Em mais de um ano de pandemia, Portugal registou apenas um caso de reinfeção por covid-19

Guillaume Horcajuelo / EPA

Quem já esteve infetado com covid-19 pode voltar a ficar doente? Esta é uma das perguntas que mais se tem feito ao longo de mais de um ano de pandemia. Segundo João Paulo Gomes, as reinfeções são “extremamente raras” e muito difíceis de confirmar.

O especialista do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), admite ao JN que, na maioria das situações, são suspeitas que se revelam ter sido causadas por um teste com resultado “falso positivo”.

Em Portugal, houve, em 14 meses de pandemia, apenas um caso confirmado e documentado, explica o investigador do INSA.

Para se considerar um caso de reinfeção, João Paulo Gomes alerta que “há uma série de premissas que têm de existir”, sendo que é assim necessário que os dois episódios aconteçam separados no tempo. Também é preciso ter acesso às duas amostras e é importante que essas amostras possuam uma carga viral razoável.

O investigador realça que na maioria dos casos suspeitos de reinfeção analisados pelo INSA, “a carga viral era tão baixa, que permite levantar a suspeita de falso positivo”. E, quando isso acontece, prevalece o pressuposto da comunidade científica de que “os eventos são raros e a maior parte das suspeitas não é fundada”.

No entanto, há também situações em que se pode estar perante um caso positivo verdadeiro, “mas não de uma infeção real”. Esta situação pode acontecer a quem já esteve infetado e, também, a quem já recebeu a vacina.

Nestes casos, o contacto com uma pessoa infetada com uma grande carga viral, pode, nos dias a seguir, levar a um teste positivo à covid-19, “porque o trato respiratório superior acabou por ser infetado”, adianta João Paulo Gomes. Contudo, se o teste for feito alguns dias depois, o resultado já deverá ser negativo.

“Uma pessoa fica positiva porque contactou com outra positiva. Mas não adoeceu, porque estava vacinado e o sistema imunitário debelou o vírus. Chamar reinfeção a isto é um bocadinho perigoso”, alerta.

Até agora, ainda não foi possível determinar quanto tempo dura a imunidade numa pessoa que esteve infetada por covid-19.

De acordo com o investigador do INSA, a resposta imunitária humana tem outra componente que é a imunidade celular, “que nada tem a ver com a produção de anticorpos”. Há estudos, revela, a concluírem que “a imunidade celular pode ir muito além do decaimento de anticorpos”, remata.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “Uma pessoa fica positiva porque contactou com outra positiva. Mas não adoeceu, porque estava vacinado e o sistema imunitário debelou o vírus. Chamar reinfeção a isto é um bocadinho perigoso”, alerta.

    Antigamente quem deu positivo e nao adoeceu era um assintomatico. Agora é um vacinado.

RESPONDER

Leite sem lactose em laboratório (e com a ajuda de membranas de óxido de grafeno)

As membranas de óxido de grafeno (uma forma oxidada do material) têm sido muito estudadas para a dessalinização da água e separação de corantes, mas as suas propriedades podem não ficar por aqui. Uma equipa de …

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …