Presidente dos Amigos do Palácio de Tóquio pede a morte de Greta Thunberg e é demitido

“Espero que alguém a mate.” Foram mais ou menos estas a palavras de Bernard Chenebault, presidente da Associação de Amigos do Palácio de Tóquio, em Paris, sobre a jovem ativista sueca Greta Thunberg.

A frase foi escrita como comentário a um artigo da edição francesa da revista Slate sobre a jovem que inspirou as greves climáticas que ocorreram esta semana. Numa troca de comentários com outros ativistas, Bernard Chenebault chamou-lhe “louca” e defendeu que ela deveria ser eliminada por incitar ao ódio numa “sociedade já agitada por maus sentimentos por todos os lados”, noticiou o Diário de Notícias no domingo.

Nas redes sociais, as reações não se fizeram esperar. Até que Emma Lavigne, presidente do conhecido museu de arte moderna e contemporânea, anunciou este domingo que tinha demitido Bernard Chenebault.

“Desaprovamos estas palavras e distanciamo-nos desta posição, formulada a nível pessoal”, lia-se no comunicado do Palácio de Tóquio, durante a tarde. Mais tarde, surgiu a notícia da demissão.

No Facebook, Bernard Chenebault tentou redimir-se: “Ontem, 28 de setembro de 2019, usei no Facebook palavras graves e totalmente desadequadas contra Greta Thunberg. Lamento profundamente estas palavras que atingiram várias pessoas, a quem peço desculpa pela indignação que sentiram. Claro que não apelo à morte de Greta Thunberg e peço-vos que acreditem nisso, as minhas palavras escorregaram completamente para longe dos meus pensamentos e da minha intenção.”

E concluía da seguinte forma: “Estas palavras pessoais não têm qualquer ligação com a associação Amigos do Palácio de Tóquio, nem com o Palácio de Tóquio, que eu lamento ter colocado nesta posição.”

Hier samedi 28 Septembre 2019, j'ai utilisé sur Facebook des mots graves et totalement déplacés contre Greta…

Publicado por Bernard Chenebault em Domingo, 29 de setembro de 2019

Colecionador de arte, Bernard Chenebault tinha sido nomeado para o cargo em julho e uma das suas funções era angariar patrocinadores para as atividades do Palácio do Tóquio e promover a boa imagem da instituição no mundo.

  TP, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “Espero que alguém a mate.”
    “Bernard Chenebault chamou-lhe “louca” e defendeu que ela deveria ser eliminada por incitar ao ódio numa “sociedade já agitada por maus sentimentos por todos os lados””
    Mais palavras para quê?!
    .
    “Colecionador de arte, Bernard Chenebault tinha sido nomeado para o cargo em julho e uma das suas funções era angariar patrocinadores para as atividades do Palácio do Tóquio e promover a boa imagem da instituição no mundo.”
    Hahahaaaa!….

RESPONDER

Um rato

Nova Iorque alvo de aumento recorde de casos de doença rara transmitida por ratos

Uma doença bacteriana rara, espalhada através da urina de rato, está a assolar a cidade de Nova Iorque. Este ano, pelo menos 15 pessoas terão contraído a doença. Destas, 13 foram hospitalizadas e uma morreu. A …

Portugal regista mais três mortes e 927 casos de covid-19

Portugal registou, esta quarta-feira, mais três mortes e 927 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 927 novos …

Festejos do Sporting. IGAI garante que "não omitiu informação ou branqueou factos"

A inspetora-geral da Administração Interna garantiu no Parlamento, esta quarta-feira, que a IGAI "não omitiu informação ou branqueou factos" no relatório sobre os festejos do Sporting, sustentando que tudo o que foi investigado consta do …

PAN só viabiliza OE "se houver compromisso do Governo em alterar" a proposta

A porta-voz do PAN afirmou, esta quarta-feira, que o partido só poderá viabilizar o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) se o Governo se comprometer com alterações à proposta na especialidade. Inês Sousa Real falava aos …

Colômbia condenada por não ter investigado agressões "verbais, físicas e sexuais" a jornalista

De acordo com a sentença, o Estado colombiano não investigou devidamente o caso de sequestro, tortura e violação da jornalista Jinedth Bedoya, que estava a trabalhar numa reportagem sobre a guerra civil em 2000. O Tribunal …

Rio diz ter "obrigação" de avançar com recandidatura à liderança do PSD

O presidente do PSD justificou a sua recandidatura à liderança, esta quarta-feira, pela "obrigação" de colocar o interesse do país e do partido à frente da sua vida pessoal. No final de uma audiência com o …

Fenprof e FNE convocam greve nacional de professores para 5 de novembro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) anunciaram, esta quarta-feira, que vão convocar uma greve nacional de professores para 5 de novembro. Em comunicado, a Fenprof refere que a greve …

PCP reconhece aproximação do Governo, mas diz que ainda é insuficiente

O líder parlamentar do PCP considerou, esta quarta-feira, que houve uma aproximação do Governo às propostas do partido, mas que ainda não é suficiente para alterar a avaliação feita sobre o Orçamento do Estado para …

Alemanha pode falhar objetivo de doação de vacinas contra a covid-19 (e culpa fabricantes)

A Alemanha pode falhar o seu objetivo de doar 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a países mais pobres. Um funcionário do ministério da saúde alemão revelou, numa carta a Bruxelas, que a …

Alexei Navalny vence Prémio Sakharov 2021

O opositor russo Alexei Navalny é o vencedor do Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento 2021, anunciou o Parlamento Europeu, esta quarta-feira. Alexei Navalny foi nomeado pelos grupos políticos PPE e Renovar a Europa devido …