Apenas 27,2% da população quer tomar a vacina contra a covid-19 assim que for possível

Hendrik Schmidt / EPA Pool

Dados da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), recolhidos em novembro, revelaram que a persiste a desconfiança face à nova vacina contra a covid-19 que chega a Portugal em janeiro, com apenas 27,2% da população quer tomá-la assim que for possível.

De acordo com o Expresso, que cita dados da ENSP, 7% do portugueses não querem tomar a vacina e 66% prefere esperar – 51,7% durante “algum tempo” e 14,1% “muito tempo”. Os idosos e as pes­soas de risco são as que mais querem tomar, enquanto as que não tomam habitualmente a vacina da gripe estão no lado oposto.

Na reunião de quinta-feira do Infarmed, a diretora da ENSP, Carla Nunes, explicou o que está em causa para haver desconfiança por parte dos portugueses. “É mesmo muito forte essa ligação. É transversal e funciona quase de forma independente de outras variáveis, como a idade das pessoas, o seu risco de ter complicações ou a escolaridade”, frisou.

“É preciso explicar às pessoas que não está a ser ultrapassada nenhuma das fases de aprovação”, explicou.

A vacina contra a covid-19, que deverá chegar a Portugal em janeiro, será universal, gratuita e facultativa. Portugal vai comprar mais de 22 milhões de doses de vacinas, no âmbito dos acordos entre seis farmacêuticas e a União Europeia, o que representa um custo de 200 milhões de euros. Estão previstas três fases para o plano de vacinação.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Se estivéssemos perante uma verdadeira pandemia sentida realmente perigosa por toda a gente e com contornos transparentes certamente que toda a gente desejaria tomar a vacina. Mas vemos que assim não é.
    O Covid cheira a negócio desde que apareceu e felizmente não infecta nem mata a maioria das pessoas.
    As máscaras e o estado de emergência parecem mais servir para alimentar o negócio das grandes empresas internacionais do mundo da saúde do que propriamente para conter o vírus.
    Entretanto pelo meio morrem milhares de pessoas por falta de assistência a outras doenças bem mais graves do que o Covid. Afinal o Covid é das doenças que menos mata.

    • Pois é, nos EUA, onde a malta menos se protegeu, já morreram 280.000 pessoas, só de covid. Coisa pouca. Em Portugal, e com montes de medidas de proteção, já morreram quase 5.000 e ainda não fez um ano. Tanto num lado como do outro destes extremos, existem muito mais mortes por outras doenças devido à pressão dos sistemas de saúde (e também ao medo das pessoas irem ao médico, certamente). É chato quando os números não batem com a nossa ideologia ou com aquilo que achamos ser a verdade, mas sinceramente não compreendo como é possível ignorar a realidade dos factos quando os mesmos são claros, escrutináveis e à vista de todos. Muito triste.

RESPONDER

Júlio Magalhães deixa Porto Canal

O jornalista Júlio Magalhães vai sair da direção do Porto Canal e abandonar a estação, segundo um comunicado da administração da empresa Avenida dos Aliados SA. Esta sexta-feira, o Conselho de Administração da Avenida dos Aliados …

Análise de ADN revela segredos dos gigantes lobos de "Game of Thrones"

O lobo pré-histórico retratado na série "Game of Thrones" é na verdade bem diferente daquele que existiu na realidade, revela uma recente análise de ADN. Graças à série de sucesso "Game of Thrones", o lobo pré-histórico …

Astrónomos descobrem que alguns planetas encolhem quando são bombardeados com a luz das suas estrelas

Uma equipa de astrónomos descobriu que uma classe intrigante de planetas do tamanho de Neptuno encolhe ao longo de milhares de milhões de anos. Após séculos de estudo dos planetas no nosso Sistema Solar, os astrónomos …

Resolvido "mistério azul" de Ceres, o planeta anão

Stefan Schröder, cientista planetário da agência espacial alemã DLR, liderou a equipa que resolveu o mistério da cor azul que envolve algumas áreas do planeta anão Ceres. Novas experiências realizadas em laboratório permitiram concluir que os …

FC Porto 1-1 SL Benfica | "Águia" deixa escapar clássico de duas faces

O grande “clássico” do Dragão, entre Porto e Benfica, deu em empate 1-1. Nenhuma das equipas conseguiu, assim, tirar partido do empate do Sporting em casa com o Rio Ave, mantendo-se tudo na mesma no …

Ao estilo de Black Mirror. Microsoft quer transformá-lo num chatbot depois de morrer

Podia ser um episódio de Black Mirror, mas é a vida real. A Microsoft quer "reencarnar" pessoas digitalmente através de chatbots, para que, no futuro, seja possível conversar com pessoas que já morreram através de …

O segredo das "nadadoras mais eficientes do mundo" foi finalmente descoberto

As medusas são "as nadadoras mais eficientes do mundo" e cientistas norte-americanos descobriram, finalmente, o segredo.  Uma equipa de investigadores da Universidade do Sul da Flórida, em Tampa, descobriu que, à medida que as medusas apertam …

Homem que se sentou na cadeira de Pelosi partilhou nas redes sociais que estava "preparado para uma morte violenta"

Richard Barnett, o homem que foi fotografado a sentar-se na cadeira de Nancy Pelosi durante o ataque ao Capitólio, escreveu num post no Facebook que estava “preparado para uma morte violenta”. Segundo o The Independent, Barnett …

Investigadores desenvolvem robô com uma "forma primitiva de empatia"

Embora o desenvolvimento de sistemas de inteligência artificial com cognição avançada ainda esteja um pouco longe, investigadores da Universidade de Columbia conseguiram criar um robô com o que chamam de “teoria visual do comportamento”. Para que …

Sporting 1-1 Rio Ave | Vila-condenses "pescam" ponto em Alvalade

O Sporting não conseguiu melhor do que um empate a um golo na recepção desta sexta-feira ao Rio Ave, numa partida relativa à 14ª jornada da Liga NOS.  Pedro Gonçalves inaugurou o marcador ainda na primeira …