Plano de Recuperação. CGTP deixa aviso em relação ao salário mínimo, CIP apoia aposta do Governo

Mário Cruz / Lusa

A secretária-geral da CGTP, Isabel Camarinha

António Costa reuniu-se esta terça-feira com os parceiros sociais a propósito do Plano de Recuperação e Resiliência. Isabel Camarinha, secretária geral da CGTP, considera que a resposta do Governo face à valorização dos salários é motivo de “preocupação”. 

A resposta do Governo, em relação ao “aumento geral dos salários de todos os trabalhadores” e ao aumento do salário mínimo nacional “de forma significativa”, “não vai no sentido daquilo que consideramos fundamental”, reagiu Isabel Camarinha, secretária geral da CGTP, à saída do encontro com António Costa.

“A resposta do primeiro-ministro foi que o Governo mantém aquele objetivo, que para nós é insuficiente, de até ao final da legislatura o salário mínimo atingir os 750 euros”, disse, acrescentando ainda que António Costa alertou que “este ano terá de se ter em conta a situação da Economia”.

“O aumento do salário mínimo este ano poderá não ser igual ao de 2020“, avisou. Recorde-se que, de 2019 para 2020, o salário mínimo nacional passou dos 600 para os 635 euros.

Já o presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal disse que as empresas precisam de ser “fortalecidas” para o “desafio” do Plano de Recuperação e Resiliência, mas indicou que concorda com a aposta do Governo na administração pública.

“Sendo crítico em alguns aspetos do plano, uma melhor e mais moderna administração pública traz seguramente desburocratização, um alívio a nível de burocracia, e isso dá facilidade à envolvente empresarial e, nesse sentido, acompanhamos [o Governo]”, afirmou António Saraiva.

O responsável disse que as verbas europeias vão permitir ter “o dobro” por ano, cerca de 6 mil milhões de euros anuais, sublinhando que “é necessário que o país acerte nas medidas concretas para que o fundo não seja atirar dinheiro para os problemas mas uma efetiva resolução dos problemas”.

O presidente da confederação empresarial considerou, no entanto, que as empresas têm de estar “fortalecidas e robustas” para o “desafio” do Plano de Recuperação e Resiliência do Governo. “Temos aqui um desafio porque este combate far-se-á com as pessoas e com as empresas e é o estado das empresas e as suas condições para assumirmos este desafio que importa acautelar.”

“Isso exige serem capitalizadas, recapitalizadas para ficarem protegidas em relação a outras empresas europeias”, sustentou, acrescentando que as empresas têm de estar “robustas e fortalecidas e por isso fusões e concentrações, capitalização e recapitalização do tecido empresarial é fundamental.”

Por sua vez, o presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), João Vieira Lopes, disse que o plano do Governo “é muito vago na parte que se aplica às empresas, nomeadamente em termos do investimento no digital” e defendeu que existe “uma clara desproporção a favor dos serviços públicos”.

“Pensamos que seria necessário um investimento maior nas empresas, nomeadamente na qualificação, mas está muito disperso o que se aplica a cada uma das áreas”, afirmou Vieira Lopes.

A Assembleia da República debate esta quarta-feira o Plano de Recuperação e Resiliência, cujas linhas gerais foram apresentadas na segunda-feira aos partidos e mereceram críticas da esquerda à direita.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PJ descobre depósito de explosivos da Resistência Galega no centro de Coimbra

A Polícia Judiciária (PJ) desativou, em Coimbra, uma base logística do grupo independentista Resistência Galega, onde apreendeu “um importante” espólio de material usado nas atividades da organização. A PJ agiu no quadro de uma operação policial …

Teresa Leal Coelho admite processar ex-vereador Fernando Nunes da Silva

A vereadora da Câmara Municipal de Lisboa Teresa Leal Coelho admitiu que poderá vir a processar o antigo vereador Fernando Nunes da Silva, devido às declarações sobre a reposição dos sentidos de circulação na Avenida …

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …