Portugal estuda emissão de dívida em moeda chinesa, inédita na zona euro

José Sena Goulão / Lusa

O Ministro das Finanças, Mário Centeno, e o primeiro-Ministro António Costa

Portugal poderá tornar-se o primeiro país da zona do euro a emitir títulos de dívida pública em moeda chinesa, o renminbi, avançou à agência Lusa, em Pequim, o ministro das Finanças português, Mário Centeno.

“É uma forma de alargar a nossa base de investidores e de atrair financiamento”, disse Mário Centeno, no final de uma visita de três dias à China.

Além de reunir com o Banco do Povo Chinês, banco central da China, o ministro encontrou-se também com os responsáveis pelos principais bancos chineses: ICBC, Bank of China, Agriculture Bank of China e Postal Savings Bank of China.

“Ainda há algum trabalho a fazer, mas as conversações correram bem”, disse.

Portugal pode assim tornar-se o primeiro país da zona do euro a emitir títulos denominados na moeda chinesa, o renminbi, também designando yuan, admitiu Mário Centeno.

Segunda maior economia do mundo, a seguir aos Estados Unidos da América, a China é também detentora das maiores reservas cambiais do planeta, no valor de 3,1 biliões de dólares.

A captação de capital na China estará, porém, dependente da evolução do ‘rating’ soberano português, atribuído pelas três maiores agências de notação financeira – Moody’s, Standard and Poor’s e Fitch -, que continuam a colocar o ‘rating’ do país como ‘lixo’.

Portugal precisa assim de garantir pelo menos uma avaliação BBB (baixo) a longo prazo, o primeiro nível de investimento. Para que isso aconteça, é importante que o país saia primeiro do Procedimento por Défice Excessivo, o que deverá acontecer ainda “antes do verão”, segundo afirmou esta semana o primeiro-ministro, António Costa.

A acompanhar Mário Centeno estiveram a presidente da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública, Cristina Casalinho, e o secretário de Estado do Tesouro, Álvaro Costa Novo.

A China tornou-se, nos últimos anos, um dos principais investidores em Portugal, comprando participações importantes nas áreas da energia, dos seguros, da saúde e da banca.

A internacionalização do renminbi é uma prioridade para Pequim, que quer contrariar a hegemonia do dólar norte-americano e negociar na sua moeda recursos como petróleo e ferro, dos quais é o maior mercado mundial, e facilitar os investimentos chineses além-fronteiras.

Em outubro passado, o renminbi aderiu formalmente ao cabaz de moedas do Fundo Monetário Internacional, um instrumento criado pela instituição com a finalidade de permitir liquidez aos países membros.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

A guerra contra o plástico está a distrair-nos da poluição invisível

O atual foco na poluição de plástico está a fazer com que as pessoas descurem o tipo de poluição que não é possível ver, alerta uma equipa de investigadores. O plástico é um material incrivelmente útil …

A pandemia veio interromper as touradas no Peru. Mas há quem não esteja muito satisfeito com isso

Em poucos meses a pandemia do novo coronavírus conseguiu um feito há muito desejado por ativistas de todo o mundo: interrompeu as touradas. O cancelamento dos espetáculos - criticados pela sua violência para com os …

Dezenas de sites franceses com propaganda islâmica após pirataria informática

Várias dezenas de pequenos websites franceses foram afetados por uma onda de pirataria informática, publicando mensagens de propaganda islâmica, indica hoje a agência noticiosa France-Press (AFP). Mensagens como “Vitória para Maomé, vitória para o Islão e …

Jogos Olímpicos em 2021 vão mostrar que "humanidade derrotou o vírus"

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse esta segunda-feira que o país está "determinado" em organizar os Jogos Olímpicos no verão de 2021 e declarou que o evento servirá "como prova de que a humanidade derrotou …

Herdeiro da Samsung assume as rédeas da empresa depois da morte do pai

Lee Jae-Yong, filho do presidente da Samsung, assumiu a liderança da empresa depois do seu pai ter falecido este domingo. O herdeiro assume as rédeas numa altura em que a gigante da tecnologia procura evoluir. Sob …

Vídeos de suicídios, abortos ou abusos sexuais. Ex-moderadora do YouTube descreve pesadelo (e processa plataforma)

Uma ex-moderadora do YouTube apresentou uma queixa contra a plataforma na segunda-feira, acusando-a de não proteger os funcionários que são sujeitos a uma análise e remoção de vídeos violentos publicados na página. O processo contra o …

Resultados nos Açores levam PS a pensar em eleições antecipadas

O PS voltou a ganhar as eleições regionais dos Açores, obtendo 39,13% dos votos, o que não garante a maioria absoluta. Os resultados levam o partido a pensar já em eleições antecipadas. "[O governo regional] está …

"Ainda não sei bem o que fiz". João Almeida e Rúben Guerreiro de volta a Portugal

João Almeida e Rúben Guerreiro foram duas das maiores figuras desta edição do Giro, a volta a Itália em bicicleta. Os dois ciclistas aterraram esta segunda-feira, em Lisboa, e parece que ainda não perceberam a …

Autarca de Pedrógão Grande critica "péssima investigação" sobre reconstrução de casas

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande acusou o Ministério Público e a Polícia Judiciária de terem feito uma "péssima investigação" no processo sobre a reconstrução das casas, cujo julgamento se iniciou esta segunda-feira. "[As acusações] …

Novo Banco e TAP são "riscos não negligenciáveis" para o défice

A TAP e o Novo Banco podem ter um efeito orçamental maior que o estimado pelo Governo em 2021, constituindo "riscos não negligenciáveis" para o défice, segundo uma avaliação do Conselho das Finanças Públicas (CFP) …