Papa Francisco aprova manutenção do Banco do Vaticano

Mazur/catholicnews.org.uk / Flickr

-

O papa Francisco aprovou uma proposta para manter o Instituto para as Obras da Religião (IOR), o Banco do Vaticano, afirmando “a importância da sua missão para o bem da Igreja Católica”, anunciou o Vaticano.

Francisco confirmou a opção que parecia mais provável, a manutenção de uma instituição mais reduzida e melhor controlada. O encerramento da instituição foi sugerido e desejado por algumas pessoas, sobretudo depois dos escândalos de atividades de branqueamento de dinheiro.

“O papa aprovou uma proposta sobre o futuro do IOR, reafirmando a importância da sua missão para o bem da Igreja Católica, a Santa Sé e o Estado do Vaticano. O IOR vai continuar a servir com prudência e fornecer os seus serviços financeiros especializados à Igreja Católica em todo o mundo”, referiu o comunicado do Vaticano esta segunda-feira.

Graças à “confirmação da missão do IOR”, o presidente da instituição, Ernst Von Freyberg, nomeado pelo papa Bento XVI há pouco mais de um ano, e a sua direção vão poder “finalizar o seu plano para assegurar que o IOR possa cumprir a sua missão como parte das novas estruturas financeiras da Santa Sé”.

Este plano “será apresentado ao conselho de cardeais do papa e ao novo Conselho para a Economia”.

“Os serviços benéficos que podem ser oferecidos pelo IOR ajudam o papa na sua missão de pastor universal e ajudam também as instituições e pessoas que colaboram com o papa Francisco”, explicou o Vaticano.

De acordo com a nota, as suas atividades estarão “sobre a supervisão da Autoridade da Informação Financeira (AIF – órgão de controlo criado por Bento XVI e reforçado pelo papa Francisco)”, e “um quadro legal e institucional para regular as atividades financeiras dentro da Santa Sé e do Vaticano”.

Numa reação transmitida à agência AFP, o porta-voz do IOR, Max Hohenberg, saudou “o reconhecimento [pelo papa] da validade da missão de serviço e o trabalho feito durante os últimos doze meses”.

Acabar com a corrupção no Banco do Vaticano

O IOR é a instituição financeira pela qual passam os fundos das atividades das congregações do mundo inteiro.

Instituições católicas, eclesiásticas, os empregados e ex-empregados do Vaticano, as embaixadas e diplomatas acreditados podem ter contas no IOR. As contas que não estavam inscritas nestas categorias foram fechadas.

No final de 2012, os fundos dos clientes eram de 6,3 mil milhões de euros, geridos pelo IOR, que dispõe de um património líquido de 769 milhões de euros.

O papa Francisco comprometeu-se em realizar uma reforma no IOR, instituição afetada por numerosos escândalos financeiros, nomeadamente com o branqueamento de capitais da máfia.

O cardeal australiano George Pell, que dirige o novo secretariado (ministério) da Economia, confirmou a importância de um “alinhamento” do quadro jurídico e de regulamentação do Vaticano “com as melhores práticas em vigor a nível internacional”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O gás escondido no halo da Via Láctea está a escaldar

O XMM-Newton da ESA descobriu que o gás escondido no halo da Via Láctea atinge temperaturas muito mais quentes do que se pensava anteriormente e que tem uma composição química diferente da prevista, desafiando a …

Meio pombo, meio drone. O PigeonBot mostra como é que os pássaros voam

O PigeonBot procura explorar a morfologia das asas de um pombo e mostrar como é que eles voam. Um melhor entendimento disto pode ter aplicações na aeronáutica. Há muitos anos que o dom dos animais de …

Incêndios na Austrália permitiram descobrir canal mais antigo do que as Pirâmides do Egipto

Depois de a vegetação ter sido devastada pelos incêndios em Victoria, na Austrália, investigadores descobriram que este sistema de canais é significativamente maior do que se pensava. Desde setembro do ano passado que a Austrália enfrenta uma …

Sírios estão a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer

O coordenador do projeto Médicos Sem Fronteiras na Síria diz que muitas famílias estão a ser forçadas a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer. Bombardeamentos aéreos na Síria são uma constante. …

Casa Branca prepara medidas para travar "turismo de parto"

A Casa Branca prepara-se para endurecer as medidas que permitem a emissão de vistos para mulheres estrangeiras que vão aos Estados Unidos dar à luz para que os seus filhos recebem automaticamente cidadania norte-americana. A …

Eletrões e quarks podem experimentar consciência, defende professor

O filósofo Philip Goff defende, num livro que publicou recentemente, uma teoria milenar que sustenta que todas as formas de matéria - incluindo os eletrões e até os quarks - podem experimentar consciência. Tal como observa …

Lego lança réplica da Estação Espacial Internacional

A Lego anunciou um novo conjunto para todos os entusiastas de exploração espacial. A Estação Espacial Internacional está a muitos quilómetros de distância da Terra mas, agora, quem quiser pode ter uma reprodução nas sua …

HBO anuncia sátira de animação sobre família real britânica

A plataforma de streaming HBO encomendou uma série de comédia do género de "Family Guy" em versão realeza, inspirada nos membros mais famosos da família real britânica.  De acordo com a AFP, a série vai chamar-se …

Salário mínimo sobe para 950 euros em Espanha

O Governo de Espanha anunciou, esta quarta-feira, um aumento do salário mínimo nacional para 950 euros. A ministra do Trabalho e da Economia Social, Yolanda Díaz, anunciou, esta quarta-feira, a subida do salário mínimo para os …

O Relógio do Juízo Final avança 20 segundos. Faltam 100 para o Apocalipse

O Boletim de Cientistas Atómicos anunciou, esta quinta-feira, que o Relógio do Julízo Final está mais próximo do apocalipse. Especialistas avançaram o relógio 20 segundos para alertar líderes e cidadãos de todo o mundo que …