Picasso encontrado na Roménia é, na verdade, um truque de publicidade

Luca Zennaro / EPA

‘Testa di Arlecchino II’ por Pablo Picasso

O quadro encontrado neste domingo na Roménia, que se acreditava ser o Tête d’Arlequin (Cabeça de Arlerquim) de Picasso, obra roubada em 2012 na Holanda, é, na verdade, uma cópia da tela, que foi utilizada por um grupo de teatro como parte de uma estratégia de publicidade. 

A confirmação foi dada pelos próprios autores do “truque” publicitário, noticia a agência de notícias EFE. Os escritores belgas, Yves Degryse e Bart Baele, do grupo de teatro Berlim, admitiram que estão por detrás deste plano que fazia parte da peça de teatro “Cópia Autêntica” – que estreou na cidade belga de Antuérpia na semana passada.

De acordo com os autores, que explicaram a estratégia em carta difundida pela emissora holandesa “NOS”, o objetivo era sensibilizar sobre o valor das peças originais na arte.

“Preparamos uma parte desta atuação em silêncio durante os últimos meses”, afirmaram os escritores belgas, que viajaram até à Romênia no passado dia 31 de outubro para enterrar a cópia da obra de Picasso, parte integrante da sua peça de teatro que versa sobre o falsificador holandês de arte Geert Jan Jansen.

Há duas semanas, os autores enviaram seis cartas anónimas com a localização da obra para várias pessoas, entre as quais a escritora romena Mira Feticu, que se deslocou desde da Holanda – onde vive oficialmente – até um povoado de Dobruja, na Roménia, para desenterrar o quadro e levá-lo até à embaixada holandesa em Bucareste.

Por sua vez, a representação diplomática holandesa entregou a obra falsa ao Ministério Público romeno, que emitiu uma nota neste fim de semana na qual comunicava que o original de Picasso – roubado em Roterdão em 2012 juntamente com outros quadros de Matisse, Meijer De Haan, Monet, Gauguin e Lucian Freud – poderia ter sido finalmente encontrado.

O antigo conservador da coleção museu holandês de que fazia a obra de Picasso desaparecida mostrou-se no entanto muito cético em relação à autenticidade do quadro encontrado.

“Conheço muito bem este trabalho de Picasso, tive-o seguramente à minha frente muito mais tempo do que os ladrões, e quando vejo as fotos do quadro que foi encontrado, duvido seriamente da sua autenticidade“, explicou o curador ao canal holandês NOS.

Durante buscas realizadas em 1994, a polícia encontrou numa propriedade do falsificador Jansen, na França, 1600 cópias de obras de grandes artistas como Picasso, Dalí e Matisse, produzidas pelo próprio. Segundo o grupo de teatro Berlim, atualmente, “ainda há alguns trabalhos deste falsificador em museus de todo o mundo que ninguém suspeita”.

“Que valor tem a verdade? Não é mais interessante poder acreditar por vezes numa mentira brilhantemente elaborada?”, questionaram ainda os escritores belgas.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …