Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos.

Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de 36 anos chamado Aditya Singh depois de este ter passado três meses a morar no Aeroporto Internacional O’Hare. Desde outubro, Singh contava com a gentileza de estranhos para lhe comprar comida, dormindo nos terminais e usando as várias casas de banho. Só depois de um funcionário do aeroporto pedir para ver a sua identidade é que percebeu a jogada.

Singh, no entanto, está longe de ser o primeiro a conseguir uma estadia prolongada. Há pessoas que conseguiram fixar residência em terminais por semanas, meses e às vezes anos. Curiosamente, porém, nem todos os que vivem num aeroporto fazem-no por vontade própria.

Aeroportos são como “mini cidades”. Têm locais de culto, policiamento, hotéis, bons restaurantes, lojas e transportes públicos, entre outras coisas.

É possível morar em aeroportos porque eles oferecem muitas das comodidades básicas necessárias para a sobrevivência: comida, água, casas de banho e abrigo. E embora as operações aeroportuárias não funcionem necessariamente 24/7, os terminais aeroportuários geralmente abrem muito cedo pela manhã e permanecem abertos até de madrugada.

Muitas das instalações são tão grandes que aqueles que estão decididos a ficar – como o homem em O’Hare – podem encontrar maneiras de evitar serem apanhados durante algum tempo.

Uma das maneiras de os aspirantes a residentes de aeroporto evitarem deteção é simplesmente misturarem-se com a multidão. Antes da pandemia, os aeroportos dos EUA recebiam entre 1,5 e 2,5 milhões de passageiros por dia.

Com a pandemia, os números caíram drasticamente para menos de 100.000 durante as primeiras semanas da crise na primavera de 2020. Notavelmente, o homem que morou em O’Hare por pouco mais de três meses chegou em meados de outubro de 2020 à medidas que os números de passageiros estavam a recuperar. Singh foi descoberto e apreendido apenas no final de janeiro de 2021.

A viver no limbo

Claro, nem todos aqueles que dormem num terminal necessariamente querem estar lá. Viaje bastante de avião e é provável que, num momento ou outro, você se encontre na categoria de residente involuntário de curto prazo no aeroporto.

Enquanto algumas pessoas podem reservar voos que as obriguem a pernoitar no aeroporto, outras ficam presas nos aeroportos por causa de ligações perdidas, voos cancelados ou mau tempo. Estas circunstâncias raramente resultam em mais de um ou dois dias de residência num aeroporto.

Depois, há aqueles que involuntariamente se encontram numa estadia prolongada e indefinida. Talvez o residente involuntário de longo prazo mais famoso em aeroportos tenha sido Mehran Karimi Nasseri, cuja história supostamente inspirou o filme “O Terminal”, com Tom Hanks.

Nasseri, um refugiado iraniano, estava a caminho de Inglaterra, via Bélgica e França, em 1988, quando perdeu os papéis que comprovavam a sua condição de refugiado. Sem os seus documentos, ele não poderia embarcar no seu avião para Inglaterra. Nem foi autorizado a deixar o aeroporto de Paris e entrar em França.

Assim, tornou-se uma batata quente internacional à medida que o seu caso se espalhava entre autoridades em Inglaterra, França e Bélgica. A certa altura, as autoridades francesas ofereceram-lhe permissão para residir em França, mas Nasseri recusou a oferta, alegadamente porque queria chegar ao seu destino original, Inglaterra.

Foi desta forma que ficou no aeroporto Charles de Gaulle durante quase 18 anos. Saiu apenas em 2006, quando o seu estado de saúde exigiu hospitalização.

Outros residentes de longo prazo de aeroportos incluem Edward Snowden, o denunciante da NSA, que passou mais de um mês num aeroporto russo em 2013 antes de receber asilo.

Há ainda a saga de Sanjay Shah, que viajou para Inglaterra em maio de 2004 com um passaporte de cidadão britânico no estrangeiro. No entanto, a sua entrada foi recusada quando ficou claro que ele pretendia imigrar para Inglaterra, não apenas ficar lá os poucos meses que o seu tipo de passaporte permitia.

Mandado de volta para o Quénia, Shah temia deixar o aeroporto, pois já tinha renunciado à cidadania queniana. Ele finalmente foi capaz de sair após uma residência no aeroporto de pouco mais de um ano, quando as autoridades britânicas lhe concederam cidadania total.

Mais recentemente, a pandemia criou novos residentes involuntários em aeroportos. Por exemplo, um estónio chamado Roman Trofimov chegou ao Aeroporto Internacional de Manila num voo de Banguecoque a 20 de março de 2020. No momento da sua chegada, as autoridades filipinas pararam de emitir vistos de entrada para limitar a disseminação da covid-19. Trofimov passou mais de 100 dias no aeroporto de Manila até que a embaixada da Estónia finalmente conseguisse um assento para ele num voo de repatriação.

Embora a maioria dos residentes involuntários de aeroportos anseie deixar as suas casas temporárias, alguns tentaram voluntariamente fazer do aeroporto a sua residência de longo prazo. Os principais aeroportos dos Estados Unidos e da Europa há muito funcionam – embora em grande parte informalmente – como refúgio para os sem-abrigo.

PARTILHAR

RESPONDER

Pedro Nuno quer tirar carros das estradas (e que viagens de avião com menos de 600 quilómetros desapareçam)

Esta segunda-feira, foi lançado o Plano Ferroviário Nacional (PFN) numa sessão pública organizada no LNEC-Laboratório Nacional de Engenharia Civil, que deverá estar concluído em março de 2022. Na apresentação, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, …

Estas formigas encolhem o cérebro para se tornarem rainhas

Cientistas descobriram que as formigas saltadoras indianas reduzem o tamanho do seu cérebro para terem a oportunidade de se tornarem rainhas (e que são capazes de reverter esta mudança quando é preciso). Há muito que …

O "fantasma" de Sócrates pairou no aniversário do PS, mas ninguém o mencionou

O secretário-geral do PS, António Costa, homenageou esta segunda-feira, dia do 48.º aniversário do partido, os primeiros 115 autarcas socialistas eleitos em 1976 e afirmou que os militantes do partido são mais importantes do que …

"Sem paralelo em qualquer outra experiência externa". Marcelo elogia reuniões no Infarmed

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considera que as reuniões do Infarmed, que juntam especialistas, líderes políticos e parceiros sociais, são realizadas “num quadro político e institucional sem paralelo em qualquer outra experiência …

Fotografia da NASA demonstra Teoria da Relatividade Geral de Einstein

O aglomerado Abell 2813 tem tanta massa que atua como uma lente gravitacional, fazendo com que a luz de galáxias distantes se curve à sua volta. A lente gravitacional acontece quando a massa de um objeto …

Astrónomos descobrem uma super-Terra perto de uma estrela gelada

Uma equipa de investigadores descobriu uma super-Terra a orbitar GJ 740, uma estrela anã fria localizada a cerca de 36 anos-luz do nosso planeta. Nos últimos anos, os cientistas têm levado a cabo uma busca exaustiva …

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …