Politécnicos ponderam adiar pagamento de propinas. Universidades dizem que a decisão é prematura

jaime.silva / Flickr

Instituto Politécnico de Tomar

Há institutos politécnicos que estão a prolongar o prazo de pagamento das propinas devido à pandemia da Covid-19. As universidades consideram que a decisão ainda é prematura.

De acordo com o Público, o Instituto Politécnico de Setúbal decidiu alargar o período de pagamento das propinas. Ainda não se sabe o prazo do adiamento, que poderá variar entre dois e três meses em função da evolução da situação causada pela Covid-19.

A propina de licenciatura tem um teto máximo de 871,52 euros anuais. O valor é parcelado, sendo o pagamento feito em três a nove prestações.

Segundo Pedro Dominguinhos, presidente do Instituto Politécnico de Setúbal e líder do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), a possibilidade de alargamento do prazo do pagamento das propinas “está a ser analisada” pelos restantes politécnicos no âmbito do CCISP.

Aliás, o responsável avançou que, na quarta-feira, a comissão permanente daquele organismo vai reunir-se para debater as medidas de apoio aos estudantes. “Todas as instituições estão a tomar medidas, tendo em conta a sua situação financeira e o conhecimento que têm dos seus alunos.”

O ministro Manuel Heitor também está preocupado com a situação, tendo enviado uma carta às associações académicas – para assinalar o Dia Nacional do Estudante, que se celebra esta terça-feira – garantindo que o pagamento das bolsas de ação social aos alunos carenciados “está garantido”.

O diário escreve que a perspetiva de um período de “eventuais novas dificuldades económicas para as famílias” faz antever a necessidade de usar os apoios sociais previstos na lei. O regulamento de bolsas de ação social em vigor permite aos alunos apresentar a candidatura a este apoio do Estado em qualquer momento do ano letivo.

O Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas também vai avaliar o impacto da pandemia, mas uma eventual mexida no pagamento das propinas não é, para o presidente do organismo, Fontainhas Fernandes, “uma prioridade neste momento”.

“Mais importante é garantir que as universidades estão mesmo a funcionar à distância e que responde aos alunos com menos possibilidade de acesso aos conteúdos digitais”, explicou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Imprimiram corais artificiais em 3D que podem salvar recifes

Uma equipa de cientistas inspirou-se na natureza para desenvolver estruturas em forma de coral, impressas em 3D, capazes de produzir grandes quantidades de algas microscópicas. Investigadoras da Universidade de Cambridge e da Universidade da Califórnia desenvolveram …

Avalanches submarinas prendem microplásticos no fundo do oceano

As avalanches de sedimentos submarinos transportam os microplásticos para o fundo do oceano e um projeto de colaboração entre as Universidades de Manchester, Utrecht e Durham e o Centro Nacional de Oceanografia acaba de revelar …

Aos 107 anos, Cornelia Ras conseguiu vencer a covid-19

Cornelia Ras, que contraiu o novo coronavírus em meados de março, pode ser a mulher mais velha do mundo a vencer a covid-19. Nunca se é velho demais para vencer o novo coronavírus e a holandesa …

Coreia do Norte pode estar a usar fábricas de fertilizantes para extrair urânio

Um novo estudo norte-americano mostra que a Coreia do Norte pode estar a utilizar fábricas de fertilizantes para produzir mais material nuclear, extraindo urânio de ácidos fosfóricos. Segundo noticiou o Newsweek, na opinião da investigadora Margaret …

Distância social de 1,5 metros é insuficiente para travar contágio

O estudo realizado por investigadores e engenheiros especializados em dinâmica de fluidos concluiu que a distância deve ser de, pelo menos, quatro metros. Um estudo divulgado esta quinta-feira alerta que a distância social de 1,5 metros …

Estados Unidos registam 9 desempregados por segundo

O desemprego está a atingir números preocupantes nos Estados Unidos: só na última semana, 6,6 milhões de pessoas declararam estar sem emprego para poder receber apoios, um número semelhante ao da semana anterior. De acordo com …

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …

Se recebeu uma chamada da Tunísia, não devolva. É fraude

Clientes de várias operadoras nacionais têm recebido, nas últimas semanas, um "anormal" volume de chamadas internacionais. As operadoras suspeitam de fraude. Segundo o Jornal de Notícias, várias pessoas têm recebido chamadas de u número internacional que …