Pirata informático diz que ajudou Enrique Peña Nieto a ganhar eleições no México

ABr

Enrique Peña Nieto, presidente do México

Enrique Peña Nieto, presidente do México

O pirata informático Andrés Sepúlveda alega ter ajudado o Presidente do México, Enrique Peña Nieto, a ganhar as eleições de 2012, e interveio em eleições de outros oito países, como Colômbia, Panamá e Venezuela.

“O meu trabalho era fazer ações de guerra suja e operações psicológicas, propaganda negra, rumores, enfim, toda a parte obscura da política que ninguém sabe que existe, mas que todos veem”, afirmou o hacker colombiano, numa extensa entrevista à revista norte-americana Bloomberg Businessweek.

Andrés Sepúlveda, de 31 anos, explica que ajudou a manipular as eleições de nove países da América Latina – Nicarágua, Panamá, Honduras, El Salvador, Colômbia, México, Costa Rica, Guatemala e Venezuela -, mediante o furto de dados, a instalação de malware (programas maliciosos) e através de burlas nas redes sociais.

Ideologicamente próximo da direita, o pirata informático afirmou ter passado oito anos a viajar no continente americano, contratado por vários candidatos e partidos políticos de nove países diferentes da América Latina para manipular a manipular as principais campanhas políticas.

Sepúlveda cumpre atualmente uma pena de dez anos de prisão na Colômbia por usar software malicioso, conspirar para praticar delitos, violação de dados e espionagem ligados às eleições do país em 2014.

Na entrevista, o hacker garante que o trabalho realizado para ajudar Peña Nieto a vencer as eleições foi, de longe, “o mais complexo” que fez.  e custou 600 mil dólares.

Sepúlveda, que disse ter sido contratado por partidários de Enrique Peña Nieto para garantir que teria vantagem nas primeiras sondagens da campanha presidencial, descreve que liderou uma equipa formada por seis hackers que furtaram estratégias de campanha, manipularam redes sociais para criar falso entusiasmo e instalaram spyware (programa informático de espionagem) nas sedes de campanha da oposição.

O Governo do México já negou a realização de ações de espionagem e manipulação de opinião pública nas redes sociais durante a campanha presidencial de 2012.

“Rejeitamos qualquer relação da equipa da campanha presidencial de 2012 com Andrés Sepúlveda”, defendeu o Governo mexicano num comunicado em que também se manifestou contra “o uso da informação e metodologia apresentadas pelo referido artigo”.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Entretenimento saudável". Santa Casa desvaloriza estudo sobre raspadinhas

O Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desvalorizou a investigação da Universidade do Minho que aponta para o vício das raspadinhas. Esta sexta-feira, um artigo científico publicado na The Lancet alertou para …

"Diga-lhe para ligar ao FBI". Autocarro com a cara do príncipe André circula em Londres

Um autocarro escolar, com a cara do príncipe André, andou a circular por Londres, esta sexta-feira, numa campanha da advogada Gloria Allred para pressionar o filho da Rainha a falar com o FBI. Esta sexta-feira, um autocarro …

Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no …

FC Porto recorre do castigo de um jogo à porta fechada

O FC Porto vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada, aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ofensa a um agente desportivo. "O FC Porto vai recorrer …

Moita Flores investigado por corrupção. Antigo PJ fala em "coincidência" com empréstimo aos filhos

Francisco Moita Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária e ex-presidente da Câmara de Santarém, está a ser investigado por suspeitas de corrupção. Há transferências de dinheiro de uma construtora para empresas a que esteve ligado …

SOS Animal vai constituir-se assistente no processo contra João Moura

A SOS Animal anunciou, esta sexta-feira, que se vai constituir assistente no processo criminal contra o cavaleiro tauromáquico detido, na quarta-feira, por suspeitas de maus-tratos a cães em Monforte, no distrito de Portalegre. Em comunicado, a SOS …

SMS de Rangel revelam teia de corrupção na Relação de Lisboa. Juiz Vaz das Neves tem empresa contra a lei

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, que foi constituído arguido na Operação Lex, tem uma empresa que se dedica à arbitragem extrajudicial de conflitos, o que constitui uma violação …

Presidente da PwC esteve em Lisboa para controlar danos do Luanda Leaks

O presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC) esteve em Lisboa, há duas semanas, para controlar os danos provocados pelo caso Luanda Leaks. Bob Moritz, presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC), esteve em Lisboa, há duas semanas, para perceber até …

CM Lisboa vai negociar avenças em parques para moradores da envolvente da Baixa

O presidente da Câmara de Lisboa afirmou, esta sexta-feira, que a autarquia irá tentar acordar com os operadores dos parques de estacionamento da envolvente da Zona de Emissões Reduzidas da Baixa-Chiado a criação de "avenças …

Caso Marega. PGR tinha brigada anti-racismo no jogo de Guimarães

A equipa do Ministério Público estava de serviço, no jogo entre V. Guimarães e FC Porto, quando o jogador maliano decidiu abandonar o campo na sequência de cânticos racistas. De acordo com o semanário Expresso, a …