Restaurantes, hotéis ou shoppings. “Passe verde“ vai permitir que vacinados retomem vida em Israel

O país que lidera a vacinação à covid-19 prepara o terceiro desconfinamento, e já decidiu que só os que tiverem um “passe verde” a comprovar que foram vacinados, podem ter acesso às atividades económicas e de lazer que vão reabrir.

Quase 50% da população que escolheu ser vacinada contra a covid-19 irá receber um “passe verde” uma semana após a segunda dose, assim como todos aqueles com imunidade presumida após contrair a doença.

A partir de domingo, dia 21 de fevereiro, o passe dará acesso a ginásios, hotéis, piscinas, espetáculos, shoppings e locais de culto. Os restaurantes e bares só estarão incluídos a partir do início de março, avança o The Guardian.

Para a restante população as atividades irão permanecer fora do seu alcance, embora alguns locais se encontrem disponíveis para fornecer a realização de testes ao coronavírus.

“É assim que será o primeiro momento de retorno às vidas quase normais”, disse o ministro da Saúde, Yuli Edelstein. O passe está a ser lançado através de uma aplicação móvel.

Por outro lado, o Ministério da Saúde também está preocupado com o facto da documentação da vacinação poder ser falsificada e alertou que qualquer pessoa que seja apanhada nestas circunstâncias poderá ser multada.

Enquanto isso, com informações limitadas sobre de que forma as pessoas vacinadas ainda podem transmitir a doença, permanece a preocupação sobre se a mudança pode levar a um aumento do contágio.

Embora o “passe verde“ seja um método provisório para reabrir a economia, serve como forma de tentar persuadir as pessoas que resistiram até agora a receber a vacina a tomá-la, numa altura em que as taxas de vacinação diárias estão cada vez mais baixas.

“Ser vacinado é um dever moral, é parte da nossa responsabilidade mútua ”, tem frisado Yuli Edelstein. Face à reabertura de atividades que se prepara no país e à resistência que se têm verificado junto dos cidadãos, o ministro tem repetido várias vezes o aviso: “Quem não for vacinado, vai ficar para trás”.

Um outro objetivo da nova política é permitir que as pessoas vacinadas possam ir de férias sem terem de se isolar. Neste sentido, o país já assinou acordos com a Grécia e o Chipre, mas ainda está a analisar de que forma vão funcionar.

A iniciativa de Israel de separar os cidadãos no acesso a atividades públicas em tempos de pandemia, bloqueando o acesso aos que não querem ser vacinados (decisão que é voluntária) levanta uma série de questões legais e éticas, envolvendo temas delicados como segurança pública, discriminação, livre escolha e privacidade, conforme lembra o jornal The New York Times.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …