Pastor que pediu a execução de todos os homossexuais é o primeiro cidadão banido da Irlanda

Youtube

Pastor Steven Anderson

O pastor cristão fundamentalista Steven Anderson, um norte-americano que nos últimos anos tem pedido a execução de todos os homossexuais, é a primeira pessoa a ser banida da Irlanda.

Segundo avançou o Raw Story na segunda-feira, Steven Anderson planeava pregar para uma congregação na Irlanda, a 26 de maio. Foi necessária apenas uma petição ‘online’ assinada por 14 mil – e criada pelo grupo cristão de mudança dos direitos dos homossexuais Changing Attitude Ireland -, para o Governo agir, reportou o Daily Beast. Esta é a primeira vez que o país usa os poderes de exclusão, introduzidos em 1999.

De acordo com o Independent, no domingo, quando soube das intenções do pastor fundamentalista, o ministro da Justiça da Irlanda, Charles Flanagan, assinou a ordem de exclusão, que tem efeitos imediatos.

“Eu assinei a ordem de exclusão sob os meus poderes executivos no interesse da política pública”, indicou Charles Flanagan ao Irish Times. A seção 4 do Ato de Imigração da Irlanda de 1999 permite que o ministro assine uma ordem de exclusão se “considerar necessário no interesse da segurança nacional ou da política pública”.

O Guardian noticiou que o pastor estava a programar dar um sermão para 150 seguidores, num local secreto em Dublin, sobre as consequências da legalização do aborto na Irlanda, que ocorreu no ano passado.

Steven Anderson, que fundou uma igreja batista fundamentalista independente no Arizona (EUA) em 2005 – designada Faithful World Baptist Churchtem estado no centro das controvérsias desde 2009, quando afirmou à sua congregação que orou todas as noites pela morte do então Presidente Barack Obama.

Citando passagens bíblicas, em 2014, propôs o assassinato de todos os homossexuais para “erradicar a SIDA” e, em 2016, elogiou o massacre de 49 pessoas num ataque a um clube noturno na Florida (EUA).

A Faithful World Baptist Church é listada como um “grupo de ódio” anti-LGBT pelo Southern Poverty Law Center (SPLC), uma organização americana de defesa legal sem fins lucrativos. No seu site, a igreja descreve a homossexualidade como “um pecado e uma abominação que Deus pune com a pena de morte”.

O Guardian indicou ainda que organizações judaicas nos EUA acusam o pastor de promover a negação do Holocausto. Num vídeo divulgado em 2015, argumentava que os judeus não foram queimados em fornos, mas morreram de fome e doenças nos campos de concentração nazi. Intitulado “Marching to Zion” (“A marchar para Sião”, em português), o vídeo refere uma teoria anti-semita de que os judeus mentiram sobre o Holocausto para criar o estado de Israel.

A decisão da Irlanda surgiu depois de a Holanda ter banido Steven Anderson, que planeava pregar no país a 23 de maio. Ao todo, foi banido de 30 países, incluindo os 28 da União Europeia e outros como a África do Sul, o Canadá, a Jamaica, o Botswana e o Malawi.

O defensor dos direitos dos homossexuais, Peter Tatchell, saudou a decisão do governo irlandês. “A sua glorificação do assassinato em massa cruza uma linha vermelha. É mais do que mero ódio. A Irlanda está certa em proibi-lo [de entrar]”, declarou.

TP, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Já há data para o lançamento do novo livro da saga A Guerra dos Tronos

A série terminou no passado fim-de-semana, mas o fenómeno de A Guerra dos Tronos continua a fervilhar. O autor da saga que inspirou a série, George R. R. Martin, revelou agora que o próximo livro …

Encontrada numa ilha remota do Japão garrafa com mensagem escrita em espanhol

Uma garrafa de vidro, que continha uma mensagem escrita em espanhol, foi encontrada recentemente numa praia na ilha de Minami Torishima, no Japão. A garrafa esteve à deriva no Oceano Pacífico mais de dez anos. A …

Emissões que estão a destruir camada de ozono vêm de duas províncias da China

A produção do clorofluorocarboneto (CFC) 11 foi proibida em todo o mundo em 2010. Mas, em 2018, verificou-se que a taxa de declínio do CFC tinha abrandado cerca de 50% desde 2012, o que significava …

O Japão fez um pedido ao mundo: Digam corretamente o nome do primeiro-ministro

Num momento em que se preparam uma série de eventos importantes no Japão, como a cimeira G20 e os Jogos Olímpicos de verão 2020, o ministro dos Negócios Estrangeiros japonês, Taro Kono, fez um pedido …

Ministério Público pede libertação do antigo líder da Juve Leo

O Ministério Público pediu esta sexta-feira a libertação de Fernando Mendes, antigo líder da claque do Sporting Juventude Leonina, justificando o pedido com o grave problema de saúde que enfrenta. Fernando Mendes foi detido a 7 …

Entender o que as pessoas mais temem pode ajudar a prevenir desastres naturais

Entender o que preocupa as pessoas é crucial para enfrentar perigos naturais e para a mitigação dos seus efeitos. Segundo uma análise avançada na quinta-feira, para evitar desastres, a população local, as autoridades municipais e …

Afinal, foi Banksy. Artista confirma autoria de mural em Veneza

O artista Banksy deixou a sua marca em Veneza ao pintar um mural sobre os migrantes no Mediterrâneo, uma certeza que chegou esta sexta-feira através do Instagram do artista, depois das suspeitas levantadas na semana …

"Engarrafamento" no Evereste. Já morreram cinco pessoas

Um norte-americano de 54 anos e uma mulher indiana morreram na quarta-feira na descida do monte Evereste, num dia que ficou marcado por um "engarrafamento" na montanha mais alta do mundo. O alpinista Nirmal Purja …

Se as europeias se disputassem nas redes sociais, ganharia o PAN

Se as eleições europeias, que se realizam no próximo domingo, fossem disputadas nas redes sociais, o Partido das Pessoas, Animais e Natureza, cuja lista é encabeçada por Francisco Guerreiro, teria fortes probabilidades de vencer. A …

Japão. Aplicação que protege as vítimas de assédio nos metros descarregada em número recorde

As mulheres no Japão estão a descarregar a aplicação Digi Police em número recorde. Trata-se de uma aplicação gratuita para 'smartphones', criada pela Polícia Metropolitana de Tóquio com o intuito de proteger as vítimas de …