/

Portugal no top 10 dos países que mais vacinam na Europa (e até bateu um novo recorde)

3

A vacinação contra a covid-19 acelerou, em Portugal, com o país a bater um novo recorde diário de doses administradas e a surgir no top 10 dos países europeus com mais vacinas dadas, à frente de países como França e Itália.

Nesta terça-feira, 6 de Julho, a vacinação contra a covid-19 atingiu um novo recorde diário em Portugal, com mais de 154.600 vacinas administradas à população, como anunciou a task force responsável pelo processo.

A equipa liderada pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo adiantou ainda, numa nota de imprensa, que nos últimos dois dias “foram administradas mais de 297 mil vacinas“.

Só a Islândia vacinou mais do que Portugal

Os números indiciam o esforço que tem sido feito para acelerar a vacinação, um esforço que sobressai também a nível internacional.

De acordo com os dados do site Our World in Data, Portugal surge no segundo lugar do gráfico com as doses diárias de vacinas administradas por 100 pessoas, nos últimos dias, atrás da Islândia, com dados até 6 de Julho.

A 4 de Julho, Portugal chegou a dar 1,75 doses por cada 100 habitantes, o que constitui um número superior a todos os outros Estados-membros da União Europeia e duas vezes acima da média comunitária.

Os dados da Islândia só estão registados até ao dia 2 de Julho quando chegou a dar mais de 2 doses por cada 100 habitantes.

Our World in Data

Vacina covid-19 gráfico

Doses da vacina contra a covid-19 administradas diariamente por 100 pessoas até 6 de Julho de 2021.

No gráfico do Our World in Data, é possível também atestar que Portugal aparecia a 4 de Julho no 8º lugar entre os países europeus com a maior percentagem de população vacinada.

Assim, 37,5% da população já tinha as duas doses da vacina. Estão em causa cerca de 3,7 milhões de portugueses.

O nosso país surgia, assim, um pouco acima da Áustria que tinha 37,3% da população vacinada e atrás de Grécia (38%), Alemanha (38,6%), Lituânia (39,6%), Espanha (40,9%), Reino Unido (49,6%) e Hungria (52%).

A liderar a lista surgia Malta com mais de 76% da população totalmente vacinada.

Em termos de média da União Europeia, a população imune é da ordem dos 36%, sendo que França e Itália surgiam a 4 de Julho com valores de cerca de 33%.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Our World in Data

População totalmente vacinada contra a covid-19 a

População totalmente vacinada contra a covid-19 a 4 de Julho de 2021.

De notar que o número de portugueses totalmente vacinados contra a covid-19 subiu, a 6 de Julho, para 38,63%, sendo que Itália passou a contar 34,5%.

Em termos de população com, pelo menos, uma dose da vacina, Portugal surgia, na mesma data de 4 Julho e no gráfico do Our World in Data, no sexto lugar, com 59,5%, uma percentagem um bocadinho superior à Dinamarca.

À frente de Portugal, aparecem Holanda (60,2%), Finlândia (60,8%), Bélgica (63,8%) e Reino Unido (66,8%).

E, de novo, Malta surge na frente e destacada com mais de 82%.

A média da União Europeia era de 52%, nessa altura, enquanto a média da Europa no seu todo era de quase 42%.

A 4 de Julho, apenas 4% da população da Ucrânia tinha sido vacinada com, pelo menos, uma dose. A percentagem era de 14% na Bulgária e de 17% na Rússia.

A Arménia tinha menos de 2% de vacinados com a primeira dose.

Our World in Data

Vacinação gráfico

População com, pelo menos, uma dose da vacina contra a covid-19 a 4 de Julho de 2021.

Média diária de testes em Julho é mais alta de sempre

A média diária da realização de testes de diagnóstico do vírus SARS-CoV-2 atingiu nesta primeira semana de Julho o valor mais alto desde o início da pandemia, adiantou a ministra da Saúde em audição na Assembleia da República.

“A campanha de testagem tem sido reforçada”, disse Marta Temido aos deputados presentes na Comissão de Saúde.

Em Janeiro de 2021, a média de testes efectuados diariamente rondou os 52 mil, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA). Mas esse número foi ultrapassado neste mês, revelou Marta Temido.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A ministra da Saúde também reiterou as metas de vacinação até ao final do Verão já expressas por Gouveia e Melo.

“O plano” é “chegar a meados de Setembro com a vacinação completa em mais de 70%” da população e acima de 90% com uma dose da vacina, segundo Marta Temido. Esta é a “melhor aposta para se sair da crise sanitária”, vincou ainda.

  Susana Valente, ZAP // Lusa

3 Comments

  1. Tanto gabarito, caneco! Estou quase a chorar de tanto rir. Há meses, não havia vacinas suficientes; de repente, tudo acelerou e já somos os melhores… Portugal é o lar dos mentirosos!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.