Polónia proíbe qualquer referência ao comunismo no espaço público

Trevor Butcher / Flickr

Estátua de um trabalhador da siderurgia do período comunista no centro de Varsóvia, Polónia

Estátua de um trabalhador da siderurgia do período comunista no centro de Varsóvia, Polónia

O presidente da Polónia, Andrzej Duda, aprovou esta sexta-feira uma lei que proíbe qualquer referência ao comunismo ou a outro regime totalitário nos nomes das ruas ou instalações de espaços públicos.

Com a entrada em vigor da nova lei, as autoridades têm 12 meses para mudar o nome das ruas, praças e pontes que evoquem pessoas, organizações, eventos ou datas que simbolizem o totalitarismo.

Segundo os autores da lei, entre 1.200 e 1.400 locais da Polónia vão mudar de nome.

A lei proíbe a “propagação do comunismo ou outro sistema totalitário nas ruas, edifícios e instalações de utilidade pública” do país.

O texto da nova lei refere também que as referências ao regime vivido na Polónia entre 1944 e 1989, altura em que o país fazia parte do bloco soviético, também são proibidos.

A Polónia manteve um regime comunista pró-soviético desde o fim da II Guerra Mundial até ao fim da década de 1980, altura em que o movimento Solidariedade, do sindicalista Lech Walesa, venceu as eleições parlamentares no país e operou uma democratização do regime.

O país aderiu à Comunidade Europeia em 2004 e ao Espaço Schengen em 2007.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. O mesmo se devia aplicar em Portugal, nao percebo como mos dias em que vivemos o comunismo ainda saia a rua…gostava de ver um pais governado por um comunismo e o povo viva feliz

  2. Well done Poland. It was time to finish with all , I mean, names of cities, streets , public buildings , etc which refer to the inhuman system of comunism which prevail in Poland during so many years. Russia has always been an invader of an independent an proud country. So therefore I fully aprove the new law. Congratulations.

    • Bem apanhado, sim senhor. Aposto que o resto do macacal que pontua por aqui não percebeu… Desnazificação. Lol

  3. Com toda a justiça, por um lado foram vítimas e de que maneira do totalitarismo soviético onde o regime comunista matou milhões de seres humanos em nome do tão apregoado regime fascista-comunista que por todo o mundo onde foi imposto nada mais tem feito do que escravizar os povos impondo-lhes mesmo um só pensamento, por cá em nome de uma demagógica democracia continuam partidos de extrema-esquerda a sobreviver à sombra da mesma.

  4. Nunca compreendi como é que uma ideologia que ainda torturou e matou mais gente que o Nazismo é aceite na Assembleia da República !
    Não trouxeram nada de bom ou útil ao nosso país desde o 25 de Abril. Excepto a criação de problemas. E foram vários e muitos. Que muito trabalho deram a corrigir.
    Parabéns à Polónia !

  5. O melhor de tudo é ver os comunistas falando “Mas isso não seria totalitário”? Eu considero que seria uma medida de legítima defesa.

    É engraçado! Quando o comunista/socialista não está no poder, evoca os princípios de liberdade para falar sobre. Quando chega ao poder, acaba com a liberdade daqueles que querem falar contra.

    É legítima defesa!

  6. “Quando o comunista/socialista não está no poder, evoca os princípios de liberdade para falar sobre. Quando chega ao poder, acaba com a liberdade daqueles que querem falar contra.”
    Sim, claro, isso é tão verosímil como uma fábula do La Fontaine. Deve ser desde essa época que os animais começaram a falar e, no caso presente, também a escrever. Milagre de Fátima!

RESPONDER

Oposição israelita pedirá dissolução do parlamento e novas eleições

O líder da oposição israelita, Yair Lapid, anunciou na segunda-feira que apresentará na próxima semana uma iniciativa para dissolver o Knesset (parlamento) e convocar eleições, num contexto de tensão na coligação governamental, noticiou a agência …

PSD de Castelo Branco pede demissão da deputada do PS Hortense Martins

O PSD de Castelo Branco pediu esta segunda-feira a demissão da deputada socialista Hortense Martins, alegando que não tem condições para representar o distrito, depois de condenada a pagar o arquivamento de um processo onde …

Bruxelas anuncia sexto contrato para vacinas, desta vez com a Moderna

A presidente da Comissão Europeia anunciou, esta terça-feira, um novo contrato para assegurar vacinas contra a covid-19, desta feita com a norte-americana Moderna, que fornecerá até 160 milhões de doses. "Estou feliz por anunciar que aprovámos …

Shinzo Abe investigado por alegado uso ilegal de fundos para financiar eventos privados

Procuradores no Japão estão a investigar o gabinete pessoal do antigo primeiro-ministro Shinzo Abe pela alegada utilização ilegal de fundos para financiar eventos privados, para os quais foram convidados apoiantes do líder japonês entre 2013 …

Rússia anuncia eficácia de 95% da vacina Sputnik V

A Rússia anunciou, esta terça-feira, que sua vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, tem uma eficácia de 95%, segundo resultados preliminares. Em comunicado no site oficial da vacina russa, o Centro …

Emigrantes querem votar por correio nas presidenciais

O movimento de emigrantes "Também somos portugueses" pede a alteração urgente das leis eleitorais para que possam votar por correio, no mesmo dia em que Marcelo Rebelo de Sousa, atual Presidente da República, anuncia a …

"Um objectivo histórico". Efacec leva luz a todo o Ruanda

A Efacec instalou três sub-estações de alta tensão no Ruanda, contribuindo atingir "um objetivo histórico da República do Ruanda" com "a electrificação total do país em 2023". O projecto da empresa portuguesa está orçado em …

Portugal com mais 85 mortes e 3919 casos de covid-19. Número de internados nunca foi tão alto

Portugal regista, esta terça-feira, mais 85 mortes e 3919 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3919 novos casos, 2284 …

Vésperas de feriado sem confinamento obrigatório

Nos dias 30 de novembro e 07 de dezembro, que antecedem os dois feriados, não serão aplicadas as restrições de circulação definidas para os fins de semana e feriados, embora as escolas interrompam a atividade …

Eduardo Catroga: Foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar apoio do PCP e do BE

Eduardo Catroga, antigo ministro das Finanças de Cavaco Silva, defende que foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar o apoio do PCP e do Bloco de Esquerda, partidos "anti-tudo". O ex-ministro das Finanças …