Portugal é uma “bomba relógio à espera da revisão do rating”

Mário Cruz / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno, com o primeiro-ministro, António Costa, no Parlamento

O ministro das Finanças, Mário Centeno, com o primeiro-ministro, António Costa, no Parlamento

A possível descida do rating de Portugal na DBRS, no próximo mês de outubro, é uma “bomba relógio” prestes a rebentar de novo na sociedade portuguesa, diz esta sexta-feira site espanhol de notícias de economia El Economista.

Num artigo publicado esta sexta-feira, o El Economista considera que Portugal está à beira de causar um “novo episódio de crise” na Europa com a necessidade de sanear e capitalizar a Caixa Geral de Depósitos e a possível descida do rating do país na DBRS.

A CGD, que já tinha recebido 900 milhões de euros do Estado, vai agora receber um aumento adicional de capital, no valor de 2.700 milhões de euros – cerca de 4.000 milhões de euros, que representam 2,2% do PIB, nota a publicação.

“A economia portuguesa é das mais pequenas de Europa, o seu PIB não chega a 180.000 milhões de euros, e o sector bancário tem uma taxa de crédito em incumprimento que representa 2% do total do crédito em mora de toda a Europa”, realça o El Economista.

Este é “um novo episódio na história bancária dos nossos vizinhos“, refere o autor da análise, o economista e professor de finanças Miguel Ángel Alonso.

“A Europa impôs a Portugal a venda do Banif ao Santander, e o governo perdeu 3.000 milhões de euros – 1,7% do PIB”, recorda o economista.

“O Novo Banco, antigo Banco Espírito Santo, tem uma venda pendente que vai acarretar novamente perdas substanciais”, acrescenta.

O artigo, com o título “Portugal: exemplo de políticas populistas“, relembra que até 2011 Portugal tinha aumentado expressivamente a despesa pública, “o que é altamente criticável”, e  levou a uma enorme expansão da dívida pública, actualmente cifrada em 130% do PIB.

As perspectivas de evolução da economia portuguesa são alarmantes, nota a publicação, que recorda que há apenas uma agência de rating que mantém a nota de Portugal “acima de lixo”.

“As três principais agências de rating colocam a dívida portuguesa como lixo e há apenas uma agência de rating, a DBRS que mantém a sua nota: BBB”.

É apenas graças à DBRS que as emissões de dívida portuguesas podem ser adquiridas pelo BCE, realça o El Economista.

Segundo a publicação, os dados económicos colocam Espanha, Irlanda e Chipre na vanguarda do crescimento na Europa, enquanto a Grécia e Portugal ainda não estão a recuperar da crise de forma sustentada.

O artigo critica a actual política económica portuguesa, referindo “o aumento do salário mínimo, o aumento das pensões, a eliminação de impostos, o aumento acentuado dos apoios sociais”, e “medidas populistas com funcionários públicos” como responsáveis

Miguel Ángel Alonso junta a estas “nefastas medidas” os problemas com o sistema bancário, a queda das exportações e a possível revisão em baixa do rating da dívida, e não tem dúvidas no prognóstico: há “uma bomba-relógio prestes a rebentar outra vez na sociedade portuguesa”.

Esta não é a primeira vez que a analogia é usada para descrever as perspectivas de evolução da economia portuguesa.

Há cerca de um ano, também o conceituado analista financeiro britânico Matthew Lynn retratava Portugal como uma bomba-relógio à espera de rebentar.

Mas, teimosamente, o país (ainda) não explodiu.

AJB, ZAP

PARTILHAR

30 COMENTÁRIOS

  1. é este o estado a que nos conduziu o governo populista do Costa, depois do desastroso e verdadeiramente criminoso governo de Sócrates. E depois de o país endireitado a muito custo e a crescer com o governo de Passos. Infelizmente o povo português embarca facilmente num qualquer populismo de esquerda e assim nunca vamos deixar de estar na cauda da Europa.

  2. Não rebentou! mas vai rebentar. Graças ao benemérito pm António Costa. Se o País ou economia estava mal, ainda ficou pior graças às reposições de salários e ao aumento de benefícios sociais e outras coisas mais que o “”benfeitor”” António Costa prometeu e fez assim que se apanhou no poleiro. Muita asneira está a ser feita. Estão tão aflitos com falta de dinheiro, que até as igrejas vão pagar IMI.

  3. Para onde caminhamos? A Bíblia diz: “E [o rei do norte = Rússia desde a segunda metade do século XIX. (Daniel 11:27)] tornará para a sua terra com muitos bens [1945], e o seu coração será contra a santa aliança [a hostilidade em relação aos cristãos]; e vai agir [isso significa alta atividade no cenário internacional], e voltará para a sua terra [1991-1993. A dissolução da União Soviética e o Pacto de Varsóvia. As tropas russas retornaram a sua terra]. No tempo designado voltará [isso significa também a desintegração da União Europeia e da NATO].” (Daniel 11:28, 29a)

    • Essa é a sua interpretação da Bíblia. Outros verão essa “interpretação” de maneira completamente inversa. Use as suas próprias palavras e não distorça as dos outros (ou do Outro)

    • É o que dá ler a Bíblia com antolhos. Abundam as “interpretações” e distorções do que diz e inúmeras seitas, correntes, grupelhos e iluminados acham que conseguem ler mais que os outros e que a Bíblia tem a explicação para tudo o que se passou e o que ainda está para vir, o que é fantástico em si mesmo se pensarmos que se trata de um livro de muitos autores (mais que os geralmente atribuídos) e que foi escrito ao longo de muitos anos (muito mais tarde que o geralmente considerado), Apenas uma questão: que tem tudo isso a ver com a dívida e o PIB de Portugal?

  4. Pois, não percebo como um país pobre e devedor (o nosso país), no rescaldo de uma crise do Estado, repõe salários e mordomias à função pública, baixa o seu horário de trabalho, e simultaneamente aumenta o imposto dos combustíveis e cria condições para agravar severamente o IMI com base na exposição solar. É do tipo: toma lá, da cá. Deixem o dinheiro nos bolsos dos portugueses que eles sabem muito bem onde gastar o que ganham com o seu trabalho. A mim, como a muitos outros, ainda só me calhou despesa nesta “redistribuição”.

    • Toda a razão amigo. E quanto a alguns comentários acima acerca de Passos Coelho.. posso dizer como pessoa completamente apartidária que foi o melhor primeiro ministro para a situação em que estava-mos. Nem os proprios anviãos do PSD acreditavam que apos 4 anos com a troika ele ganharia as eleições. Gostava de ver o Dr. Mário Soares, que enfrentou o FMI há alguns anos atrás, que resolveu com uma descida do escudo em 30%, ou seja, empobreceu-nos a todos de uma só vez não mexendo no valor das remunerações, como teria pocedido se fosse governo com a troika. O que está mal no nosso país é a constituição e é a disparidade de regalias direitos e previlégios da função publica e das empresas publicas e ainda das parcerias publico-privadas que no fundo são a causa do défice. Também pergunto se o Banif ou o BES fossem bancos do estado se não os teriam salvo como a CGD. O estado não sabe gerir e o estado é pressionado pelos sindicatos que ainda por cima têm agora o poder de pressionar o governo nesta tal “geringonça” como muitos querem chamar e eu chamo “assalto ao poder”. Enquamto o estado for detentor dos serviços publicos basicos tambem os sindicatos têm o poder de parar um pais e os seus serviços basicos (transportes, educação, saude, etc.). Só não vê quem não quer ver.

  5. Costa? Qual Costa? Digam antes BE e PCP que é quem está a governar. Qual Costa?
    Isto vai ficar pior que a Argentina, ou ainda há dúvidas?

    • Há cerca de uma ano era “Passos? Qual Passos? Digam antes CDS que é quem está a governar. Qual Passos?
      Isto vai ficar pior que a Argentina, ou ainda há dúvidas?”

  6. Espetáculo! Tudo a destilar ódio à esquerda e ao governo.
    Devem ser dos que acreditam na famosa ” saída limpa” de Passos Coelho…É anedótico. Esta história da “saída limpa” faz lembrar aquelas criaturas porcas que varrem a casa mandando a lixarada para debaixo do tapete. O governo anterior foi igual. O caso do Banif ( só para citar um exemplo ) devia ter sido resolvido atempadamente mas, ao invés disso, foram adiando ( para não escangalhar a trafulhice do defice e expôr o falhanço da governação que foram fazendo ao longo de 4 anos ), claro que a “castanha” tinha que rebentar. Como o artigo refere, foi a própria UE que impôs a venda ao Santander ( que pela pressa foi quase dado) e que originou perdas de 3000 milhões, mas enfim isto interessa pouco…
    Quanto às agências de rating, sempre o disse noutros comentários, para mim, não valem nada, não são isentas, porque se limitam a ser a “cara” de interesses poderosos e obscuros, que brincam autenticamente com os Estados. É muito simples para estes individuos meterem um Estado à mingua, para depois os sugar até não poderem mais, comprando ao desbarato empresas publicas lucrativas.
    Gostaria de perguntar a este professor cromo espanhol se ele não tem gigantescos buracos lá no seu país que lhe ocupem a “sapiência” toda em vez de meter “gasolina” na fogueira e, por outro lado, como é que justifica a “ajuda” ( que foi um resgate disfarçado ) de 100 mil milhões que serviu apenas para tapar pequenos buracos. Quando a bronca estalar a sério com o sistema bancärio espanhol, com as problemáticas ” Cajas ” a dar o estoiro, vai ser o bom e o bonito, e depois veremos o que este cromo terá a dizer.
    Só para recordar, Espanha tem 101% do pib de divida, tem um desemprego que é só o maior da UE e tem um défice superior ao nosso tudo isto, pasme-se, com um governo de direita.

    • Passos e Cavaco Silva foram os piores PM e PR da história da democracia portuguesa. É a minha (e de muitos…) opinião. Ou melhor, corrijo, Passos ex-aequo com Santana Lopes, Durão Barroso e Cavaco enquanto PM. Sócrates também foi pauzinho, mas o top 3 é desses senhores.

      • Meu caro amigo
        Não tenha duvida absolutamente nenhuma do que escreveu. Apenas faria uma correcção que é sobre Cavaco Silva que, para mim, foi uma nódoa como Presidente deste País mas, sobretudo, como primeiro ministro. Vivemos num sistema “mais democrático” (sim, porque não vivemos numa democracia efectiva) há 42 anos. Este Cavaco esteve 10 anos como 1o ministro ( 8 dos quais com maioria absoluta, em que pode fazer o que entendeu) e mais 10 como Presidente. Não é inocente nos problemas que temos na sociedade, bem pelo contrário.
        Muita gente fala hoje do A. Costa ter sido oportunista relativamente ao Seguro. Concordo. Da mesma forma que concordo que este senhor destruiu o ” bloco central” , traindo os seus parceiros de coligação, com o propósito de subir ao poder e gozar dos frutos do trabalho de outros ( os fundos da, na altura, CEE, que comecavam a jorrar). Com as dezenas de milhões que foram entrando diáriamente neste País naquela altura, qualquer um faria um bom trabalho. Aquilo deu pra tudo. Pra fazer pontes e estradas com fartura, prós amigos pseudo agricultores e por aí fora. Vergonhoso! Os fundos não eram para isso!
        Um presidente não tem competências de legislar e governar, só tem competencias de supervisionar. Ora este senhor nem isso fez. Entreteve-se a criar novelas ( como aquela do Sócrates meter escutas em Belem que se comprovou ser uma aldrabice, criada exatamente por Belém). Ajudou a fazer a folha ao homem tal como tinha feito antes no governo do bloco central, pra meter lá os da sua côr. É comportamento que lhe está no sangue, está visto.
        Por ultimo Sócrates. Desculpe mas, para mim, foi dos melhores 1o ministros que tivemos. Todo este filme em torno dele quer dizer duas coisas: quiseram queimá-lo cá dentro e…lá fora. A história dirá!

        • Oh meu amigo… Até um ponto do seu comentário lá ia concordando… agora quando falou de sócrates ….???? por favor… Começou inteligente no seu comentário e acabou burro.
          Como ´e que alguem pode acreditar nisso ?
          Eu também pensei no primeiro ano ou dois (e SÓ esses) que José Socraes até era um bom primeiro ministro (e olhe que embora militante na juventude do PS 1975 hoje sou tão anti PS como anti BENFICA). Estava a gostar das medidas, da governação. Mas depois… a maquina… os boys e toda a escumalha do PS tomou conta da coisa. Esqueça o Socrates. Deveria estar preso ! A troika veio por causa dos ultimos 3 anos da governação dele.

          • Amigo Delfim

            Vou começar com um pensamento de Aristóteles, o filósofo:

            “O ignorante afirma
            O sábio duvida
            O sansato reflete”

            Sei que nesta história de Sócrates, sou dos poucos que o “defende”. Talvez por ser sensato, procurar refletir e não aceitar tudo o que me querem meter pela cabeça dentro.
            Defender este individúo não significa defender trafulhices, vigarices e tudo o mais que lhe imputam. O que significa é que prefiro esperar para ver o que realmente se passou e depois emitir um juizo. Como contribuinte não me agrada nada a ideia de andar a pagar para chulos, oportunistas, ladrões e por aí fora.
            É em nome dessa isenção, não me deixando levar por autênticas lavagens cerebrais que foram sendo feitas ao longo de meses a fio no “jornalixo Correio da Manhã” e outros orgãos de comunicação social, que procuro analizar o desenrolar dos acontecimentos.
            Há duas ordens de razão para eu procurar manter cabeça fria sobre isto.
            A primeira, tem que ver com o tratamento dado a esta questão. Será normal, em tantas “coisas suspeitas” que vêm a lume, apenas este ser o “ladrão” e alvo duma perseguição feroz e ininterrupta?
            E a segunda, porque razão não houve o mesmo tipo de postura face a casos como o “BPN”, “SUBMARINOS”, “BPP”, entre outros, que delapidaram o país numa escala de valores muito superior aos que são imputados a Sócrates? Porque razão houve toda uma “peixeirada” publica, seguida de prisão e humilhação que trespassou fronteiras com este e, com todos os outros casos, a coisa foi-se mantendo em “banho-maria”, sem grande alarido, com a esmagadora maioria dos envolvidos a escapar impunes a um escrutínio mais apertado? A Lei só recai sobre este? Então e os outros? Será normal ser acusado de “coisas ilicitas” e ao fim de 2 anos ainda não saber que coisas em concreto? Se as “provas” foram recolhidas e foi libertado porque razão não lhe são comunicadas as acusações concretas?
            Há muitas mais questões que a mim, sinceramente, me parecem pouco claras e, por isso, não embarco na tese do julgamento publico que já lhe fizeram. A história o dirá!

  7. Querem ver agora que a esquerdalha portuguesa vai fazer uma petição para deitar abaixo o jornal espanhol que publicou a notícia e a erradicação do jornalista responsável pelo artigo, ou então vão dizer que foi artigo encomendado pelo Passos Coelho.

  8. A esquerdalha não precisa fazer nada. O direitalha do espanholito vai cair de maduro quando estalar a bronca na Banca espanhola e depois… Bom depois engole o sapo!
    Já quanto a Passos Coelho… Não espantava nada, já que andou a meter veneno lá fora quando quiz ir pró poleirinho aqui há uns anos.

  9. É incrível como de todos os comentários o único iluminado é o POIS.
    Todos os outros vivem num mundo de sonhos e fábulas!

    Isto está mau, então o que se faz. Vamos gastar mais. Boa receita para o desastre.
    Isto não é o queremos, é o que o país consegue produzir. Podemos aumentar o salário mínimo para 1.000 euros. Aguentamos um ou dois meses (se tanto) e depois fechamos esta merda toda e vamos todos emigrar.

    É altura de ganharem juízo e acabaram com as teorias da conspiração e da cabala. Será que ainda não perceberam que no campeonato mundial de produtos nós só damos cartas em dois ou três setores? Nos outros estamos sempre muito longe do topo? Depois o que querem? Que o dinheiro abunde? Vive-se em função das possibilidades. Infelizmente há muitos que neste país querem viver (e/ou querem que o Estado viva) bem acima das suas possibilidades. Mais tarde, vem a fatura.

  10. Vcs precisam trabalhar e vender mercadoria p fora, dinheiro se multiplica através de fabricação e venda,,,,siga o exemplo da China,,,,vai querer reinventar a roda ?

  11. No meu primeiro comentário, referi que o governo PSD/PP, para mascarar resultados, ” vender” a ideia de “saída limpa”, foi mandando o “lixo para debaixo do tapete”, entre eles a resolução do problema BANIF ( citei apenas este caso, pois havia mais). “vivem num mundo de sonhos e fábulas” disse um comentador. Pois é, tenho novidades ( é fundamentalmente uma sugestão) para os que discordaram dessas minha afirmações. Peguem no comando dos televisores e vejam o comentário de Marques Mendes na SIC e…surpreendam-se.
    “O PSD/PP tem muitas culpas no cartório. São os principais responsáveis do que se passa no setor financeiro porque foram mandando o lixo para debaixo do tapete…”
    nem mais, em linha com o que eu disse no meu primeiro comentário, no qual até usei essa mesma expressão.
    Não me consta que Marques Mendes tenha mudado de partido, portanto o melhor mesmo é alguns aqui começarem a ver as coisas como elas são e não como as querem ver.

  12. Toda a razão amigo. E quanto a alguns comentários acima acerca de Passos Coelho.. posso dizer como pessoa completamente apartidária que foi o melhor primeiro ministro para a situação em que estava-mos. Nem os proprios anviãos do PSD acreditavam que apos 4 anos com a troika ele ganharia as eleições. Gostava de ver o Dr. Mário Soares, que enfrentou o FMI há alguns anos atrás, que resolveu com uma descida do escudo em 30%, ou seja, empobreceu-nos a todos de uma só vez não mexendo no valor das remunerações, como teria pocedido se fosse governo com a troika. O que está mal no nosso país é a constituição e é a disparidade de regalias direitos e previlégios da função publica e das empresas publicas e ainda das parcerias publico-privadas que no fundo são a causa do défice. Também pergunto se o Banif ou o BES fossem bancos do estado se não os teriam salvo como a CGD. O estado não sabe gerir e o estado é pressionado pelos sindicatos que ainda por cima têm agora o poder de pressionar o governo nesta tal “geringonça” como muitos querem chamar e eu chamo “assalto ao poder”. Enquamto o estado for detentor dos serviços publicos basicos tambem os sindicatos têm o poder de parar um pais e os seus serviços basicos (transportes, educação, saude, etc.). Só não vê quem não quer ver.

  13. Ainda não percebi porque os simpatizantes da esquerda culpam os da direita e vice-versa pelas tragedias que tem acontecido e acontecem diariamente. Acho piada alguns comentarios defendendo alguns politicos que levaram o pais a bancarrota como sendo o melhor que Portugal teve, haja paciencia para tanta asneira. Vejamos a tragedia da CGD ja todos sabemos no que vai dar a esquerda culpa a direita e a direita a esquerda. Nunca existiram culpados e a existirem ninguem fica a saber quem foram. Triste pais e povo que anda cego. Preparem-se para pagar mais 1.200.000.000 euros pela falencia da Ongoing bem hajam

  14. Há pessoas verdadeiramente imbecis!
    Eu não defendo ninguém. Defendo transparência, defendo regras iguais para situações iguais, defendo igualdade de critérios, defendo a justiça objectiva e não a “justiça” de jornais ordinários ou justiça popular.
    Irra, que gente estúpida phonix! Haja pachorra realmente.

  15. Como é que é possível a nossa Economia estar sempre de ano para ano!?

    Como é que os nossos Governantes uns após os outros conseguem fazer pior. É incrível, eu não percebo nada de política mas sou um jovem à procura de emprego e como muitos outros na minha situação digo que não está nada fácil.

    Isto hoje em dia só mesmo por padrinhos é que se vai a algum lado. Anda uma corja por aí que não é brincadeira : / .

    É com muita pena que vejo o futuro dos jovens e de todos os portugueses hipotecado.

  16. A classe política nao se preocupa em fomentar medidas de estabilidade e de fomento da produção económica. Em vez de medidas de produção decreta medidas de consumo e de patrocínio da clientela partidária. Exemplo o horário semanal do funcionalismo público foi reduzido para 35 horas quando em países ricos como a Alemanha o funcionário público trabalha 40 horas semanais. O governo investe no consumo e não na produção.

  17. E a verdade veio a superfície. O diabo ja espreita, a esquerda e os seus esbirros que aqui comentam estão com muita ansiedade , falam falam mas trabalhar é para os outros, O dinheiro acabou bem depressa, a rapidez de ajudar os amigos dos bancos acabou com o que pouco havia. Ora bolas ainda o costa pensava que o Passos de Coelho tinha resolvido a merda que o socrates fez. Muito tem vindo ao de cima nos últimos dias, a incapacidade deste governo de respeitar a constituição onde este é responsável pela segurança e bem estar das populações, os elogios pessoais e politico a indivíduos que roubaram um pais e deixaram 80% da população num resgate financeiro. Politicas de inexistentes de criação de empregos qualificados e bem remunerados, tirando os bois políticos. A mentira do défice que tira dos hospitais a capacidade de resposta. Soube dar o que não tem com o aumento dos impostos indirectos como o IMI o ISP entre outros impostos selos. Será gratificante ver em 2019 o PS ganhar as eleições com maioria e ver o PS a governar numa bancarrota com o Marcelo a assistir. O povo tem o que merece.

RESPONDER

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …