Empresas portuguesas alvo de ataque informático internacional “sem precedentes”

Diversas empresas nacionais, entre as quais a Portugal Telecom, foram alvo de um ataque informático de “um nível sem precedentes” desde a manhã desta sexta-feira, à semelhança do que aconteceu também em Espanha e no Reino Unido.

O ciberataque lançado na sexta-feira contra vários países e organizações foi de “um nível sem precedentes”, revelou este sábado o gabinete europeu da Europol.

“O ataque recente é de um nível sem precedentes e vai exigir uma investigação internacional complexa para identificar os culpados”, indica um comunicado do gabinete europeu de polícias Europol.

O Centro Europeu contra a Cibercriminalidade (EC3) “colabora com as unidades de cibercriminalidade dos países afetados e com os maiores parceiros industriais de forma a atenuar a ameaça e socorrer as vítimas”, acrescenta o comunicado.

O ataque informático de grandes dimensões à escala internacional atingiu principalmente empresas de telecomunicações e energia mas também a banca, segundo a multinacional de serviços tecnológicos Claranet.

A Portugal Telecom foi uma das empresas nacionais afectadas pelo ataque, tendo sido vítima de “ransomware”, um vírus que bloqueia os computadores e que pede um resgate para os desbloquear. A KPMG e a Vodafone, que inicialmente tinham sido dados como alvos deste ataque, desmentiram entretanto a ocorrência.

A PT pediu aos utilizadores que tivessem cuidado ao navegar na internet, e aconselhou a que não abrissem anexos recebidos por correio eletrónico. Os serviços de televisão da PT também foram prejudicados, e alguns clientes ainda estão sem sinal.

“Foi detetado um ataque informático a nível internacional, com impacto em vários países, nomeadamente Portugal, afetando diferentes empresas de vários setores,” disse a empresa em comunicado.

“Na PT, todas as equipas técnicas estão a assumir as diligências necessárias para resolver a situação, tendo sido ativados todos os planos de segurança criados para o efeito. A rede e os serviços de comunicações fixo, móvel, móvel, Internet e televisão prestados pela MEO não foram afetados,” acrescenta o comunicado da empresa.

EDP corta acesso à Internet para prevenir ataque informático

Inicialmente, circulou a informação de que a EDP também teria sido alvo deste ataque. A empresa já desmentiu entretanto a informação, e garantiu que não foi registado qualquer problema nos seus sistemas, mas confirma que cortou os acessos à Internet da sua rede para prevenir um ataque informático.

“Tendo em conta o ataque massivo que está a acontecer nas organizações na península ibérica, a EDP decidiu cortar os acessos à Internet na sua rede, como medida preventiva, não tendo ainda registo de incidentes no parque informático da sua organização”, disse à Lusa fonte oficial da empresa.

A empresa de eletricidade afirmou que tomou esta decisão em coordenação com a Polícia Judiciária e o Centro Nacional de Cibersegurança (CERT), organismo do Governo.

Empresas espanholas também foram alvo de ataque informático

O Governo espanhol confirmou que várias as empresas do país também foram alvo de um ataque informático, depois de a multinacional Telefónica ter sido obrigada a desligar os computadores da sua sede central em Madrid.

O software nocivo é do tipo “ramsonware” que atua tirando partido da vulnerabilidade dos programas mais utilizados nos escritórios. Depois de se instalar no equipamento, bloqueia o acesso aos ficheiros e pede um resgate em dinheiro.

Houve computadores que ficaram com o monitor bloqueado, e em alguns deles surgiu uma mensagem a pedir o pagamento de uma quantia em bitcoins, uma moeda virtual desenvolvida fora do controlo de qualquer Governo.

O Ministério da Energia espanhol informou, através de um comunicado, que “está a trabalhar com as empresas do país” afetadas por ataques de cibernautas “com o objetivo de solucionar quanto antes o incidente”.

“O ataque afetou pontualmente equipamentos informáticos de trabalhadores de várias empresas”, afirma o Ministério, acrescentando que o vírus informático não afeta “nem a prestação de serviços, nem a operação em rede, nem os utilizadores dos ditos serviços”, destacou o Governo espanhol.

Também em Inglaterra pelo menos 16 hospitais do serviço nacional de saúde estão a relatar problemas informáticos da mesma natureza, o que está a causar inúmeros problemas logísticos. Os problemas foram detetados em hospitais em Londres, Blackburn, Cumbria e Hertfordshire, no noroeste do país.

Ataque informático visou sobretudo empresas de telecomunicações

A multinacional de serviços tecnológicos Claranet diz que as empresas de telecomunicações são o principal alvo do ataque informático: “Alertamos para o facto de estar em curso um ciber-ataque dirigido principalmente a empresas de comunicações mas também com outros alvos em vista”, refere a informação enviada pela Claranet aos clientes.

A Claranet, fundada no Reino Unido e que opera em vários países europeus, afirma que “ainda não está completamente apurado o vetor de ataque”, podendo o vírus ter várias origens, e pede que haja “atenção redobrada” na navegação pela Internet e abertura de anexos de correio eletrónico bem como a comportamentos “anómalos” dos equipamentos, que deverão ser encerrados de imediato.

ZAP // Lusa / Move

PARTILHAR

RESPONDER

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …

"Cibermáfia". Rede de criminosos "lavou" milhões de euros em Bancos portugueses

Uma rede de criminosos com origem na Europa de Leste montou um esquema de lavagem de dinheiro roubado em ataques informáticos através de Bancos de países como Portugal. Esta "cibermáfia", como é apelidada pelo Jornal de …