Paulo Morais e Carvalho da Silva candidatos à Presidência

Ricardo Castelo / Lusa

Paulo Morais com apoiantes no famoso café Piolho, no Porto.

O professor universitário Paulo Morais e o ex-secretário-geral da CGTP Manuel Carvalho da Silva juntam-se à lista dos candidatos às eleições presidenciais de 2016, que já conta com Henrique Neto e Sampaio da Nóvoa.

Paulo Morais, professor universitário e antigo vice-presidente da Câmara Municipal do Porto, deu uma entrevista ao Correio da Manhã onde não deixa margem para dúvidas: “Sou candidato à Presidência da República“. Na entrevista, o candidato aponta como principais bandeiras eleitorais o combate à corrupção, transparência da vida política e pública e respeito pelos princípios constitucionais.

Outro ponto mencionando por Paulo Morais, que é também vice-presidente da associação Transparência e Dignidade, passa pela acumulação de cargos dos deputados no Parlamento, que são também funcionários de outras empresas, e acusa-os de utilizarem a informação privilegiada a que tem acesso no Parlamento para beneficiar os grupos económicos onde trabalham. “Os deputados estão no Parlamento não por lealdade ao povo que os elegeu”.

A candidatura será apresentada no sábado da próxima semana, dia 18, no emblemático café Piolho, no Porto. “Depois de uma longa refelexão entendi que essa era a melhor forma de intervir na política”, afirma Paulo Morais, que leciona estatística e matemática na Universidade Portucalense e foi o número dois de Rui Rio, entre 2002 e 2005. Tornou-se militante do PSD aos 16 anos, lugar que só deixou em 2013.

rtppt / Flickr

Ex-secretário geral da CGTP Carvalho da Silva

O ex-secretário geral da CGTP Carvalho da Silva

Carvalho da Silva teve as suas intenções reveladas pelo Jornal de Notícias, que garante que o ex-sindicalista já prepara a candidatura.

Um mês depois do ex-sindicalista ter admitido à Antena 1 a sua disponibilidade para entrar na corrida às Presidenciais, o JN noticia que já estarão a ser endereçados convites a algumas personalidades do seu círculo próximo para integrar a equipa que irá preparar a sua candidatura.

Com base em declarações de Carvalho da Silva, o JN noticia que “sem grandes pressas e sem obsessões, havia essa possibilidade e essa possibilidade mantém-se”, tal como tinha afirmado à Antena 1, sendo no entanto preciso “deixar pousar esta poeira que anda no ar, antes de iniciar qualquer percurso”.

Contudo, afirma também que “amigos e pessoas que são próximos de várias áreas políticas, que têm mostrado interesse nesse caminho, refletindo sobre o cenário político e socioeconómico do país”.

Manuel Carvalho da Silva, de 66 anos, é professor na Universidade Lusófona e foi durante 25 anos a cara da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional (CGTP). Antigo militante do Partido Comunista, desfiliou-se em 2012, pouco depois da sua saída da liderança da central sindical.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Legítimo mas folclóricos… Então o sindicalista! O mentor do sindicalismo mais reacionário da Europa. Ponto – CP, Metro, Carris, Lisnave, Setnave, Sorefame, Cimenteiras, Siderurgia nacional, Metalúrgica Nacional, TAP, CTT, etc.etc e anos a fio…

RESPONDER

PCP mantém festa do Avante! e pede calma às "almas mais inquietas"

O secretário-geral do PCP admitiu hoje que “não seria um drama”, devido à pandemia de covid-19, cancelar a festa do Avante, e garantiu que não é por dinheiro que os comunistas estão empenhados em realizá-la …

Futebol inglês aponta regresso para dia 17 de junho

A Liga inglesa de futebol, suspensa desde 13 de março devido à pandemia da covid-19, vai regressar em 17 de junho, com a realização de dois encontros em atraso, de acordo com BBC e Sky …

Estado investe 2.000 milhões na ferrovia, mas comboios vão circular à mesma velocidade

O investimento da Infraestruturas de Portugal deverá rondar os 2.000 milhões de euros, mas este montante servirá quase exclusivamente para eletrificação de linhas e substituição de sinalização. De acordo com a edição desta quinta-feira do jornal …

SBSR confirma Foals, Local Natives e Boy Pablo para a edição de 2021

Os Foals, os Local Natives e o músico Boy Pablo são os primeiros nomes reagendados para a 26.ª edição do Festival Super Bock Super Rock, remarcada para julho de 2021, foi hoje anunciado. O SBSR deveria …

Artistas com espetáculos cancelados recebem pelo menos 50%

O primeiro-ministro referendou, esta quarta-feira, a lei que regula a possibilidade de festivais e espetáculos no verão e que assegura apoio financeiro a artistas alvo de cancelamento ou reagendamento dos espetáculos por causa da pandemia. Este …

EUA anunciam fim da isenção de sanções no programa nuclear civil iraniano

Os Estados Unidos (EUA) anunciaram na quarta-feira o fim das derrogações que autorizaram até agora projetos relacionados com o programa nuclear civil iraniano, acordo internacional de 2015 do qual Washington se retirou. "Hoje, anuncio o fim …

Violência doméstica, droga, bairros problemáticos. Agentes da PSP obrigados a usar coletes anti-bala

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) decidiu tornar obrigatório o uso de coletes balísticos em oito tipos de situações. De acordo com o Jornal de Notícias, os agentes da PSP vão passar a …

Benfica e FC Porto estão entre os clubes europeus com maior valor comercial

O Benfica e o FC Porto estão em 24.º e 30.º, respetivamente, na lista dos 32 clubes de futebol europeus com maior valor comercial, que é liderada pelos espanhóis do Real Madrid. O Benfica (24.º) e …

Estados Unidos podem vir a acusar Cilia Flores, mulher de Maduro, por narcotráfico

Os Estados Unidos podem vir a acusar formalmente a mulher do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, por crimes de tráfico de droga e corrupção. A notícia foi avançada esta quarta-feira pela Reuters, que cita quatro fontes diferentes. …

PSD quer lay-off até final do ano e Estado menos "dorminhoco"

O PSD apresentou hoje um conjunto de 26 "ideias e sugestões" na área social, incluindo o prolongamento do 'lay-off' simplificado até ao final do ano, a reafetação de recursos na administração pública e um Estado …