/

Preços das casas não subiam tanto há mais de dois anos

Simon Collison / Flickr

Os preços da habitação registaram uma subida de 2,5% em relação ao mês anterior. Não subiam tanto há mais de dois anos.

O preço de venda das casas em Portugal Continental registou um aumento de 2,5% em maio, relativamente ao mês anterior. A Confidencial Imobiliário garante que se trata do maior aumento dos últimos dois anos e meio.

“Havia um forte consenso, desde o início da pandemia, de que o mercado imobiliário iria desvalorizar, mas, na verdade, isso não aconteceu, e estes valores são a prova disso mesmo”, disse Ricardo Guimarães, diretor da base de dados Confidencial Imobiliário, em declarações ao Expresso.

“Teremos de aguardar para ver se este comportamento, quer dos preços quer das vendas, procede, ou se, porventura, poderá ter sido uma reação mais imediata ao desconfinamento”, acrescentou.

Nos últimos três meses houve um aumento de cerca de 25% nas transações imobiliárias. Por sua vez, o preço médio de venda das casas em Portugal chegou aos 1.761 euros por metro quadrado, em maio.

Ricardo Guimarães acredita que “se o mercado imobiliário não desvalorizou até aqui, é muito natural que também não desvalorize daqui para a frente”.

Aliás, há cada vez mais resistência em fazer baixar os preços das casas e quem procura casa está “cada vez mais disposto a aceitar aquela valorização”, explica o diretor da Confidencial Imobiliário.

A preocupação das famílias não parece ser relativamente ao custo por metro quadrado de cada imóvel, mas sim quanto à prestação mensal do empréstimo contratado com o banco.

As taxas de juro baixíssimas estão a levar cada vez mais portugueses a optar pela compra de um imóvel, em vez do arrendamento.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.