Ex-chefe da campanha de Trump acusado de tentar manipular testemunhas

(cv) ABC News

Paul Manafort, ex-diretor da campanha presidencial de Donald Trump

O procurador especial que investiga a alegada interferência russa nas eleições Presidenciais norte-americanas acusou o ex-chefe de campanha de Donald Trump de tentar manipular testemunhas.

Robert Mueller acusou, esta segunda-feira, Paul Manafort, ex-chefe da campanha de Donald Trump, de manipular testemunhas no caso contra si por crimes financeiros, pedindo ao juiz que revogasse o regime de prisão domiciliária.

Os procuradores que trabalham para Mueller asseguraram em documentos judiciais que Manafort tentou entrar em contacto com possíveis testemunhas do caso por telefone e através de um serviço de mensagens criptografadas.

Para os procuradores, estes contactos representam uma violação da liberdade condicional que foi concedida, depois de se entregar em outubro de 2017, pelo que pediram ao juiz a revogação da prisão domiciliária e que o mande para a cadeia até ao julgamento.

Nos documentos apresentados ao juiz, os procuradores relatam pelo menos um caso de uma testemunha que informou o FBI de que Manafort o contactou para discutir o seu testemunho.

Embora este processo seja produto da investigação de Mueller sobre a alegada interferência russa nas eleições Presidenciais, os crimes alegados contra si não estão relacionados com a sua atuação como diretor da campanha, entre junho e agosto de 2016.

Segundo a acusação, Manafort trabalhou entre 2006 e 2017 para Governos estrangeiros sem o comunicar ao Governo dos EUA, nem ao tesouro público, tal como dita a lei.

Manafort teve de renunciar ao cargo depois de ter sido descoberto pelas autoridades que tinha ocultado um pagamento de 12,7 milhões de dólares que recebeu por assessorar o deposto Presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovich.

No último domingo, Trump questionou o FBI por não ter sido informado de que estava a investigar Manafort. “Sendo uma das duas pessoas que podiam chegar a ser Presidente, porque é que o FBI ou o Departamento de Justiça não me disseram que estavam a investigar Paul Manafort em segredo? Deveriam ter-me dito“, afirmou.

O início do julgamento de Manafort, que se declarou inocente das acusações, está previsto para o dia 24 de julho, no estado da Virgínia.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …