Picasso encontrado na Roménia é, na verdade, um truque de publicidade

Luca Zennaro / EPA

‘Testa di Arlecchino II’ por Pablo Picasso

O quadro encontrado neste domingo na Roménia, que se acreditava ser o Tête d’Arlequin (Cabeça de Arlerquim) de Picasso, obra roubada em 2012 na Holanda, é, na verdade, uma cópia da tela, que foi utilizada por um grupo de teatro como parte de uma estratégia de publicidade. 

A confirmação foi dada pelos próprios autores do “truque” publicitário, noticia a agência de notícias EFE. Os escritores belgas, Yves Degryse e Bart Baele, do grupo de teatro Berlim, admitiram que estão por detrás deste plano que fazia parte da peça de teatro “Cópia Autêntica” – que estreou na cidade belga de Antuérpia na semana passada.

De acordo com os autores, que explicaram a estratégia em carta difundida pela emissora holandesa “NOS”, o objetivo era sensibilizar sobre o valor das peças originais na arte.

“Preparamos uma parte desta atuação em silêncio durante os últimos meses”, afirmaram os escritores belgas, que viajaram até à Romênia no passado dia 31 de outubro para enterrar a cópia da obra de Picasso, parte integrante da sua peça de teatro que versa sobre o falsificador holandês de arte Geert Jan Jansen.

Há duas semanas, os autores enviaram seis cartas anónimas com a localização da obra para várias pessoas, entre as quais a escritora romena Mira Feticu, que se deslocou desde da Holanda – onde vive oficialmente – até um povoado de Dobruja, na Roménia, para desenterrar o quadro e levá-lo até à embaixada holandesa em Bucareste.

Por sua vez, a representação diplomática holandesa entregou a obra falsa ao Ministério Público romeno, que emitiu uma nota neste fim de semana na qual comunicava que o original de Picasso – roubado em Roterdão em 2012 juntamente com outros quadros de Matisse, Meijer De Haan, Monet, Gauguin e Lucian Freud – poderia ter sido finalmente encontrado.

O antigo conservador da coleção museu holandês de que fazia a obra de Picasso desaparecida mostrou-se no entanto muito cético em relação à autenticidade do quadro encontrado.

“Conheço muito bem este trabalho de Picasso, tive-o seguramente à minha frente muito mais tempo do que os ladrões, e quando vejo as fotos do quadro que foi encontrado, duvido seriamente da sua autenticidade“, explicou o curador ao canal holandês NOS.

Durante buscas realizadas em 1994, a polícia encontrou numa propriedade do falsificador Jansen, na França, 1600 cópias de obras de grandes artistas como Picasso, Dalí e Matisse, produzidas pelo próprio. Segundo o grupo de teatro Berlim, atualmente, “ainda há alguns trabalhos deste falsificador em museus de todo o mundo que ninguém suspeita”.

“Que valor tem a verdade? Não é mais interessante poder acreditar por vezes numa mentira brilhantemente elaborada?”, questionaram ainda os escritores belgas.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Theresa May vence moção de censura

A primeira-ministra britânica venceu a votação por 200 votos contra 117 e continua na liderança do Partido Conservador e do governo. A moção foi apresentada por membros do seu próprio partido, insatisfeitos com o acordo …

Benfica vs AEK | Grimaldo de luxo no adeus à Champions

O Benfica fechou a sua participação no Grupo E da Liga dos Campeões com uma vitória, a segunda da temporada no adeus à prova, e frente ao mesmo adversário com que alcançara o primeiro triunfo, …

Uma tonelada de chocolate invadiu as ruas de uma cidade alemã

Um "rio" de chocolate invadiu as ruas de Werl, na Alemanha, nesta segunda-feira. Um tanque de uma fábrica local produtora de chocolate transbordou, derramando cerca de uma tonelada de chocolate nas ruas da cidade que …

Formações rochosas ancestrais destruídas no Utah. Vandalismo ou fraude?

Misteriosos vídeos apareceram recentemente na Internet que mostram formações rochosas antigas protegidas no deserto do Utah a ser destruídas com explosivos. Os vídeos levantam mais perguntas do que dão respostas. Num primeiro, vê-se um arco rochoso …

Bruno de Carvalho foi a personalidade portuguesa mais pesquisada no Google em 2018

O futebol liderou as pesquisas no Google em 2018. Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, foi a personalidade portuguesa mais pesquisada. Entretanto, a palavra mais pesquisada por portugueses foi "Mundial". Destituído da liderança do Sporting e …

McDonalds vai reduzir uso de antibióticos na produção da carne

A resistência aos antibióticos representa uma ameaça à saúde global e à segurança alimentar. Quanto mais antibióticos são dados ao gado, mais rapidamente as bactérias podem adaptar-se e tornar-se resistentes. Quando se trata de reduzir o …

Além de Amália e Eusébio, quem está afinal sepultado no Panteão Nacional?

Do fado de Amália Rodrigues ao espetáculo futebolístico de Eusébio, o Panteão Nacional é morada última de vários talentos nacionais, que marcaram a História de Portugal e levaram a imagem do país além fronteiras. Mas …

Espanha anuncia aumento do salário mínimo para 900 euros

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou a subida de 22% no salário mínimo - de 735,90 para 900 euros. Num discurso no parlamento espanhol, Pedro Sánchez sublinhou que a subida será de 22%, a maior desde …

Ex-advogado de Trump condenado a três anos de prisão

Michael Cohen, antigo advogado do Presidente norte-americano, foi esta quarta-feira condenado a três anos de prisão. Esta é a sentença mais pesada já atribuída nos processos saídos das investigações sobre as suspeitas de interferência da …

Demissão em bloco dos chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia

Os chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia, em Lisboa, consideram que houve "quebra do compromisso" feito pela instituição de contratar mais médicos. O anúncio, feito esta quarta-feira, refere que os médicos consideram que …