Perdida há 130 anos, poderá ter sido encontrada a oitava maravilha do mundo

(dp) Wikimedia

Terraços Brancos da Nova Zelândia, por Charles Blomfield (1848–1926)

Terraços Brancos da Nova Zelândia, por Charles Blomfield (1848–1926)

Aquela que é considerada por muitos a “oitava maravilha do mundo”, os Terraços Rosa e Branco da Nova Zelândia, podem encontrar-se uns 15 metros abaixo do nível da terra, cobertos com cinzas vulcânicas.

Investigadores neozelandeses afirmam ter descoberto a localização exacta da mais conhecida maravilha perdida do hemisfério sul, de acordo com um artigo publicado no Journal of the Royal Society of New Zealand.

Os investigadores, Rexx Bunn e Sascha Nolden, basearam as suas conclusões em dados recolhidos no diário de Ferdinand von Hochstetter, um geólogo germano-austríaco que no século XIX tomou notas acerca da localização e aparência dos terraços naturais, antes de em 1886 o monumento natural ter sido aparentemente destruído pela erupção vulcânica do monte Tarawera, perto do lago Rotomahana.

“A nossa investigação baseia-se nos únicos dados disponíveis desta parte da Nova Zelândia, e por isso estamos convencidos de que podemos confiar na sua cartografia”, declarou Bunn Nolden ao jornal britânico The Guardian – segundo o qual Hochstetter era nesse tempo um reputado geólogo.

“Os terraços transformaram-se na atracção turística mais importante do hemisfério sul e do Império Britânico, e recebiam embarcações cheias de turistas oriundos do Reino Unido, da Europa e da América”, explica Bunn.

Segundo o cientista, durante mais de 100 anos não foi possível localizar os terraços porque o governo neozelandês da altura nunca se tinha preocupado em cartografá-los, pelo que se desconheciam a sua latitude e longitude.

Os Terraços Rosa e Branco estavam situados nas margens do lago Rotomahana, na ilha Norte, e atraíram muitos turistas durante a segunda metade do século XIX. Eram na realidade extraordinárias cascatas cor-de-rosa.

Rexx Bunn e Sascha Nolden, que receberam várias ofertas para formar uma equipe de investigação e explorar o lago Rotomahana, estão convencidos de que, apesar de se encontrarem por baixo das cinzas de um vulcão desde o século XIX, os terraços podem estar em bom estado.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O artigo não especifica qual a lista de maravilhas, porque há várias listas comummente aceites: 7 maravilhas do mundo antigo, 7 maravilhas do mundo moderno, 7 maravilhas da era medieval, 7 maravilhas naturais, etc. As três primeiras referem-se a obras construídas pelo homem. Ora, se a maravilha referida neste artigo é um “monumento natural” só poderia aparecer como a oitava maravilha natural. Sendo assim, apesar desta maravilha (perdida) ser a mais conhecida do hemisfério sul, felizmente há outras no mesmo hemisfério que ainda subsistem: cataratas do Iguaçu (Brasil), grande barreira de coral (Austrália) e cataratas Vitória (Zâmbia e Zimbábue). Ver link https://pt.wikipedia.org/wiki/Sete_maravilhas_do_mundo_moderno

RESPONDER

Cientista descobre espécie extinta de ganso através de uma pintura egípcia

Uma famosa pintura que estava originalmente no túmulo do príncipe egípcio Nefermaat levou um cientista a descobrir uma espécie de ganso já extinta. A cena "gansos de Meidum", originalmente pintada no túmulo do príncipe Nefermaat, encontra-se …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA, criou um algoritmo de Inteligência Artificial que pode provar que a realidade é, na verdade, uma simulação. O algoritmo …

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Em Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, no comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. A notícia …