Paulo Morais e Carvalho da Silva candidatos à Presidência

Ricardo Castelo / Lusa

Paulo Morais com apoiantes no famoso café Piolho, no Porto.

O professor universitário Paulo Morais e o ex-secretário-geral da CGTP Manuel Carvalho da Silva juntam-se à lista dos candidatos às eleições presidenciais de 2016, que já conta com Henrique Neto e Sampaio da Nóvoa.

Paulo Morais, professor universitário e antigo vice-presidente da Câmara Municipal do Porto, deu uma entrevista ao Correio da Manhã onde não deixa margem para dúvidas: “Sou candidato à Presidência da República“. Na entrevista, o candidato aponta como principais bandeiras eleitorais o combate à corrupção, transparência da vida política e pública e respeito pelos princípios constitucionais.

Outro ponto mencionando por Paulo Morais, que é também vice-presidente da associação Transparência e Dignidade, passa pela acumulação de cargos dos deputados no Parlamento, que são também funcionários de outras empresas, e acusa-os de utilizarem a informação privilegiada a que tem acesso no Parlamento para beneficiar os grupos económicos onde trabalham. “Os deputados estão no Parlamento não por lealdade ao povo que os elegeu”.

A candidatura será apresentada no sábado da próxima semana, dia 18, no emblemático café Piolho, no Porto. “Depois de uma longa refelexão entendi que essa era a melhor forma de intervir na política”, afirma Paulo Morais, que leciona estatística e matemática na Universidade Portucalense e foi o número dois de Rui Rio, entre 2002 e 2005. Tornou-se militante do PSD aos 16 anos, lugar que só deixou em 2013.

rtppt / Flickr

Ex-secretário geral da CGTP Carvalho da Silva

O ex-secretário geral da CGTP Carvalho da Silva

Carvalho da Silva teve as suas intenções reveladas pelo Jornal de Notícias, que garante que o ex-sindicalista já prepara a candidatura.

Um mês depois do ex-sindicalista ter admitido à Antena 1 a sua disponibilidade para entrar na corrida às Presidenciais, o JN noticia que já estarão a ser endereçados convites a algumas personalidades do seu círculo próximo para integrar a equipa que irá preparar a sua candidatura.

Com base em declarações de Carvalho da Silva, o JN noticia que “sem grandes pressas e sem obsessões, havia essa possibilidade e essa possibilidade mantém-se”, tal como tinha afirmado à Antena 1, sendo no entanto preciso “deixar pousar esta poeira que anda no ar, antes de iniciar qualquer percurso”.

Contudo, afirma também que “amigos e pessoas que são próximos de várias áreas políticas, que têm mostrado interesse nesse caminho, refletindo sobre o cenário político e socioeconómico do país”.

Manuel Carvalho da Silva, de 66 anos, é professor na Universidade Lusófona e foi durante 25 anos a cara da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional (CGTP). Antigo militante do Partido Comunista, desfiliou-se em 2012, pouco depois da sua saída da liderança da central sindical.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Legítimo mas folclóricos… Então o sindicalista! O mentor do sindicalismo mais reacionário da Europa. Ponto – CP, Metro, Carris, Lisnave, Setnave, Sorefame, Cimenteiras, Siderurgia nacional, Metalúrgica Nacional, TAP, CTT, etc.etc e anos a fio…

RESPONDER

Possível obra de Banksy surge na parede de uma famosa prisão. Pode representar Oscar Wilde

Um graffiti possivelmente pintado pelo famoso artista de rua Banksy apareceu durante a noite no lado de fora de uma parede da prisão de Reading, no Reino Unido. Na madrugada desta segunda-feira, a obra foi avistada …

Na tentativa de tirar a selfie perfeita com um elefante, indiano acaba morto pelo animal

No passado domingo, dia 28 de fevereiro, um homem de 21 anos morreu enquanto tentava tirar uma selfie com um elefante. O animal andou a pairar por zona residencial e anteriormente já tinha matado uma …

Milhares de professores vacinados antes de médicos. Presidente do México acusado de fazer política com a vacinação

Milhares de professores do ensino público que lecionam nas zonas mais rurais do México foram vacinados contra o novo coronavírus antes dos profissionais de saúde que combatem a pandemia na mesma região. De acordo com …

Passageiros com documentos e teste de covid-19 falsificados detetados pelo SEF

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, no domingo, no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, três cidadãos portadores de documentação falsa, dois dos quais na partida de um voo com destino à República da …

Coronadiktatur, Gesichtskondom, Fussgruss. Os alemães inventaram milhares de palavras novas sobre a pandemia

O confinamento de quase quatro meses na Alemanha não colocou restrições ao seu idioma de palavras multissilábicas. Os alemães inventaram mais de 1.200 novas palavras para descrever as regras e realidades da vida em tempo …

Ordem coordena vacinação de 4000 médicos "deixados para trás"

A Ordem dos Médicos vai vacinar cerca de quatro mil médicos que trabalham em hospitais e clínicas privadas e que, por algum motivo, não foram vacinados na altura devida. De acordo com um comunicado da ordem, …

A mais recente turbina eólica chama-se Wind Catcher e é portátil

Uma empresa dinamarquesa decidiu inovar e desenvolver uma turbina eólica portátil. O Wind Catcher é mais leve, mais poderoso e mais fácil de usar do que qualquer outro sistema de energia eólica no mercado. O Wind …

Spike Lee vai produzir série documental para o 20.º aniversário dos atentados de 11 de setembro

O realizador Spike Lee está a preparar uma série documental para estrear no 20.º aniversário dos atentados do 11 de Setembro, um "retrato sem precedentes" dos nova-iorquinos e da capacidade de recuperação depois da destruição …

Guru de investimentos, Warren Buffett, assume ter cometido um "erro"

O bilionário norte-americano Warren Buffett, considerado o "guru" dos mercados de investimento, assumiu ter cometido um erro quando adquiriu, em 2016, a Precision Castparts por 32,1 mil milhões de euros. Na carta que escreve anualmente para …

Governo "devolve" 59 milhões em TSU às empresas para compensar aumento do salário mínimo

O Governo vai "compensar" as empresas em aproximadamente 59,2 milhões de euros devido ao aumento do salário mínimo nacional, estimou o ECO, tendo por base os dados avançados pelo Executivo aos parceiros sociais. De acordo com …