Pedofilia na Igreja Católica tem sido “varrida para debaixo do tapete”

Catholic Church / Flickr

De acordo com um relatório de inquérito condenatório, a Igreja Católica tem deixado de lado o seu propósito moral de proteger crianças sexualmente abusadas, para priorizar a reputação dos seus membros que muitas das vezes são tidos como agressores.

O relatório sublinha que “a negligência da igreja com o bem-estar físico, emocional e espiritual de crianças e jovens em favor de proteger a sua reputação, está em conflito com a missão de amor e cuidado pelos inocentes e vulneráveis”.

Entre 1970 e 2015, a igreja recebeu mais de 900 denúncias que dizem respeito a mais de 3000 casos de abuso sexual infantil contra mais de 900 indivíduos, incluindo padres, monges e voluntários. Nesse período, foram iniciados 177 processos que resultaram em 133 condenações.

Segundo o relatório, o abuso sexual de crianças envolveu casos de “masturbação, sexo oral, penetração vaginal e anal”. Em certos momentos, diz o inquérito, estas práticas foram acompanhadas por “espancamentos sádicos motivados”, bem como por “comportamentos profundamente manipuladores por aqueles que se encontravam em posições de confiança”.

Um indivíduo, que revelou a sua história como forma de contributo para o documento, confessou que foi abusado durante quatro anos (entre os seus 11 e 15 anos de idade) centenas de vezes por um padre.

“Depois de cada violação, o jovem era obrigado a se confessar, e o padre em questão deixou claro que o lugar de sua irmã numa escola do convento local dependia de sua obediência”, acrescenta o relatório.

O relatório destaca que quando as denúncias foram feitas, a igreja invariavelmente falhou no apoio às vítimas e sobreviventes, mas tomou medidas para proteger os supostos perpetradores, transferindo-os para uma paróquia diferente. “O abuso sexual infantil”, diz o documento, “foi varrido para debaixo do tapete”.

O documento cita estudos nos Estados Unidos e na Austrália, onde se estima que 4% e 7% dos padres, respetivamente, executam este tipo de crimes.

Uma vítima que não se quis identificar referiu que “as conclusões do relatório do IICSA sobre a Igreja Católica, mais uma vez lançam luzes sobre as falhas da Igreja. Esta precisa de uma mudança sísmica na cultura. Se houver alguma esperança de mudança, isso exigirá uma renúncia ao poder de alguns membros e uma vontade de tratar as vítimas como seres humanos”.

O advogado David Enright, representou 20 vítimas de abusos sexuais e referiu que “a igreja teve muitas oportunidades de erradicar o abuso infantil e falhou. “O único curso de ação seguro é tirar a proteção das crianças das mãos da Igreja Católica e colocá-la nas mãos de outros profissionais​​”, remata em declarações ao The Guardian.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Transferência para o Wolves. Diogo Jota recorda palavras de Jorge Mendes: "Vês como eu tinha razão?"

Diogo Jota, atual avançado do Liverpool, recuou no tempo e enfatizou a importância de Jorge Mendes na progressão da sua carreira. O avançado internacional português, que se transferiu esta temporada para o Liverpool, trocou o Atlético …

Um total de 19.359 agregados pagaram adicional de solidariedade do IRS

Entre o Continente e as regiões autónomas dos Açores e da Madeira são 19.359 os agregados com rendimento coletável acima dos 80 mil euros e que, por esse motivo, foram chamados a pagar taxa adicional …

Resort Zmar

Imigrantes já começaram a ser retirados do Zmar (e os donos de casas podem ter de as desmontar)

Os primeiros imigrantes realojados no empreendimento turístico Zmar, em Odemira (Beja), já começaram a ser retirados do local, após a decisão do tribunal contra a requisição civil do Governo. E enquanto se pede a demissão …

Índia ultrapassa quatro mil mortos num só dia. Cuba vai imunizar população com vacinas nacionais

A Índia registou mais de quatro mil mortes associadas à covid-19 num só dia e o Brasil contabilizou 2.165 óbitos nas últimas 24 horas. Em contraste, Cuba vai começar a vacinar a população contra a …

Boris Johnson diz que não haverá novo referendo de independência na Escócia

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recusou hoje qualquer possibilidade de realizar um novo referendo de independência na Escócia, mesmo que o Partido Nacional Escocês (SNP) obtenha maioria absoluta no parlamento regional. “Acho que um referendo no …

Associação dos Árbitros apresenta queixa contra Benfica, Jesus, Grimaldo e Otamendi

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) apresentou uma queixa contra o Benfica, Jorge Jesus, Grimaldo e Otamendi, por causa das declarações proferidas após o jogo com o FC Porto. A notícia de que a …

Um milhão de pessoas já foram imunizadas. Faixa etária dos 50 anos começou a ser vacinada em alguns locais

Em alguns locais do país, já há pessoas na faixa etária dos 50 anos a receber a primeira dose da vacina contra a covid-19. Fonte da task force responsável pelo plano nacional de vacinação disse, este …

GNR inicia operação para dar segurança nas celebrações e peregrinação a Fátima

A GNR promove a partir de hoje uma operação de segurança em todo o território nacional, com maior incidência em Fátima e nas principais vias de acesso, para garantir segurança durante o deslocamento dos peregrinos …

UEFA anuncia sanções para nove dos 12 fundadores da Superliga. Real Madrid, Barcelona e Juventus denunciam "pressões e ameaças"

O Real Madrid, o Barcelona e a Juventus - os clubes fundadores da Superliga que ainda resistem - emitiram um comunicado conjunto em que reafirmam a necessidade da prova, assegurando que os clubes "receberam - …

Arqueólogos encontraram o enterro mais antigo de África. Era um menino de três anos

Uma equipa de investigadores revelou a sepultura de um menino encontrado em Panga ya Saidi, no Quénia. Esta descoberta, datada de 78 mil anos, é mais uma evidência sobre os primeiros comportamentos sociais complexos do …