População ativa cresceu pela primeira vez em 10 anos

A população ativa em Portugal Continental cresceu 0,8% entre 2016 e 2017, o primeiro aumento desde 2008, enquanto os inativos decresceram 9,6%, revela um estudo divulgado nesta segunda-feira pelo Centro de Relações de Laborais.

De acordo com o sumário executivo do relatório sobre Emprego e Formação, o crescimento verificado foi mais significativo na população ativa feminina e no escalão etário dos 55 aos 64 anos – mais 6,2%.

A taxa de atividade portuguesa mantém-se em níveis superiores aos verificados na UE, mas nos escalões mais jovens registou um decréscimo sistemático desde 2008 (40,9%) até 2017 (34%), enquanto na UE estabilizou em torno dos 42%.

A população inativa tem vindo a decrescer e, em 2017, tinha menos 44 mil pessoas do que no ano anterior, sendo esta redução a primeira na última década.

Segundo o estudo do CRL, os inativos “disponíveis que não procuram emprego”, no Continente, eram cerca de 195 mil pessoas, ou seja, 5,6% do total dos inativos, número este que decresceu 9,6% entre 2016 e 2017.

O aumento da população ativa não compensou a diminuição da população inativa, mantendo-se a tendência anterior para a diminuição da população total residente no Continente em 2017, que foi de menos 0,2% face a 2016, em parte justificada pelo saldo migratório negativo, que corresponde a menos 8,3 mil indivíduos.

O estudo refere que o volume de emprego em 2017 atingiu o nível mais elevado dos últimos sete anos, ultrapassando o valor observado em 2011 em mais 10,7 mil pessoas.

Durante 2017, com mais 143 mil empregados, o emprego cresceu o triplo do aumento observado em 2016, mais 54 mil, tendo aumentado de forma semelhante para ambos os sexos.

Mas o crescimento do emprego não foi homogéneo entre os diferentes escalões etários, tendo-se verificado uma diminuição do emprego no escalão etário dos 35 aos 44 anos e uma variação positiva do emprego nos escalões mais jovens, dos 15 aos 34 anos, pela primeira vez na última década.

No período em análise, as qualificações da população empregada aumentaram, em média. A população empregada com o ensino secundário cresceu 6,4%, a população empregada com o ensino superior 3% e a população com o ensino básico 1,7%.

Em 2017, no Continente, 78% dos 3.756,4 mil trabalhadores por conta de outrem tinham contratos sem termo e 18,4% tinham contratos a termo.

Setores de emprego

Em termos setoriais, a população empregada na indústria, construção, energia e água (25,3% do total) cresceu mais (4,2%) do que a população empregada nos serviços (68,5% do total, com um crescimento de 3,8%), enquanto o emprego na agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca que representava 6,2% do emprego, registou um decréscimo de 5,4% face a 2016.

Os subsetores das Indústrias Transformadoras que revelaram um crescimento mais significativo em 2017 foram a fabricação de equipamento informático, equipamento para comunicação e produtos eletrónicos e óticos, fabricação de equipamentos elétricos, fabricação de máquinas e equipamentos (mais 10 mil pessoas), as indústrias metalúrgicas de base (mais 7,7 mil) e a Indústria têxtil (mais 7,3 mil pessoas).

No caso dos serviços, foram o alojamento, restauração e similares (mais 39,6 mil pessoas), as atividades administrativas e dos serviços de apoio (mais 14,9 mil pessoas) e os transportes e armazenagem (mais 13,9 mil).

O estudo destaca ainda o crescimento do emprego nas atividades de saúde humana e apoio social, que foi contínuo na última década, tendo aumentado em cerca de 120 mil pessoas entre 2008 e 2017.

A análise do CRL lembra que em 2017 estavam desempregadas 438 mil pessoas, o que representa um decréscimo de 19,3% (menos 104,7 mil pessoas) relativamente ao ano anterior.

O estudo refere dados do Instituto de Informática do Ministério do Trabalho para afirmar que em 2017 havia cerca de 171,3 mil beneficiários com prestações de desemprego.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Solução para Novo Banco pode não passar por um OE retificativo, diz João Leão

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, disse que a alternativa à anulação da transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não tem "necessariamente que passar" por um orçamento retificativo …

Plano de vacinação arranca em janeiro com três fases. 950 mil pessoas no primeiro grupo prioritário

Pessoas com mais de 50 anos com uma patologia frequente nos casos graves de covid-19, residentes e/ou internados em lares e profissionais de saúde integram o primeiro grupo prioritário para a administração da vacina de …

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …

Interpol alerta para ameaça do crime organizado ligado às vacinas. Falsificações podem ser fatais

A Interpol emitiu um alerta global aos perigos de burlas à volta da nova vacina para a covid-19. As falsificações podem ser lucrativas para os criminosos e fatais para quem as usar. A Interpol emitiu um …