Portugal legalizou milhares de imigrantes ilegais com despacho que viola a lei

João Relvas / Lusa

António Beça Pereira, director-geral do SEF

Milhares de imigrantes ilegais foram legalizados em Portugal, em 2015, graças a um despacho do ex-director do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras que viola a Lei. A situação foi aproveitada por redes de imigração ilegal e levanta questões de segurança por causa do terrorismo.

O ex-director do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), António Beça Pereira, isentou de visto de entrada em Portugal os imigrantes com provas de que estavam a trabalhar no nosso país há mais de um ano, relata o Diário de Notícias.

Em causa está um despacho interno de 2015, emitido pelo juiz-desembargador nomeado pelo governo PSD-CDS, que violou a Lei de Estrangeiros em vigor.

A medida “provocou uma onda de imigração ilegal em direcção a Portugal“, salienta o DN, notando que, nesse ano, deram entrada no SEF 12.200 pedidos de autorização de residência, “mais do dobro dos anos anteriores”.

O jornal acrescenta que “mais de metade deles” terão sido autorizados “fora da lei”, ao abrigo do despacho de Beça Pereira.

Muitos destes pedidos terão sido proporcionados por redes de tráfico de imigração ilegal, nomeadamente recorrendo a contratos de trabalho simulados, e a maioria dos imigrantes envolvidos já não estará a viver em Portugal, tendo rumado a outros países da União Europeia.

Grande parte destes imigrantes seria oriunda de Índia, Bangladesh e Paquistão, consideradas “nacionalidades de risco”, o que coloca problemas de segurança, nomeadamente por causa do terrorismo, reforça o DN.

“Se alguma destas pessoas se envolver num atentado terrorista ou num crime violento no espaço europeu, que explicação vai dar Portugal aos seus parceiros do facto de essa pessoa ter uma autorização de residência à margem da lei?”, questiona uma fonte da polícia ao DN a propósito da situação.

Bloco de Esquerda critica reposição do visto de entrada

Quando tomou posse, a actual directora do SEF, Luísa Maia Gonçalves, emitiu novo despacho, em Março passado, a repor a obrigatoriedade do visto de entrada, argumentando que a medida visou evitar “que Portugal fosse apenas e só utilizado como uma plataforma de regularização de cidadãos estrangeiros que efectivamente vivem e trabalham noutros países da União Europeia”, conforme cita o DN.

A deputada Sandra Cunha, do Bloco de Esquerda, critica a reposição da legislação, considerando em declarações ao DN que “este despacho impede a esmagadora maioria dos imigrantes de concluir os seus processos, mesmo que já tenham dado entrada aos mesmos, uma vez que impõe a retroactividade”.

“A maior parte já está cá há trabalhar há muitos anos mas não entrou legalmente e não se pode voltar atrás no tempo”, refere a deputada bloquista ao jornal.

O SEF rebate esta ideia e garante no DN que “o que efectivamente se tornou mais difícil foi a regularização de cidadãos que vivem ilegalmente noutros países do espaço Schengen e que eram trazidos a Portugal por redes criminosas só para obterem uma autorização de residência”.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. De facto é muito grave o que esse ex-diretor geral do SEF fez em clara violação da lei. Espero que seja chamado a prestar contas à justiça. Numa altura em que a Europa corre sérios riscos de ameaça terrorista e de segurança em geral, não se deve permitir violações da lei com esta gravidade. E coloca-se a questão: terá ele lucrado com esse processo, ou seja, sido pago pelas redes de imigração ilegal? Se foi, coloca-se o problema de corrupção e deverá também responder por isso.

RESPONDER

Detetado surto de covid-19 em lar do Barreiro. Há pelo menos 47 infetados

Um surto de covid-19 no Lar São José, no Barreiro, contabiliza 47 casos positivos e dois internamentos de idosos, mas a "situação está controlada", disse, este domingo, o delegado de saúde adjunto regional de Lisboa …

Índia regista recorde diário de mortes. Reino Unido atinge marca negra

O novo coronavírus continua a alastrar-se um pouco por todo o mundo. Enquanto alguns países estão a conseguir lidar com a pandemia de covid-19, outros estão a fracassar nessa tarefa. Este domingo, no total, registaram-se 6.106 …

"Um disparate". Presidente nega envolvimento na vinda de Juan Carlos para Cascais

O Presidente da República afirmou que “qualquer pessoa minimamente inteligente e sensata” perceberia que o chefe de Estado não se poderia envolver na questão do rei emérito de Espanha, classificando essa ideia como um "disparate". Em …

Plano do hidrogénio vai sair "muito caro" aos portugueses

Os fundadores da Tertúlia Energia defendem que o plano do hidrogénio do Governo tem várias lacunas e vai custar "muito caro" aos consumidores portugueses. Num artigo publicado no jonal ECO, os fundadores da Tertúlia Energia, Abel …

Governo vai lançar plano para salvar empresas viáveis em dificuldades (e perdoar juros ao Fisco)

O Governo vai lançar um plano para salvar empresas viáveis que será um novo mecanismo temporário para ajudar empresas que se encontrem em situação económica difícil ou em insolvência devido à pandemia. O plano, que se …

Fábio Silva a prazo no Dragão. Avançado deverá sair por 40 milhões

Fábio Silva deverá abandonar o FC Porto dentro dos próximos dias. O jovem avançado permitirá um encaixe de 40 milhões de euros para os cofres portistas. A saída de Fábio Silva do FC Porto parece praticamente …

"Há filhos e enteados?". Marques Mendes arrasa decisão "inacreditável" de realizar festa do Avante

Luís Marques Mendes criticou este domingo a realização da festa do Avante, considerando "inacreditável" que a habitual festa comunista seja realizada no atual contexto da pandemia de covid-19 em Portugal. No seu habitual espaço de …

Varandas só tem espaço para 24 jogadores. Metade será de Alcochete

Com o intuito de reduzir custos, o presidente sportinguista, Frederico Varandas, diz que quer um plantel com 24 jogadores para a próxima época. Cerca de metade são produtos de Alcochete. Frederico Varandas pretende encurtar o plantel …

Duas demissões no Governo do Líbano. Beirute ficou com cratera de 43 metros de profundidade

Duas demissões no Governo do Líbano foram anunciadas nas últimas horas depois da explosão no porto de Beirute que provocou pelo menos pelo menos 158 mortos, 6.000 feridos e dezenas de desaparecidos. A ministra da …

Benfica na corrida por Jan Vertonghen

A SAD encarnada está disposta a fazer alguns esforços pela contratação do futebolista belga que, neste momento, se encontra sem clube e a passar férias em Portugal. De acordo com o jornal Record, depois de a …