Polícia egípcia usa redes sociais para prender e violar pessoas LGBTQ

No Egito, a polícia e a agência nacional de segurança estão alegadamente a tomar partido das redes sociais para prender pessoas LGBTQ, fazer falsas acusações e detê-las indefinidamente enquanto estas são sujeitas a abusos físicos, violações e negligência médica.

De acordo com a Newsweek, um novo relatório da organização não governamental internacional Human Rights Watch (HRW) inclui depoimentos de 15 pessoas presas entre 2017 e 2020 por acusações vagas, incluindo “libertinagem” e “prostituição”.

Em alguns casos, a polícia usa o Facebook, o WhatsApp e a rede social gay Grindr para marcar encontros com pessoas que suspeitam pertencer à comunidade LGBTQ. É neste encontros que as pessoas são detidas alegadamente sem fundamento. Várias pessoas detidas disseram que a polícia colocou imagens pornográficas nos seus telemóveis na tentativa de fazê-los parecer culpados de obscenidade.

As pessoas que prestaram depoimentos à HRW disseram ter sido mantidas em condições sanitárias deficientes e que, durante este tempo, eram insultadas e agredidas por agentes. Oito dos 15 detidos disseram ter sido submetidos a violência sexual e que lhes foram negados cuidados médicos.

Um deles confessa que a polícia algemou as suas mãos aos pés e deixou-o sozinho numa cela durante três dias, durante os quais defecou repetidamente nas suas próprias roupas. Salim, pseudónimo do jovem de 25 anos, argumenta que a polícia não lhe informou quais eram as acusações pelas quais estava detido.

A homossexualidade continua a ser um problema muito grave na sociedade egípcia. Muitos dos presos foram rejeitados pelas próprias famílias após a detenção, relata a Newsweek. Para piorar a situação, as oportunidades de emprego são escassas, impedindo que este membros da comunidade LGBTQ ganhem dinheiro suficiente para poderem abandonar o país.

Se as acusações do relatório da HRW forem verdadeiras, o Egito estaria a incorrer contra a sua própria Constituição. Adicionalmente, estas ações também violariam vários tratados internacionais de direitos humanos dos quais o Egito é um dos signatários.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os ativistas ocidentais estão demasiado distraídos para se preocuparem com a perseguição dos LGBT nos países muçulmanos.
    Aliás, a esquerda radical revela uma complacência quase infinita para com o Islão — doutrina que, paradoxalmente, está nos antípodas daquilo que a esquerda radical tradicionalmente defendeu

RESPONDER

Elefantes encontrados mortos numa reserva florestal. Envenenamento pode ser a causa

As autoridades estão a tentar perceber de que forma é que os 18 elefantes selvagens asiáticos morreram no nordeste da Índia. Os elefantes, que incluíam cinco filhotes, foram encontrados mortos na reserva florestal protegida de Kondali, …

"Máxima segurança". Porto de Lisboa com protocolo de segurança para receber cruzeiros

A administração do Porto de Lisboa assinalou este domingo o regresso do movimento de passageiros de cruzeiros a partir desta segunda-feira, com o levantamento das restrições ao desembarque de passageiros em viagens não essenciais, sublinhando …

”Terrível engano”. Programa do Governo para incentivar regresso dos emigrantes exclui as ilhas

O Programa Regressar, criado em 2019 pelo Governo da República para incentivar o regresso dos emigrantes ao país, descrimina os Açores e a Madeira. O Governo prolongou os apoios (que podem chegar aos 7679 euros por …

Relatório alerta que parte da produção de painéis solares depende da exploração de uigures

A região de Xinjiang, na China, evoluiu nas últimas duas décadas e tornou-se num importante centro de produção para muitas das empresas que fornecem ao mundo as peças necessárias para a construção de painéis solares. No …

Morreu a atriz brasileira Eva Wilma. Tinha 87 anos

A atriz de brasileira Eva Wilma morreu este sábado aos 87 anos no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde estava internada desde abril devido a um cancro de ovário. A artista tinha sido internada a …

Marcelo quer descentralizar poder para regionalizar bazuca europeia

Marcelo Rebelo de Sousa quer desconcentrar poderes do Estado central para as comissões de coordenação e desenvolvimento regio­nal (CCDR), já a pensar na execução dos milhões que vão chegar de Bruxelas. A perspetiva do Chefe de …

Humanos mudam os ecossistemas com fogo há quase 100 mil anos

Um novo estudo mostra que os humanos têm mudado o ambiente em que vivem recorrendo ao fogo há pelo menos 92 mil anos. Ao chegar a novas terras, os humanos usaram o fogo para as mudar …

Catarina Martins considera “absurda” proposta de reforma das Forças Armadas

A coordenadora do BE, Catarina Martins, considerou a proposta de reforma das Forças Armadas feita pelo Governo “absurda” e de “absoluta submissão à NATO”. “A proposta do Governo é absurda, é uma proposta que centraliza decisões, …

Egito abre fronteira com Gaza. EUA deixam aviso a Israel (e UE reúne de emergência)

O Egito abriu este sábado a fronteira terrestre com Gaza e enviou 10 ambulâncias para o enclave palestiniano para transportar para os hospitais egípcios palestinianos que ficaram feridos nos bombardeamentos israelitas, indicaram responsáveis médicos. Segundo o …

Cientistas identificam novo tipo de resposta ao stress desencadeada pela condução

Toda a gente conhece a sensação física de quando estamos num carro a acelerar. Mas poucos sabem o que isso pode estar a fazer ao nosso corpo. De acordo com o site Science Alert, cientistas investigaram …