Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países da UE sem 5G

Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países na União Europeia (UE) que ainda não têm qualquer oferta comercial de 5G, revelou o último relatório trimestral do Observatório Europeu do 5G, um organismo da Comissão Europeia que analisa o desenvolvimento da rede móvel de quinta geração.

Segundo o relatório, divulgado a 11 de abril e citado esta terça-feira pelo ECO, Portugal está atrasado no lançamento da rede comercial de 5G, com o leilão de frequências ainda em curso, depois de vários adiamentos.

Quanto à Lituânia, o plano geral para o 5G foi aprovado a 03 de junho de 2020 e prevê que haja, pelo menos, uma cidade com cobertura até ao final de 2022. Já em Malta, a consulta pública sobre o regulamento do leilão de frequências só ficou concluída em fevereiro.

“No final de março de 2021, 24 Estados-membros beneficiavam de serviços 5G (Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Chipre, República Checa, Estónia, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Luxemburgo, Holanda, Polónia, Roménia, Eslováquia, Eslovénia, Espanha e Suécia)”, lê-se no relatório.

De acordo com o observatório, existem vários países em que há mais do que uma operadora com tarifários de 5G, como acontece em Espanha. Esses países, contudo, estão em diferentes níveis de desenvolvimento, com muitas redes 5G ainda ‘non-standalone’ – assentes nas anteriores redes de quarta geração.

O relatório mostrou ainda só três países da UE é que já atribuíram licenças de 5G na faixa dos 26 GHz, que permite o 5G mmWave, o nível mais sofisticado desta tecnologia. Além disso, menos de 39% do espetro disponível para 5G foi atribuído às empresas prestadoras de serviços na região.

Portugal já concluiu uma fase do leilão exclusiva para novas empresas. A fase principal, em que participam empresas como Meo, Nos e Vodafone, dura há mais de três meses. Recentemente, a Anacom anunciou a intenção de mudar as regras para precipitar a conclusão da operação.

Taísa Pagno Taísa Pagno //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Antes do 5G, é preciso retirar o limite de tráfego aos tarifários.

    De que serve a velocidade absurda do 5G, se depois os clientes têm limites de tráfego ridículos? Já para não falar que, para a maior parte das pessoas, é necessário comprar telemóvel novo…

    Pessoalmente: Não preciso de 5G para nada! Quiseram amarrar-me com limites de tráfego e velocidades de acesso patéticas. Habituaram-me ao wi-fi caseiro ou de hotspots e agora isso chega e sobra. Tão cedo (anos seguramente) não irei trocar de telemóvel nem irei aderir a tarifários 5G, pagos com certeza a peso de ouro.

RESPONDER

“Incompetência e arrogância”. Cabrita está (novamente) debaixo de fogo. Partidos pedem a sua demissão

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, está mais uma vez no centro da polémica. Depois de ter avançado com uma requisição civil para que mais de 20 imigrantes fossem transportados para o Zmar, durante a …

Fernando José é o candidato do PS a Setúbal. Ana Catarina Mendes concorre à Assembleia Municipal

O deputado e vereador socialista Fernando José é o cabeça de lista do PS às próximas eleições autárquicas para a Câmara de Setúbal e Ana Catarina Mendes à Assembleia Municipal, revelou fonte oficial do Partido …

Portugal na zona de queda dos restos do foguetão chinês

O foguete de Longa Marcha chinês que foi lançado a 29 de abril, e agora está a preocupar o mundo. As previsões é que a reentrada na atmosfera se dê até ao próximo dia 9 …

CIP propõe "almofada" pública de 8.000 milhões para resolver moratórias

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) propôs ao Governo criar uma "almofada" de garantias públicas no valor de oito mil milhões de euros para dar poder às empresas e levar a banca a renegociar os …

Reino Unido. Variante indiana é “preocupante“ e já infetou idosos vacinados

No Reino Unido, já foram encontradas 48 cadeias de transmissão da variante indiana e sabe-se que há transmissão comunitária. A Public Health England classifica esta variante como “preocupante”. A direção geral de saúde de Inglaterra (PHE …

Petição para cancelar Jogos Olímpicos conta já com 200 mil assinaturas

Uma petição 'online' a pedir o cancelamento dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 devido à pandemia da covid-19 ultrapassou esta sexta-feira as 200 mil assinaturas, avançou a agência Lusa. A campanha, lançada na quarta-feira pelo advogado e ativista …

“Não queremos estragar a nossa joia da coroa“. Governo pode limitar acesso da Peneda-Gerês

O Secretário de Estado da Conservação da Natureza concorda com os autarcas, sobre o impacto positivo do turismo para as populações, mas nota que o sucesso do PNPG não pode pôr em causa os valores …

Fome e seca levam milhares de angolanos a fugirem para a Namíbia

A fome provocada pela seca extrema na província de Cunene, no sul de Angola, está a levar milhares de pessoas a fugir para a Namíbia. "A estiagem provocou a rutura de 'stocks' alimentares das comunidades e …

Governo britânico confirma Portugal na “lista verde” de viagens. Preço das viagens disparou

Portugal vai estar na “lista verde” de países considerados seguros para viajar e isentos de quarentena na chegada a Inglaterra a partir de 17 de maio, anunciou hoje o ministro dos Transportes britânico, Grant Shapps. Portugal …

Nova Zelândia vai proteger fiorde emblemático de turismo de massas

O Governo da Nova Zelândia anunciou que vai proteger do turismo de massas a paisagem natural do icónico fiorde Milford Sound-Piopiotahi, património mundial na ilha do Sul. O turismo em Milford Sound-Piopiotahi, considerado um dos principais …