/

Portugal “tomou a decisão correta” ao fechar-se para “responder à pandemia”, diz Von der Leyen

1

Johanna Geron / EPA Pool

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, considerou que se deve evitar fechar as fronteiras internas do Estados-membros, mas que devem ser diferenciadas as zonas desaconselhadas para viagens não essenciais.

“Demos um passo importante na última videoconferência do Conselho Europeu, quando decidimos que, como somos mais ou menos uma região epidemiológica, devemos diferenciar as zonas para onde os movimentos não essenciais devem ser desencorajados neste momento”, disse Von der Leyen em entrevista ao Público na segunda-feira.

A responsável saudou a decisão tomada por Portugal. “Estou impressionada com o Governo português, que penso que tomou a decisão correta ao promover o fecho do país durante um curto espaço de tempo para responder à pandemia”, afirmou.

A União Europeia, continuou, “deve fazer tudo o que for possível para evitar fechar as fronteiras internas, porque é importante que os fluxos de abastecimento e os movimentos dos trabalhadores transfronteiriços essenciais não sejam minimamente prejudicados”.

  Taísa Pagno //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.