covid-19 já faz estragos na indústria espacial. Concorrente da Space X declara falência

A empresa de satélites OneWeb, que tinha como objetivo ligar os lugares mais remotos do mundo à Internet, declarou esta sexta-feira falência depois de ter perdido um importante investidor por causa da pandemia de covid-19. …

CR7, Bernardo, Mourinho, Lage e mais 22 personalidades do futebol doaram 150 mil máscaras ao Hospital de Santo António

O agente Jorge Mendes juntou 26 personalidade do futebol, que vão desde jogadores, treinador e amigos, com o objetivo de dotar unidades hospitalares com materiais para combater a Covid-19. A iniciativa, que contou com a …

Italiana de 102 anos recuperou da covid-19. "Chamamos-lhe imortal"

Uma italiana, de 102 anos, recuperou da covid-19, depois de ter passado mais de 20 dias no hospital. Os médicos que a acompanharam vão agora estudar o seu caso. "Chamamos-lhe Highlander, a imortal", contou à CNN …

China já lucra com a Covid-19 (mas se a economia não engrenar depressa, pode nascer uma tempestade)

A China já está em fase de recuperação da Covid-19 e a economia do país dá sinais de vida, embora ainda longe dos patamares pré-pandemia. E o facto de o contágio continuar a alastrar por …

Cientistas de todo o mundo trabalham em 20 vacinas e 30 potenciais medicamentos

Cientistas em todo o mundo estão a trabalhar num total de 20 vacinas e 30 possíveis medicamentos contra o Covid-19, alguns dos quais já estão na última fase de testes antes da aprovação definitiva. De acordo …

Há uma vila na Lombardia sem infetados por Covid-19

Em Ferrera Erbognone, uma vila da Lombardia com mil habitantes e uma média de idades de 60 anos, ainda não se registaram casos de Covid-19, embora esteja no epicentro do surto em Itália. De acordo com …

Rei da Tailândia isola-se em hotel de luxo na Alemanha com 20 mulheres e vários servos

O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, decidiu isolar-se num hotel de luxo na cidade de Garmisch-Partenkirchen, na Alemanha, com a sua comitiva, que inclui um "harém" de 20 mulheres e vários servos. De acordo com o …

Rendas podem ser suspensas durante estado de emergência e mês seguinte

Empresas e famílias vão poder suspender o pagamento da renda nos meses em que vigore o estado de emergência e mês subsequente, de acordo com a proposta que cria um regime excecional de proteção aos …

Mais 11 pessoas detidas por desobediência. Número total sobe para 81

A PSP e a GNR detiveram até esta segunda-feira 81 pessoas pelo crime de desobediência no âmbito do estado de emergência iniciado dia 22 e decretado devido à pandemia de covid-19, anunciou o Ministério da …