Poucas dúvidas no Brasil: 79% diz “sim” à vacinação das crianças

Manuel Fernando Araújo / LUSA

Inicio do processo de vacinação de crianças

Vacinação às crianças entre 5 e 11 anos arranca nesta segunda-feira. Números mais baixos nos inquéritos em Portugal.

Praticamente um mês depois de ter arrancado a vacinação das crianças em Portugal, contra a COVID-19, vai acontecer o mesmo no Brasil. O início está marcado para esta segunda-feira e abrange também as crianças que tenham entre 5 e 11 anos de idade.

São 10 as cidades brasileiras que marcam o início desta nova fase: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Maceió, Goiânia, Manaus, Belém, Rio Branco, Macapá e Porto Velho. Não é obrigatória a autorização por escrito, mas um adulto responsável pela criança deverá acompanhar a mesma, no momento da vacinação.

A grande maioria dos brasileiros concorda com este processo. Uma sondagem nacional da Datafolha, revelada pela Globo, mostra que quase quatro em cada cinco brasileiros (79%) apoiam a vacinação de crianças entre os 5 e os 11 anos. Entre as mais de duas mil pessoas entrevistadas, 17% não concorda com esta fase.

Quando questionados se levarão o seu filho, ou filha, à toma da vacina, a percentagem do “sim” é semelhante, rondando os 81%.

Em relação à possibilidade de não colocar as crianças nas escolas, nesta fase, o equilíbrio foi maior: 53% levariam a criança à escola, 44% não levariam.

Desde os primeiros tempos da pandemia que o Brasil é um dos países mais afectados pelo coronavírus. A variante Ómicron também tem chegado a muitos brasileiros e, só na sexta-feira passada, foram registados mais de 111 mil novos casos positivos.

Inquéritos em Portugal

No mês passado, Dezembro, uma sondagem da Aximage para o DN, JN e TSF, mostrou que 61% dos portugueses acredita que as crianças devem ser vacinadas. Um número bem inferior ao inquérito brasileiro.

Já a DECO baixou um pouco mais esses números. O seu inquérito revelou que 56% concordava com a vacinação das crianças na faixa etária em causa; e apenas 42% concorda com uma vacina obrigatória em menores de 12 anos.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE