Portugal é o sexto país mais envelhecido do mundo

lordgordon / Flickr

A queda da natalidade e o aumento da longevidade estão a mudar o panorama populacional do País e a falta de jovens e crianças coloca Portugal na lista dos países com maior número de idosos.

Em 1960 a idade média da população portuguesa era de 28 anos. Em 2011, essa média passou para os 42 anos. Atualmente, o número de pessoas com menos de 15 anos é inferior àquelas com idade igual ou superior a 65 anos.

Caso Portugal dê sequência àquilo que tem sido a trajetória dos últimos anos, estima-se que, em 2050, quase metade da população tenha mais de 60 anos. Nos próximos 32 anos, a fatia da população portuguesa mais envelhecida representará cerca de 40% do total de habitantes.

Na previsão para o ano de 2050 da Bloomberg, Portugal entra no quinto lugar das economias mais envelhecidas. À frente de Portugal surge o Japão, Coreia, Grécia e Itália e a vizinha Espanha fecha o top 6.

A questão do envelhecimento populacional é um tema que coloca desafios ao nível da sustentabilidade dos sistemas de segurança social que regulam as pensões e o próprio sistema nacional de saúde.

Poderá ser um problema no sentido em que nos vai exigir uma resposta rápida, tendo em conta as transformações que estão previstas”, contou à TSF, Teresa Rodrigues, autora do livro “Envelhecimento e Políticas de Saúde” e professora no Departamento de Estudos Políticos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas de Lisboa.

Em 2013, a investigadora do Instituto de Ciências Sociais e Políticas, Anália Torres revelava que Portugal tinha-se tornado o país europeu onde a natalidade mais desceu entre 1990 e 2011. “Era o país com a maior taxa de natalidade e agora tem a menor”, afirmava ao Público em 2013.

O número de idosos ultrapassou o número de jovens pela primeira vez em 2000 e, no ano de 2014, já existiam 141 idosos por cada 100 jovens.

“Nos últimos anos a tendência para olhar de uma forma economicista tende a transformar os idosos num problema, vistos como inativos e como pessoas que ,de alguma forma, criam pressões no setor contributivo, segurança social, regime de pensões, etc.”, contou Teresa Rodrigues.

A professora diz ser necessário uma cooperação mais estreita entre os responsáveis políticos e as entidades prestadoras de serviços para controlar fatores que geram uma procura excessiva de cuidados de saúde a preços demasiado elevados para a sustentabilidade do Estado.

“Não obstante, temos a vantagem de já ter diagnosticado aquilo que há para diagnosticar o que mitiga a questão do problema”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …