Petroleiro abandonado está prestes a explodir (e pode criar um dos maiores derrames do mundo)

Stringer / EPA

Um petroleiro abandonado com mais de um milhão de barris de petróleo a bordo encontra-se em risco de explodir na costa do Iémen, podendo causar um dos maiores derrames de crude da história, segundo a ONU.

Segundo a organização, os rebeldes Houthis, que controlam o terminal marítimo de Ras Isa do Mar Vermelho, onde o petroleiro se encontra ancorado, negaram novamente o acesso de uma equipa técnica da ONU ao navio.

Graças à acumulação de gases voláteis do petróleo a bordo e à corrosão causada pela água do mar, o navio poderá explodir num futuro próximo e libertar o conteúdo de mais de um milhão de barris de crude para o mar.

A ONU aponta, de acordo com a Visão, a falta de manutenção do petroleiro como a principal causa da possível catástrofe. Os especialistas consideram o navio uma “bomba relógio”, capaz de, a qualquer momento, desencadear uma “catástrofe ambiental”.

Russell Geekie, um porta-voz do Gabinete das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, contou ao The Independent que, relativamente à intervenção da ONU, “as autorizações ainda estão pendentes e a ser discutidas. A ONU está pronta para enviar uma equipa técnica assim que as autorizações necessárias forem emitidas”.

Mark Lowcock, secretário-geral-adjunto para Assuntos Humanitários das Nações Unidas já tinha dito ao Comité de Segurança da organização na passada quinta-feira que “a equipa de avaliação da ONU tinha planeado aceder ao petroleiro na semana que vem, mas as autorizações necessárias continuam pendentes por parte das autoridades (Houthi)”, apesar de terem sido os próprios a requisitar a ajuda das Nações Unidas.

Estima-se que os Houthis estejam a tentar negociar o acesso ao lucro do petróleo presente na embarcação antes de garantir acesso ao mesmo ou deixar que este seja rebocado para fora do território.

Os especialistas acreditam que o navio precisa de manutenção “urgente” e “constante” e que, para prevenir a catástrofe, devem ser injetados gases inertes nas câmaras de armazenamento do petróleo, de modo a parar a acumulação de gases voláteis.

Ian Ralby, um especialista em segurança marítima que fez parte da equipa que investigou a situação do petroleiro, acredita que o petroleiro não é revisto desde março de 2015, época em que se deu início a guerra civil no Iémen e o terminal marítimo fechou. O especialista relata ainda que, em abril, começaram a soltar-se pedaços do navio corroídos pela água do mar.

O navio encontra-se ligado ao oleoduto de Marib, que contém uns adicionais 1,14 milhões de barris de petróleo que também podem vir a ser afetados pela explosão, totalizando no derrame de mais de dois milhões de barris para o Mar Vermelho. Caso se dê a explosão do petroleiro, a mancha de petróleo resultante poderá estender-se por todo mar, afetando também as costas saudita, sudanesa e egípcia. Segundo Ralby, este derrame seria suficiente para “matar todos os corais do Mar Vermelho”.

O Iémen encontra-se em guerra civil desde 2015 e a, segundo o especialista em segurança marítima, uma intervenção prematura no território poderia abrandar o tráfego comercial marítimo vindo do canal de Bab al-Mandeb para o canal de Suez e causar “uma tragédia para a economia global”.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O Yemen está em guerra civil desde 2015. Porque é que eles não largam as armas e não fazem eleições? Depois os ocidentais é que são os maus e racistas.

  2. Com tanto crude derramado nos oceanos (quer em bruto, quer através dos plásticos) qualquer dia os navios podem andar simplesmente a água do mar e os peixe são auto-inflamáveis (já o tuga deixa de necessitar do grelhador e do carvão para a sardinhada…)
    Enfim, só mesmo levando na desportiva, porque, de facto, o homem é um bicho papão, qual gangrena que acabar por estragar isto tudo!

RESPONDER

PSP já apanhou mais de três mil pessoas a conduzir sem carta este ano

O número de pessoas detetadas a conduzir sem carta aumentou 22% nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. "De 1 de janeiro a 31 de julho de 2020, …

"Vacina deve ser um bem global de saúde pública". OMS critica "nacionalismo de vacinas"

A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o "nacionalismo de vacinas" para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo recuperar da pandemia. "O nacionalismo …

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …

Novo Banco tinha autorização de Bruxelas para financiar venda de imóveis

A DG Comp da Comissão Europeia autorizou o Novo Banco a conceder crédito aos compradores do imobiliário vendido pela instituição. Quando o Novo Banco foi constituído, o acordo assinado entre a Direção Geral da Concorrência europeia …