PGR confirma investigação à cedência de espaços do Mosteiro dos Jerónimos

Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian / Flickr

Mosteiro dos Jerónimos

Mosteiro dos Jerónimos

A Procuradoria-Geral da República (PGR) revelou hoje que se encontra em curso uma investigação à cedência de espaços no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, na sequência dos resultados de uma auditoria enviados pelo Ministério da Cultura.

Contactada pela agência Lusa, fonte do gabinete de comunicação da PGR confirmou a receção do relatório da auditoria, “o qual deu origem a um inquérito” do Ministério Público.

De acordo com a mesma fonte, o relatório da auditoria “encontra-se em investigação no DIAP, Departamento de Investigação e Ação Penal, de Lisboa, não tendo arguidos constituídos”.

Na sequência de uma auditoria interna realizada pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) a museus e monumentos, foram detetadas irregularidades, que motivaram o envio do respetivo relatório ao Ministério Público.

Depois de o Diário de Notícias ter avançado que alguns espaços do Mosteiro dos Jerónimos foram cedidos durante vários anos, sem realização de protocolo, a uma associação sem fins lucrativos, o Ministério da Cultura indicou que tinha havido uma auditoria e que o caso estava na competência do Ministério Público.

Logo a seguir, Os Verdes entregaram um requerimento na Assembleia da República a exigir explicações por parte do ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes.

De acordo com as notícias vindas a público, a suposta cedência de alguns espaços do monumento nacional, classificado como Património da Humanidade pela UNESCO, a DGPC não terá recebido “quaisquer quantias pela utilização”, afirmam os ecologistas.

No requerimento, Os Verdes apresentaram várias questões, nomeadamente se o Governo tinha conhecimento das situações referidas, e se considera que existiu uma situação de conflito de interesses, “uma vez que a ex-diretora do Mosteiro dos Jerónimos é também fundadora da World Monuments Fund (WMF), entidade que chegou a receber pagamentos pela realização de eventos no Mosteiro do Jerónimos”.

Pretendem ainda saber, desde 2014, ano em que entrou em vigor o despacho nº 8356/2014 (que aprova o Regulamento de Utilização de Espaços nos Serviços Dependentes e nos imóveis afetos à DGPC), quantas situações irregulares de cedência de espaços no Mosteiro dos Jerónimos se verificaram.

O partido ecologista fundamenta as suas questões em notícias publicadas em “vários órgãos de comunicação social”, segundo as quais, “pelo menos uma associação sem fins lucrativos terá explorado alguns espaços do Mosteiro dos Jerónimos, durante vários anos, sem que a DGPC tivesse recebido quaisquer quantias pela utilização dos espaços”.

Foi também noticiado, referem Os Verdes, que “algumas das entidades que utilizaram os espaços do Mosteiro dos Jerónimos para promover eventos terão pago mais à WMF, organização internacional sem fins lucrativos dedicada à recuperação de edifícios históricos, do que à DGPC”.

A ex-diretora do Mosteiro dos Jerónimos, Isabel Cruz de Almeida, que exerceu funções até ao início deste ano, é vice-presidente da WMF.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Com 13 anos, herdeira da Coroa de Espanha discursa pela primeira vez

O rei Filipe VI transmitiu esta sexta-feira à princesa Leonor o compromisso "pessoal e institucional" que possui como herdeira da Coroa na entrega dos Prémios Princesa de Astúrias 2019, cerimónia acompanhada no exterior por uma …

"El Mencho" quer ser o próximo "El Chapo" (e está a matar polícias para o conseguir)

"El Mencho", líder de um dos cartéis mais influentes do México, foi responsável pelo massacre de 14 polícias. O barão da droga quer ser o próximo "El Chapo". No México, Nemesio Oseguera Cervantes, conhecido como "El …

Marcelo promulga regime de acolhimento residencial para crianças e jovens em perigo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta sexta-feira o diploma governamental que estabelece o regime de execução do acolhimento residencial, medida de promoção dos direitos e de proteção das crianças e jovens …

Lenny Kravitz regressa a Lisboa para um concerto em 2020

Lenny Kravitz regressa a Portugal em 2020. O músico irá atuar na Altice Arena, em Lisboa, no dia 25 de julho do próximo ano. Este concerto faz parte da digressão "Here to Love", de apoio ao …

Conspirador condenado a pagar 450.000 dólares por negar massacre de Sandy Hook

Um tribunal de Wisconsin, nos Estados Unidos, condenou um conspirador a indemnizar o pai de uma das crianças que morreu no tiroteio de Sandy Hook, em 2012, com 450.000 dólares depois de este afirmar que …

Adepto do Nápoles acusado da morte de apoiante do Inter

  O adepto do Nápoles tem antecedentes criminais e, segundo a investigação, poderá estar ligado à camorra, uma organização criminosa italiana. Um adepto radical do Nápoles foi esta sexta-feira detido sob a acusação de homicídio de um …

As temperaturas no Qatar estão tão altas que já há ar condicionado nas ruas

As temperaturas no Qatar, um dos lugares mais quentes do planeta, aumentaram tanto que as autoridades estão a instalar equipamentos de ar condicionado no exterior dos edifícios, nas ruas e nos mercados. O país, onde as …

Quadro de Nicolas de Staël vendido em Paris por valor recorde de 20 milhões de euros

Um quadro do pintor francês, de origem russa, Nicolas de Staël, foi vendido por 20 milhões de euros, um recorde para o artista, num leilão que decorreu em Paris e que foi organizado pela casa …

Duterte encoraja polícia a “matar todos” os suspeitos de tráfico de droga

O presidente das Filipinas encorajou o novo chefe da polícia da cidade de Bacolod, no centro do país, a matar todos os suspeitos de tráfico de droga. “Tens permissão para matar todos”, disse esta quinta-feira Rodrigo …

Prisão preventiva para um dos 23 arguidos da Operação Rota do Cabo

A operação Rota do Cabo, que investiga uma rede criminosa de auxílio à imigração ilegal, contava com a participação de funcionários do Fisco, da Segurança Social e do SEF. Um dos 23 arguidos da operação Rota …