Portugal é o país europeu com mais emigrantes

Um estudo do Observatório da Emigração revela que mais de 20% dos cidadãos portugueses residem no estrangeiro, com cerca de 110 mil novos emigrantes por ano. No total, são mais de dois milhões os portugueses que vivem fora de Portugal

O relatório, divulgado esta segunda-feira, revela que Portugal é, assim, o país da União Europeia com maior número de emigrantes em relação à população residente.

O documento estatístico, que analisa a tendência histórica da saída de portugueses para o estrangeiro, sublinha que a emigração portuguesa “nunca desapareceu, tendo crescido continuadamente desde a adesão de Portugal à União Europeia”, e acelerado desde que a economia nacional entrou em estagnação prolongada, no início do século.

A saída de portugueses do país tem sido uma constante desde a II Guerra Mundial, uma tendência que aumentou particularmente nos anos 60 – altura em que Paris se destacava como cidade “portuguesa” – e registou uma aceleração superior a 50% a partir de 2010.

Só nos anos de 2013 e 2014, o número de cidadãos que emigraram atingiu os 110 mil por ano, um número que não se registava desde 1973, antes do fim do Estado Novo.

O relatório nota que Portugal está “mais vulnerável aos efeitos da atual grande vaga de emigração, até porque não se vislumbra no horizonte qualquer movimento de regresso em grande escala equivalente” aos retornados de África que voltaram ao país em meados dos anos 70, depois da independência do Ultramar e das nacionalizações que se seguiram nas ex-colónias portuguesas.

O relatório do Observatório da Emigração, que apresenta pela primeira vez uma exploração dos dados dos censos sobre a emigração portuguesa nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) realizados em 2001 e 2011, revela que Portugal é o país da União Europeia com mais emigrantes em proporção da população residente.

Reino Unido e França

O destino preferido dos portugueses nos últimos anos tem sido o Reino Unido (30 mil emigrantes em 2013, 31 mil em 2014), seguido da Suíça (20 mil em 2013), França (18 mil em 2012) e Alemanha (10 mil em 2014).

Fora da Europa, os destinos são Angola (5 mil em 2014), seguindo-se Moçambique (quatro mil no mesmo ano) e o Brasil (dois mil).

França, porém, tem-se mantido como o local onde vivem mais portugueses – 592.281 em 2011.

O Observatório aponta que continuam a predominar “os indivíduos com baixas e muito baixas qualificações”, embora seja de notar “um crescimento significativo da proporção dos mais qualificados“: a percentagem de portugueses com Ensino Superior completo que residem nos países da OCDE quase duplicou entre 2001 e 2011, passando de 6% para 11%.

No Reino Unido, por exemplo, a percentagem de emigrantes com mais de 15 anos na posse de um diploma do Ensino Superior era, em 2011, 28%. Por outro lado, em Espanha e Luxemburgo, o número de portugueses residentes com apenas o Ensino Básico rondava os 74%, no mesmo ano.

No que toca às remessas, o Observatório da Emigração conclui que estas acompanharam a evolução da emigração, “embora com menor intensidade”.

Em 2014, estas atingiram os 3.057.277 euros, ou seja, cerca de 1,8% do PIB desse ano. França e Suíça, onde vive a maior parte dos portugueses emigrados, originaram mais de metade das remessas de 2014 – 29% e 26%, respetivamente. A seguir a França e Suíça, Angola foi o país de onde veio maior parte do dinheiro (8%).

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Nem um carro consegue esmagar este besouro indestrutível

O diabólico besouro de ferro tem um dos mais resistentes exoesqueletos naturais. A forma como este animal consegue sobreviver pode inspirar o desenvolvimento de novos materiais com a mesma dureza. Engenheiros da Universidade da Califórnia e …

OSIRIS-REx recolheu demasiadas amostras do Bennu (e está a perder parte delas)

A NASA revelou que a sonda OSIRIS-REx conseguiu recolher uma grande amostra de partículas do asteróide Bennu - tanto material que fez com que a tampa do compartimento não fechasse corretamente. Na semana passada, a sonda …

Cientistas captam atmosfera de um extraordinário exoplaneta que não deveria existir

Uma equipa de cientistas da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, captou a atmosfera de um exoplaneta "que não deveria existir" ao analisar dados do telescópio TESS da agência espacial norte-americana (NASA). O planeta em causa …

Refrigerantes light causam o mesmo risco de doenças cardíacas que bebidas normais

Um novo estudo da Universidade Sorbonne, em Paris, descobriu que bebidas adoçadas artificialmente - como as light, diet e zero - podem ser tão prejudiciais para o coração quanto os refrigerantes normais. Os investigadores, que acompanharam …

“Monstro patológico”. Documento revela que Henrique VIII planeou decapitação de Ana Bolena

Uma equipa de investigadores encontrou um livro que contém instruções específicas do rei Henrique VIII que mostram que o monarca queria que a sua segunda esposa, Ana Bolena, fosse executada. Neste documento, o rei Henrique VIII …

Robô humanóide sem cabeça empilha e carrega caixas (e já está à venda)

A fabricante de robôs Agility construiu um robô humanóide bípede chamado Digit, que consegue carregar caixas e que está a ser vendido por 250 mil dólares. De acordo com o TechXplore, o robô Digit foi projetado …

Porto 2-0 Olympiacos | Chama do “dragão” trava gregos

O FC Porto venceu na noite desta terça-feira o Olympiacos por 2-0, numa partida relativa à segunda jornada do Grupo C da Liga dos Campeões, sob o olhar dos cerca de 3750 adeptos que se …

Antigos maias construíram filtros de água sofisticados (capazes de funcionar nos dias de hoje)

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Cincinnati (UC), os antigos maias da cidade de Tikal construíram sofisticados filtros de água através do uso de materiais naturais importados. Os investigadores da UC descobriram evidências de …

Como é que as pandemias acabam? A História sugere que as doenças vêm para ficar (durante milénios)

Uma combinação de esforços de saúde pública para conter e mitigar a pandemia veio ajudar a controlá-la. No entanto, epidemiologistas acreditam que as doenças infeciosas, como é o caso da covid-19, nunca desaparecem.  Ao longo dos …

ONG identifica entidades norte-americanas como "cúmplices" da destruição da Amazónia

Seis instituições financeiras norte-americanas são apontadas como "cúmplices" da destruição ambiental na Amazónia brasileira, assim como da violação dos direitos das comunidades indígenas da região, segundo um relatório de organizações não-governamentais (ONG). Um estudo elaborado pela …