Paulo Morais acusa Oliveira Martins de ter deixado passar as PPPs

Teresa Lamas Serra / Facebook

Paulo Morais, presidente da Associação Transparência e Integridade (ATI)

Paulo Morais, presidente da Associação Transparência e Integridade (ATI)

O candidato às presidenciais Paulo de Morais criticou esta segunda-feira o ex-presidente do Tribunal de Contas, lembrando a “postura permissiva” que a instituição teve perante os “ruinosos contratos de Parcerias Público-Privadas” celebrados durante o seu mandato.

Depois de na passada sexta-feira Guilherme d’Oliveira Martins ter pedido a exoneração do cargo de presidente do TdC, que exerceu nos últimos dez anos, o candidato às eleições presidenciais Paulo de Morais criticou esta segunda-feira fortemente a sua atuação.

Em comunicado enviado para à Lusa, Paulo de Morais lamentou que Guilherme d´Oliveira Martins tenha decidido “interromper o seu mandato num momento particularmente sensível da vida política portuguesa, quando cessam as suas funções o atual primeiro-ministro e em vésperas de eleições presidenciais”.

O candidato presidencial recordou que Oliveira Martins exerceu funções entre 2005 e 2015 – “justamente os do exercício dos governos de José Sócrates e de Pedro Passos Coelho“.

Foi perante “uma postura permissiva por parte do TdC que se celebraram dos mais ruinosos contratos de Parcerias Público-Privadas, com José Sócrates como 1.º ministro”, acrescenta o candidato.

“Foi também no decurso do seu mandato que se privatizaram, sem transparência de processos e mesmo sem controlo, as mais importantes empresas públicas: EDP, REN, ANA, EGF, CTT…”, diz Paulo de Morais.

O ex- vice-presidente da Câmara do Porto considerou ainda que estes processos de privatização “ficaram marcados por uma total promiscuidade entre interesses privados e gestão pública, não tendo o TdC, e em particular o seu Presidente, garantido, como lhe competia, a transparência de todos os processos de privatização”.

Depois das críticas, o anunciado candidato à Presidência da República defendeu que o próximo presidente do TdC deverá exercer o cargo “com total respeito pela legalidade e na defesa intransigente do interesse público” e que deve ser alguém reconhecido “pela sua isenção e seriedade”.

Paulo de Morais era também vice-presidente da Direção – Transparência e Integridade, Associação Cívica (TIAC), mas suspendeu o mandato em março para se candidatar à Presidência da República.

O programa de Paulo de Morais na corrida a Belém tem quatro linhas fundamentais: combate à corrupção, retomar um conjunto de princípios constitucionais que têm sido esquecidos, o combate pela transparência e o combate à mentira.

A cerca de quatro meses do final do mandato do atual Presidente da República, são já onze os candidatos que anunciaram a intenção de entrar na corrida a Belém, estando cinco outros em reflexão.

Ainda nenhuma candidatura foi formalizada junto do Tribunal Constitucional, o que pode acontecer até um mês antes das eleições e requer pelo menos 7.500 assinaturas de apoiantes.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …

Guardas da Revolução do Irão prometem vingar morte do general Soleimani

O chefe dos Guardas da Revolução, o exército ideológico do Irão, garantiu hoje que a morte do general Qassem Soleimani, alvo de um raide aéreo dos Estados Unidos, será vingada em “todos os seus implicados”. “Senhor …

"O mundo está no momento mais perigoso da história humana", diz Noam Chomsky

O professor norte-americano Noam Chomsky, conhecido como o pai da linguística moderna, advertiu que o mundo está no momento mais perigoso da história da humanidade devido à crise climática, à ameaça de guerra nuclear e …

Portugal com 849 novas infecções por covid-19. Há 20.722 casos activos

Portugal registou 849 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo-se a tendência de subida verificada nos dias anteriores. Mas o número de pacientes recuperados também não era tão alto desde Julho. O boletim da …

A Grândola Vila Morena abafou "a maior marcha alguma vez vista" do Chega

Com a Praça do Giraldo, em Évora, dividida por barreiras anti-motim, os participantes da concentração "Pela Liberdade" receberam os apoiantes do Chega de André Ventura ao som de "Grândola Vila Morena" e empunhando cravos vermelhos …

Pandemia assola Irão. EUA com mais 888 mortos. 19 países europeus bateram recorde de casos

Naquele que é o número mais elevado de casos diários desde abril, a Alemanha registou 2.297 novos contágios, 19 países europeus já ultrapassaram o recorde de casos do pico da pandemia. O Irão ultrapassou as …

Rangel "é um turista do carago". SMS atestam que Vieira usou Benfica em "benefício pessoal"

Luís Filipe Vieira é um dos acusados da Operação Lex, com o Ministério Público (MP) a alegar que o presidente do Benfica utilizou o clube em "benefício pessoal" para obter uma cunha do juiz Rui Rangel. O …