Dezenas de pessoas sem máscara em protesto de restaurante lisboeta que recusou confinar

(dr)

Imagens da manifestação no restaurante LAPO, em Lisboa.

Depois de ter recusado fechar durante o confinamento, o restaurante LAPO organizou um protesto à porta do espaço. Dezenas de manifestantes são vistos sem máscara.

Ao decretar o novo confinamento geral, o Governo impôs que os restaurantes fechassem portas e apenas operassem em regime take-away e delivery. No entanto, o restaurante LAPO, em Lisboa, recusou fechar, argumentando que as restrições eram “desproporcionais” e “barbaramente contraproducentes”.

“Na sequência da promulgação do Decreto-Lei n.º 6-A/2021, de 14 de Janeiro, e após uma avaliação dos factos presentes coerente com os nossos princípios morais e éticos, assim como com o espírito – e a letra – da Constituição da República Portuguesa, nós, António Guerreiro e Bruna Guerreiro, sócios-gerentes da empresa Atelier Lapo Lda., decidimos manter o restaurante Lapo aberto, invocando o artigo 21.º da Constituição da República Portuguesa – Direito de Resistência”, anunciou o casal que gere o espaço no primeiro dia do confinamento.

“Entendemos que os Direitos Humanos têm sido amplamente violados e que a Constituição da República Portuguesa tem sido espezinhada. Tal como ficou bem explícito no acordão N.º 1783/20.7T8PDL.L1-3 do Tribunal da Relação de Lisboa, datado de 11 de Novembro de 2020, o Estado não tem legitimidade, em circunstância alguma, para desprezar os direitos, as liberdades e as garantias dos cidadãos”, acrescentaram ainda.

Agora, esta quarta-feira, os proprietários organizaram uma manifestação, que foi promovida nas redes sociais. Nos vídeos partilhados, entretanto eliminados, é possível ver dezenas de pessoas à porta do restaurante, sem máscara, em protesto contra o encerramento do espaço. A PSP esteve presente no local.

De acordo com o Correio da Manhã, horas antes do protesto, os donos do LAPO tinham partilhado uma publicação intitulada “Como proceder no caso de fiscalização policial por não cumprimento do dever de recolhimento domiciliário”.

Os proprietários do restaurante decidiram, entretanto, encerrar temporariamente o espaço, apesar de argumentarem que não há qualquer prova que demonstre que os restaurantes são “focos de contágio”.

O Observador realça que os responsáveis pelo espaço incorrem numa multa de entre dois mil e 20 mil euros pela decisão de manterem o restaurante aberto durante o confinamento.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Escandaloso !!!!……….. Estes Énergumènes tem de ser devidamente identificados. Se futuramente recorrerem a assistência Médica por contaminação SARS cov 2. deveriam assumir todos os custos!…além de serem levados a Tribunal por porem en risco a Saúde Publica !………….Simplesmente inaceitável !

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …