Portugal 6 vs 0 Lituânia | Ronaldo e companhia destroem lituanos

Miguel A. Lopes / Lusa

Portugal goleou a Lituânia esta quinta-feira no Estádio Algarve, por 6-0, e está a uma vitória de garantir o apuramento para o Euro 2020, decisão que está marcada para o próximo domingo, quando a seleção lusa defrontar o Luxemburgo – pode até nem ser necessária a vitória, bastando para tal que consiga pelo menos o mesmo resultado que a Sérvia, que recebe a Ucrânia.

Num jogo em que Fernando Santos procedeu a várias alterações, Ricardo Pereira e Gonçalo Paciência foram duas das figuras da partida, mas foi Ronaldo, com mais um “hat-trick”, quem brilhou com maior intensidade, num jogo com quatro portugueses com mais de 8.0.

O jogo explicado em números

  • Início perfeito para Portugal. Aos seis minutos, Cristiano Ronaldo foi travado em falta por Saulius Mikoliunas na grande área da Lituânia e, na conversão, o capitão não falhou e fez o seu 97º golo pela formação das “quinas”. Ao segundo remate (ambos de CR7), o primeiro da partida.
  • Aos 14 minutos, Gonçalo Paciência – na sua segunda internacionalização, precisamente dois anos após a primeira, a 14 de Novembro de 2017, num amigável com os Estados Unidos – cabeceou para grande defesa de Ernestas Setkus, numa fase em que Portugal empurrava a Lituânia para a sua grande e adivinhava-se o segundo a qualquer momento. Aliás, ao primeiro quarto-de-hora, a turma lusa tinha 82% de posse de bola, cinco remates, dois com a melhor direcção, e 93% de eficácia de passe.
  • O segundo surgiu, então com naturalidade. Aos 22 minutos, Gonçalo Paciência serviu Cristiano Ronaldo que, sem marcação à esquerda, à entrada da grande área, arrancou um remate espectacular, sem hipótese para o guardião adversário. Nove remates, quatro enquadrados, dois golos, mas podiam ser mais.
  • A meia-hora chegou com jogo de sentido único. Portugal registava 76% de posse de bola, 11 remates (cinco enquadrados) contra um redondo zero ofensivo por parte dos lituanos, que não tinham qualquer remate, nenhuma acção com bola na área portuguesa e a posição média dos seus jogadores situava-se toda atrás da linha de meio-campo. Ao invés, nesse mesmo posicionamento médio, Portugal só tinha três nomes atrás da sua linha de meio-campo: Rúben Dias, José Fonte e, naturalmente, Rui Patrício.
  • O melhor rating nesta fase não podia deixar de pertencer a Ronaldo. O seu 8.3 reflectia dois golos em cinco remates, três deles enquadrados, um passe para finalização, mas também uma ocasião flagrante desperdiçada.
  • Intervalo Bom jogo de Portugal, na forma como dominou e anulou por completo a Lituânia, como atacou e criou muitos lances de perigo, com muita bola na área contrária – 16 cruzamentos de bola corrida só no primeiro tempo, dez remates na grande área num total de 16 -, tendo faltado a mesma competência na hora do último passe e de finalizar. Ainda assim, dois golos, ambos de Cristiano Ronaldo, e muitos outros que poderiam ter sido marcados. O melhor ao intervalo era o capitão da selecção. Ronaldo registava um GoalPoint Rating de 7.9 nesta fase, não só pelo bis, mas também pelos sete remates efectuados, três deles enquadrados, tendo ainda sofrido a falta da grande penalidade que deu o 1-0.
  • Reentrada igualmente positiva. Logo aos 52 minutos surgiu o 3-0, através de Pizzi, que desferiu um remate potente do lado direito da grande área, com a bola a ir à barra e ao poste antes de entrar. Três remates, um golo no segundo tempo. E aos 56, o 4-0. Bernardo Silva rematou fraco, Setkus não conseguiu segurar a bola e esta ficou à mercê de Gonçalo Paciência, que se estreou a marcar pela selecção com um golo fácil.
  • A segunda parte arriscava-se a ser a história dos golos, com Bernardo Silva a fazer o 5-0 aos 64 minutos. E Ronaldo chegou ao “hat-trick” no minuto seguinte. Uma goleada das antigas sustentada, na segunda parte, por um domínio avassalador, com 77% de posse de bola, nove remates, cinco enquadrados, 92% de eficácia de passe e uma facilidade tremenda para entrar na área contrária.
  • Por volta dos 70 minutos, sete jogadores lusos tinham pelo menos 7.0 nos ratings, com Ronaldo a arriscar a nota máxima – algo que não acontecia ainda porque somava duas ocasiões flagrantes desperdiçadas.
  • Portugal abrandou o ritmo após o sexto golo, embora não deixasse de criar perigo sempre que acelerava um pouco.Mas não travou o seu jogo o suficiente para prejudicar as suas estatísticas, fixando números na segunda parte muito semelhantes aos da primeira, melhorando até alguns detalhes, em especial na eficácia ofensiva.

O melhor em campo GoalPoint

Mais um extraordinário jogo de Cristiano Ronaldo pela selecção portuguesa. O capitão vinha sendo acusado de estar em má forma, e até de não driblar ninguém há três anos – é verdade, neste jogo de facto não driblou nenhum adversário… -, mas esteve irresistível nos outros momentos.

CR7 fez três golos e terminou com um GoalPoint Rating de 9.6, estando à beira da nota máxima. Não o conseguiu precisamente por ausência de dribles e, fundamentalmente, porque falhou duas ocasiões flagrantes de golo, senão a sua nota teria, certamente, rebentado a escala. Destaque ainda para os 13 remates que realizou – leu bem, só Ronaldo fez 13 dos 32 disparos de Portugal, tendo enquadrado cinco – e para os dois passes para finalização.

Jogadores em foco

  • Bernardo Silva 8.8 – Uma delícia ver Bernardo jogar, pela técnica, controlo de bola, qualidade no passe, inteligência e visão de jogo. Em 64 minutos, o jogador do City fez um golo, uma assistência, criou duas ocasiões flagrantes em cinco passes para finalização, completou duas de três tentativas de drible e registou uma impressionante eficácia de 94% no passe.
  • Gonçalo Paciência 8.5 – Regressou à selecção precisamente dois anos depois, estreou-se a titular e a marcar e realizou uma exibição de nível elevado, demonstrando maturidade, mobilidade, técnica individual e faro pela baliza, fazendo lembrar Domingos, o seu pai. Gonçalo fez nove remates – segundo valor mais alto -, enquadrou quatro, realizou uma assistência em dois passes para finalização e ganhou quatro de cinco duelos aéreos ofensivos. Está no melhor momento da carreira.
  • Ricardo Pereira 8.1 – Mais uma aposta de Fernando Santos para este jogo, e também ele com uma exibição irrepreensível. O lateral do Leicester fez uma assistência em dois passes para finalização, realizou cinco cruzamentos (um eficaz), completou 72 de 75 passes (95%) e teve sucesso em cinco de seis tentativas de drible.
  • Pizzi 7.7 – O primeiro jogador abaixo de 8.0. O médio do Benfica fez talvez a sua melhor exibição por Portugal, coroada com a obtenção de um golo. Para além disso, criou uma ocasião flagrante em cinco passes para finalização, teve incrível eficácia de 50% nos cruzamentos (4 em 8) e de 92% no passe e foi o jogador mais interventivo, com 123 acções com bola.
  • Rúben Neves 7.7 – O médio mais recuado de Portugal não teve grande trabalho defensivo, mas quando teve, foi intransponível, somando 13 recuperações de posse (máximo do jogo) e quatro intercepções. O jogador do Wolves contabilizou ainda 100 acções com bola, dois passes para finalização e completou 82 de 91 entregas.
  • Bruno Fernandes 7.3 – O médio leonino não quis deixar de participar na festa dos golos lusos, tendo registado a assistência para o tento de Pizzi. Bruno não enquadrou nenhum dos três remates que fez, mas teve 83% de passes certos e somou três desarmes.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Pico na primeira semana de fevereiro. Mesmo confinando, modelo prevê 1154 doentes em UCI

Portugal deverá ter 1.154 doentes internados em cuidados intensivos num pico na primeira semana de fevereiro, mesmo com um confinamento igual ao de março, avança um modelo da NOVA Information Management School. Portugal deverá duplicar o …

Biden assume leme dos EUA. Trump concede 140 perdões (e pede que se "reze" pelo sucessor)

Joe Biden assume esta quarta-feira o leme dos Estados Unidos. Porém, antes de sair, o Presidente cessante, Donald Trump, perdoou e comutou penas a mais de 140 pessoas. Nas horas finais da sua presidência, Donald Trump …

Ouvir música clássica enquanto faz exercício? A Ciência sugere que sim

Estudos sugerem que, ao contrário daquilo que pensa, ouvir música clássica enquanto se pratica exercício físico pode ajudá-lo no seu treino. Para muitas pessoas, uma parte essencial de qualquer regime de exercício é a música que …

“Não queiram fazer mistérios onde não existem”. UE encerrou caso do procurador europeu

A União Europeia (UE) deu por "encerrado" o caso do procurador europeu José Guerra e dos lapsos no seu currículo enviado pelo Governo. “A reunião dos membros do Conselho da UE decorreu na segunda-feira e …

Jack Ma reaparece após estar "desaparecido" quase três meses

O bilionário fundador do gigante do comércio eletrónico chinês Alibaba reapareceu, esta quarta-feira, numa reunião virtual com professores rurais, após meses de incerteza sobre o seu paradeiro. No vídeo, publicado no site do jornal chinês Tianmu …

Jesus voltou a testar negativo. Benfica confirma presença na Taça da Liga

O treinador do Benfica voltou a testar negativo ao novo coronavírus, num segundo teste realizado esta terça-feira, dia em que o clube anunciou ter 17 casos de infeção na sua estrutura profissional de futebol. "O Benfica …

Novas regras do confinamento entram em vigor esta quarta-feira (mas há exceções nos horários)

As novas medidas de restrição para travar a pandemia de covid-19 em Portugal entraram em vigor às 0h desta quarta-feira no âmbito do estado de emergência em vigor no país.  O primeiro-ministro anunciou esta segunda-feira que …

Ratos paraplégicos voltam a caminhar graças a proteína inovadora

Cientistas criaram e injetaram uma proteína no cérebro de ratos paraplégicos. Após um par de semanas, os ratos recuperaram a capacidade de caminhar. Não, não é milagre. Uma equipa de investigadores alemães conseguiu restaurar a capacidade …

Sporting vai apresentar queixa à Ordem dos Médicos do diretor clínico da Unilabs

O presidente do Sporting anunciou, esta terça-feira, a intenção de denunciar à Ordem dos Médicos o comportamento do diretor clínico da Unilabs, devido aos testes à covid-19 que impediram Nuno Mendes e Sporar de defrontar …

Matéria escura? Raios-X ao redor das "Magníficas 7" podem ser rastos de uma misteriosa partícula

Uma equipa de cientistas descobriu que os misteriosos raios-X detetados em estrelas de neutrões próximas podem ser a primeira evidência de axiões, partículas hipotéticas que podem ajudar a desvendar segredos sobre a matéria escura. Existem muitos …