/

EUA. Polícia usa gás pimenta para conseguir prender criança com distúrbio mental

Imagens de vídeo que mostram agentes da Polícia a usarem gás pimenta contra uma criança afro-americana de nove anos, na cidade de Rochester, Nova Iorque, estão a provocar uma nova vaga de indignação contra as forças de segurança.

Segundo o chefe adjunto da Polícia, Andre Anderson, a criança, cuja identidade não foi revelada, sofre de perturbações mentais, e aparentemente ameaçava querer matar a mãe e depois suicidar-se.

O caso ocorreu na sexta-feira, quando a Polícia foi chamada ao local onde se encontrava a menina, que resistiu à detenção quando foi algemada, tendo os agentes usado gás pimenta para a obrigar a entrar na viatura.

As imagens captadas pelos agentes de Rochester foram publicadas no domingo pela Polícia Municipal de Rochester, Estado de Nova Iorque. As forças de segurança defendem que tiveram de recorrer ao gás pimenta para “garantirem a segurança da própria rapariga”.

Apesar das explicações, a presidente da autarquia de Rochester, Lovely Warren, afro-americana, condenou o uso da força contra uma criança, prometendo um inquérito interno sobre as práticas policiais. “Eu tenho um filho de dez anos, é uma criança. É um bebé. Como mãe, este vídeo não é algo que se queira ver”, disse a autarca, em conferência de imprensa.

Trata-se da segunda vez em menos de um ano que a Polícia de Rochester é acusada de violência contra afro-americanos. Em março de 2020, Daniel Prude, que também sofria de perturbações mentais, morreu depois de ter sido alvo de agressões por parte de agentes.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE