Pastel de (bacalhau com) nata de Famalicão já é exportado

Pastel de (bacalhau com) nata (foto: facebook.com/pasteldebacalhaucomnata)

Pastel de (bacalhau com) nata (foto: facebook.com/pasteldebacalhaucomnata)

Concebido há três anos num restaurante de Famalicão por um jovem casal de cozinheiros, o pastel de (bacalhau com) nata já galgou fronteiras, sendo actualmente exportado para quatro países e “espreitando” mais três.

Os “pais da criança” são Renato e Dalila Cunha, que há quase oito anos decidiram transformar um antigo estábulo em Portela, Famalicão, num restaurante de cozinha portuguesa de autor.

O pastel de (bacalhau com) nata já é vendido no Brasil e no Luxemburgo, bem como nas cidades de Londres e Paris, havendo também já contactos para Alemanha, Bélgica e Suíça”, disse Renato Cunha, durante uma visita do presidente da Câmara de Famalicão àquele restaurante.

Marca registada do “Ferrugem“, o pastel é servido numa pequena caixa de pasteleiro dobrada à mão.

O formato é o mesmo de um pastel de nata, a estrutura é igualmente em massa folhada mas o recheio é um cremoso bacalhau com nata.

É uma das “entradas” mais originais do restaurante.

Passou a ser fabricado de uma forma industrial por uma empresa de bacalhau e, depois de conquistado o mercado nacional, começou este ano a ser exportado.

O Restaurante Ferrugem e os seus donos foram hoje apontados pelo presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, como exemplos de inovação, arrojo e empreendedorismo.

O autarca visitou aquele restaurante no âmbito do seu roteiro “Made in Famalicão“, que visa destacar os bons projetos empresariais do concelho.

Renato tem 38 anos e a mulher, Dalila, 40.

Ele estava ligado à formação profissional na área da informática e ela foi administrativa nas áreas das telecomunicações e do têxtil.

A paixão que ambos nutriam pela cozinha levou-os a abandonar aquelas ocupações e a abrirem o seu próprio restaurante, dedicado à cozinha portuguesa de autor.

“Cada prato tem uma linguagem diferente, há aqui todo um trabalho de fundo na roupagem”, refere Renato Cunha.

Atualmente, garante, o Ferrugem é considerado “um dos 10 melhores restaurantes portugueses”.

A subida do IVA de 13 para 23%, em 2012, abalou fortemente o negócio, tendo mesmo sido ponderado o encerramento do restaurante, mas este ano “há uma retoma”, com um crescimento que se situará entre os 35 e os 40%.

Dando trabalho a cinco pessoas, o restaurante vai este ano faturar mais de 200 mil euros.

A partir de janeiro, vai apostar também no jantar “por bilhete”.

“É quase um jantar de culto. O cliente tira o bilhete prévio, seja para ele seja para oferecer, e depois é surpreendido. Ninguém sabe de antemão o que vai comer”, explicou, acrescentando que o preço deverá variar entre os 150 e os 200 euros por pessoa.

A procura da inovação é, assim, “uma constante” no Ferrugem, apesar de o seu proprietário ser bastante mais “conservador” em termos de pratos preferidos: em primeiro lugar, o arroz de cabidela, depois o bacalhau “não importa a que moda” e a seguir “uma boa” feijoada.

/ Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há falta de sedativos em hospitais brasileiros. Médicos intubam doentes "conscientes"

Estão a surgir vários relatos de profissionais de saúde brasileiros forçados a intubar pacientes sem o auxílio de sedativos. No Brasil, de acordo com a Associated Press, há profissionais de saúde a intubar pacientes sem recurso …

Governo acusado de financiar queima de resíduos recicláveis com 50 milhões de euros

A associação ambientalista Zero acusa o Ministério do Ambiente de utilizar 50 milhões de euros do Fundo Ambiental para financiar a queima de resíduos recicláveis em Lisboa e Porto, indo contra a nova legislação sobre …

Zimbabué. Sem nacionalidade reconhecida, milhares de pessoas lutam de forma desigual por educação e saúde

Centenas de milhares de pessoas no Zimbabué foram marginalizadas e forçadas a lutar de forma desigual pelo acesso à educação, saúde e habitação, porque não têm nacionalidade reconhecida pelo país, acusou um relatório da Amnistia …

Nova Entidade para a Transparência volta a derrapar. Só arranca em 2023

A nova Entidade para a Transparência, o organismo para fiscalizar políticos e altos cargos públicos aprovado em 2019, só deverá arrancar em 2023. A previsão foi avançada por João Caupers, presidente do Tribunal Constitucional (TC), numa …

Bicicleta de Taremi vence prémio de Golo da Semana da Champions

O golo do avançado iraniano, marcado nos instantes finais do jogo contra o Chelsea, que ditou a eliminação do FC Porto da Liga dos Campeões, foi eleito o "Golo da Semana" na prova. "Este chuto espetacular …

Governo levanta suspensão de voos essenciais de e para Brasil e Reino Unido

O Governo levantou, esta sexta-feira, a suspensão de voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido, mas apenas para viagens essenciais.  Os voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido vão …

A Liga dos Campeões vai mudar: mais equipas e um formato inédito

O comité de competições da UEFA reuniu-se esta sexta-feira para aprovar o novo modelo da Liga dos Campeões. O novo formato vai vigorar entre 2024 e 2027. Embora ainda não tenham sido avançadas informações oficiais, o …

Depois do Sofagate, agora é von der Leyen quem está a ser acusada de quebrar o protocolo

Diplomatas da União Europeia dizem que a presidente da Comissão Europeia quebrou o protocolo, uma vez que foi o seu chefe de gabinete que respondeu ao convite da Ucrânia para que marcasse presença na cerimónia …

Há uma "possibilidade real" de trocar capitalismo pelo socialismo no século XXI, diz PCP

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, assinalou na quinta-feira os 150 anos da Comuna de Paris com um discurso de fidelidade ao ideal comunista e definiu a "substituição do capitalismo pelo socialismo" como uma …

Moçambique. Ministro da Defesa diz que ataque a Palma não coloca em causa exploração de gás

O ministro da Defesa de Moçambique, Jaime Neto, disse esta quinta-feira que o ataque à vila de Palma não coloca em causa o projeto de exploração de gás natural liderado pela petrolífera Total em Afungi, …