Portugueses vão a Espanha tirar carta de navegação. É mais barato, mas não dá para “quase nada”

Os anúncios às licenças de navegação tiradas em Espanha e com validade em Portugal começaram há dois ou três meses. É uma “carta de marinheiro”, sem exame e é vitalícia.

Qualquer carta de recreio tirada num país da UE é reconhecida em Portugal e muitos “marinheiros” vão às escolas espanholas para obter uma licença. O problema é que este documento só dá para navegar até duas milhas (3,2 quilómetros) do porto.

“As pessoas estão a ser enganadas”, disse ao Diário de Notícias Fernando Sá, dirigente da Associação Naval de Lisboa (ANL). “Há entidades em Portugal que têm aproveitado para divulgar informação sobre a licença de navegação tirada em Espanha, mas não dá para quase nada. Anunciam que é uma carta de marinheiro, mas é muito básica. É como se eu fosse tirar uma carta de bicicleta para conduzir uma moto.”

Para tirar a carta, são precisas quatro horas de aulas práticas e duas de teóricas em vez de 20 horas práticas e dez teóricas, como exige a lei portuguesa. Além do custo do curso, que tem muito menos horas do que os das escolas portuguesas, onde é cobrado no mínimo 300 euros, elimina-se o valor do exame (140 euros), que não é exigido em Espanha.

O proprietário da Escola Náutica de Recreio de Isla Cristina referiu ao DN que tem muitos portugueses a tirar a licença na escola, que basta aparecer às horas do curso com a documentação exigida para a obter. Aos sábados, a formação começa às 9h00. A licença é “para barcos sem limite de motor até uma distância de duas milhas do porto de abrigo em navegação diurna”.

A Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) emitiu um alerta, onde refere ter conhecimento, “através de redes socais, de informações relativas a título espanhol denominado Licencia de Navegación”, cujo conteúdo reproduz “carta de barco em Espanha válida para Portugal, vitalícia e sem exame, barcos hasta 6 M. sin límite de potencia”.

“A licença tirada em Espanha não tem equiparação em Portugal”, explica Fernando Sá, que  é coordenador pedagógico da Escola de Navegação Treino de Mar, um dos principais formadores da área em Portugal e com instalações na Doca do Espanhol, em Lisboa. Em Portugal, há quatro categorias de cartas de navegação de recreio: Marinheiro (a mais básica), Patrão de Alto-Mar, Patrão de Costa e Patrão Local.

Até agora, foram emitidas 12.072 cartas de navegação, distribuídas da seguinte forma: 5.430 de Patrão Local, 5.105 de Marinheiro, 1.101 de Patrão da Costa e 436 de Patrão de Alto-Mar. Além disso, reconheceram 14 cartas da UE, entre as quais duas de Espanha.

A carta de Marinheiro habilita o titular à navegação diurna à distância máxima de três milhas da costa e de dez milhas de um qualquer porto de abrigo, a de Patrão Local dá para navegar até uma distância máxima de 25 milhas de um qualquer porto de abrigo e de seis milhas da costa, a de Patrão de Costa permite navegar até uma distância da costa que não exceda 40 milhas e a de Patrão de Alto-Mar não tem limite de área.

A licença pode ser tirada a partir dos 16 anos, podendo os que não atingiram os 18 manobrar um barco de recreio até seis metros de comprimento, com potência instalada até 22,5 kW, motas de água e pranchas motorizadas.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Afinal a carta espanhola da para Portugal ou não ?
    Alem disso perdi a minha carta de Marinheiro e pediram-me 90€ por uma segunda via. É melhor meter o carro dentro de agua

  2. decrero lei 93/2018

    Artigo 39

    Reconhecimento de cartas estrangeiras

    Linha n. 1 diz as cartas de navegador de recreio oi os documentos equivalentes emitidos prlas administrações dos estados membros da UE são automaticamente reconhecidos em Portugal nos termos e para efeito do presente decreto lei….

RESPONDER

"Preocupante e descontrolada". Covid-19 volta em força ao Norte (e o mau tempo piora tudo)

A pandemia de covid-19 está de regresso em força ao norte do país que, nos últimos dias, voltou a registar o maior número de novos casos. Há uma "preocupante transmissão comunitária" em algumas zonas e …

"Hormona da fome" pode influenciar memória e fazer com que se coma mais

Um novo estudo, liderado por investigadores da University of Southern California, sugere que as hormonas reguladoras da fome produzidas pelo estômago também podem influenciar a memória e a função cognitiva. Em 2018, a equipa de especialistas …

Costa diz que estado de emergência “não está em cima da mesa” (e adia discussão sobre app obrigatória)

O primeiro-ministro António Costa, em entrevista à TVI esta segunda-feira, falou sobre a obrigatoriedade do uso de máscara e da app Stayway Covid, da possibilidade de o país voltar ao estado de emergência e do …

Nove meses depois de ter chegado ao United, Bruno Fernandes vai ser capitão

O futebolista internacional português Bruno Fernandes foi escolhido pelo treinador do Manchester United para usar a braçadeira de capitão no encontro da primeira jornada da Liga dos Campeões. O antigo jogador do Sporting, que deixou os …

Preocupada com casos na Europa e América do Norte, OMS insiste na quebra de cadeias de transmissão

Os responsáveis máximos da Organização Mundial da Saúde (OMS) insistiram esta segunda-feira na importância de os governos quebrarem as cadeias de transmissão da covid-19 e afirmaram-se preocupados com o aumento de casos na Europa e …

Aquecer resíduos plásticos com microondas pode gerar hidrogénio limpo

Uma equipa de cientistas conseguiu gerar hidrogénio limpo através de um processo simples, aquecendo resíduos plásticos com microondas. O crescente uso de plástico descartável gerou um sério problema ambiental, sendo que, todos os anos, são produzidas …

Erupções vulcânicas podem explicar os misteriosos cristais da Dinamarca

Algumas das maiores espécies de cristais raros de carbonato de cálcio do mundo, também conhecidos como glendonitas, são encontrados na Dinamarca e isso pode ser explicado pelas erupções vulcânicas. Os cristais foram formados há cerca de …

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …