/

Portugal vai ter app para rastrear casos de covid-19 (mas tem de ser instalada por 60% dos utilizadores)

5

Nacho Gallego / EPA

A aplicação monitorCovid19.pt será de uso voluntário e permitirá aos utilizadores descobrir casos de contacto próximo com infetados pelo novo coronavírus. No entanto, para ser eficaz, a app tem de ser instalada por 60% dos utilizadores de smartphones.

A aplicação não exige que a Direção-Geral de Saúde (DGS) tenha acesso aos telemóveis dos portugueses para proceder ao rastreio. No entanto, para ser eficaz na deteção de novos casos, necessita de ser instalada por, pelo menos, 60% dos utilizadores de smartphones.

O projeto deu o pontapé de saída no final de março e é coordenado pelo Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC). A aplicação, atualmente em fase de testes, foi apresentada esta segunda-feira, durante uma visita ao Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), um dos parceiros do projeto.

Segundo o Público, na prática, se dois utilizadores tiverem a app instalada e se um deles vier a ser diagnosticado com covid-19 e autorizar um profissional de saúde a partilhar os dados gerados pela aplicação de forma anónima, o outro que esteve nas proximidades receberá uma mensagem de aviso. Contudo, nunca é divulgada a identidade dos utilizadores.

A app não irá guardar a localização dos utilizadores nem revelar a identidade das pessoas infetadas. No fundo, não são partilhados quaisquer dados pessoais, “o que afasta o receio fantasma da privacidade“, disse José Manuel Mendonça, presidente do INESC TEC ao diário.

De acordo com o Expresso, a app utilizará o bluetooth para rastreio de dados entre smartphones que tenham estado próximos nos últimos 14 dias.

A monitorCovid19.pt será de uso voluntário, gratuita e permitirá aos utilizadores descobrirem se tiveram em contacto com alguém confirmado como infetado com o novo coronavírus, através de informação pública e certificada pelas autoridades de saúde.

Esta ferramenta tecnológica tem como principal objetivo poupar tempo aos profissionais de saúde, uma vez que este método é muito mais rápido do que o sistema atual de perguntar às pessoas infetadas com quem estiveram e contactá-las diretamente por telefone.

Para já, não há data para que a aplicação fique disponível.

  ZAP //

5 Comments

  1. o meu nokia 3310 não dá…que pena 😉

    de mansinho vai-se passando a um Estado policial, ao mesmo tempo temos as virgens na AR a festejar o 25 de Abril….cambada de hipócritas cínicos.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.