Passos e Costa trocam acusações sobre retrocesso do país

José Sena Goulão / Lusa

-

O presidente do PSD e o primeiro-ministro trocaram hoje acusações sobre os resultados da anterior e da atual governação, responsabilizando-se mutuamente pelo retrocesso do país em termos de emprego e crescimento económico.

No debate quinzenal desta sexta-feira no Parlamento, Passos Coelho interrogou o primeiro-ministro sobre os resultados dos primeiros seis meses governação, alegando que “não estão de acordo com a promessa do próprio Governo” e perguntou “por que é que, no meio de tanto enleio, se fala então de sanções contra Portugal”.

António Costa acusou o ex-primeiro-ministro de ter governado com base em teses de “austeridade expansionista” e de “competitividade pelo empobrecimento” que fizeram o país recuar décadas, recomendando-lhe “um pouco mais de humildade a avaliar os seis meses deste Governo”.

Sobre eventuais sanções da União Europeia, o primeiro-ministro responsabilizou o seu antecessor: “Fala-se de sanções porque em 2015 Portugal não cumpriu a redução do défice excessivo”.

António Costa reiterou que, se vierem a ser aplicadas sanções, considera que será injusto “por aquilo que os portugueses tiveram de sofrer com as suas políticas, porque aqueles que tanto elogiaram as suas políticas não podem agora sancionar o país pelos maus resultados das suas políticas” e porque neste ano “pela primeira vez a Comissão Europeia prevê que Portugal ficará sempre abaixo do limite do défice excessivo“.

Depois, alegou que “a segunda razão por que se fala em sanções é porque há uma enorme duplicidade política em muitos partidos europeus”, e questionou a posição do presidente do PSD.

“Eu digo aqui o mesmo que digo em Bruxelas. E eu não digo aqui que não quero sanções e não estou em Bruxelas a aplaudir o líder do Partido Popular Europeu que pede a aplicação de sanções a Portugal”, afirmou António Costa.

Por sua vez, Passos Coelho colocou em causa a coerência do primeiro-ministro em matéria de austeridade, perguntando-lhe qual foi a posição oficial do Governo português em relação ao “duro programa de austeridade que o Governo grego apresentou” no Eurogrupo.

Perante a insistência do presidente do PSD, o primeiro-ministro respondeu: “O senhor deputado pergunta a resposta que conhece. É evidente que o programa foi aprovado por todos os países, a começar pela Grécia”.

“E não seríamos nós a fazer dificultar o que vossa excelência fez no passado, que é dificultar a vida à Grécia. Pelo contrário, estivemos ao lado da Grécia“, completou António Costa.

O presidente do PSD observou: “Quando o Governo socialista aprova programas de austeridade para a Grécia está a ajudar a Grécia, quando o Governo anterior aprovava programas para a Grécia estava a prejudicar a Grécia. Já percebemos o que significa duplicidade de discursos”.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Episódio de “Os Simpsons” com Michael Jackson retirado do Disney+

No seguimento da controvérsia em torno de Michael Jackson depois do documentário Leaving Neverland, o episódio de Os Simpsons com a presença do cantor foi deixado de fora do catálogo do Disney+, a nova plataforma …

Lítio pode reverter malefícios de radiação no cérebro

Cientistas concluíram numa experiência com ratos que o lítio pode reverter os malefícios da radiação no cérebro, podendo o seu uso ser promissor para tratar crianças que foram sujeitas a radioterapia e desenvolveram posteriormente défices …

Um em cada dez sites de compras online usa táticas maliciosas nos clientes

https://vimeo.com/373176205 Um em cada dez sites de compras online usa táticas maliciosas para enganar, iludir ou persuadir os clientes. A tendência é que o recurso a estas práticas aumente nos próximos anos. Um estudo apresentado na semana …

Eurovisão procura voluntários para trabalhar 18 dias seguidos sem vencimento

A procura de voluntários para o Festival Eurovisão de 2020 está a gerar polémica. A organização quer disponibilidade total durante 18 dias, não oferecendo qualquer vencimento, nem pagando despesas de viagem ou estadia. O Festival Eurovisão …

Portugal 6 vs 0 Lituânia | Ronaldo e Cia destroem lituanos

Portugal goleou a Lituânia esta quinta-feira no Estádio Algarve, por 6-0, e está a uma vitória de garantir o apuramento para o Euro 2020, decisão que está marcada para o próximo domingo, quando a seleção …

Um “caixão” nuclear da Guerra Fria pode estar prestes a colapsar

Durante a Guerra Fria, os EUA lançaram 67 bombas atómicas nas Ilhas Marshall, no oceano Pacífico. No fim nos anos 70, os detritos expostos à radiação nas seis ilhas foram transportados para um poço gigante …

App usada para ler dados biométricos de europeus no Reino Unido pode ser pirateada

A aplicação digital criada pelo governo britânico para recolher dados biométricos dos europeus candidatos ao estatuto de residente no Reino Unido, obrigatório depois do Brexit e pedido por 210 mil portugueses, pode ser pirateada, alertou …

Bruxelas abre processo de infração contra Reino Unido por não nomear comissário europeu

A Comissão Europeia anunciou esta quinta-feira a abertura de um procedimento de infração contra o Reino Unido por este Estado-membro, que está em processo de saída da União Europeia (UE), não ter nomeado um comissário. “Enquanto …

Urgência pediátrica do Garcia de Orta encerra à noite a partir de segunda-feira

O serviço de urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta, em Almada, vai fechar à noite a partir de segunda-feira, disse a ministra da Saúde, que prolongou o horário de duas unidades de saúde para …

Hipercarro elétrico da Aspark pulveriza recorde de aceleração

O novo hipercarro elétrico Aspark Owl vai começar a sua produção já no próximo ano e conta já com o recorde de aceleração. O carro vai dos 0 aos 100 km/h em 1,69 segundos. Depois de …